0.000
©
Nome Artístico
Índio da Cuíca
Nome verdadeiro
Francisco Tavares Machado
Data de nascimento
5/5/1951
Local de nascimento
Rio de Janeiro, RJ
Dados biográficos

Instrumentista.

 

Nascido e criado no Morro dos Afonsos, no bairro carioca da Tijuca. Seu Manoel, seu pai, tocava cavaquinho e compunha sambas para a Unidos da Tijuca, escola de samba em que desfilou pela primeira vez, como pandeirista, aos doze anos de idade.

Recebeu a alcunha de Índio devido ao cabelo preto e liso que tinha quando adolescente.

Morou por três anos na Suíça, na década de 1980.

Fez bicos como pintor de paredes – ofício aprendido no ano em que morou nos Estados Unidos.

Dados artísticos

Aos 17 anos de idade fez sua primeira aparição na tevê, em um programa da TV Globo, no lugar de seu amigo Neném da Cuíca, que não pôde comparecer.

Atuou como músico percussionista em programas como “Globo de Ouro” e “Brasil Especial”.

Em 1972 gravou, com o grupo Brasil Ritmo, o LP “Balança povo”, lançado pelo selo Som Livre.

Na década de 1970 costumava apresentar-se em casas do shows do Rio de Janeiro como o restaurante Sambão & Sinhá, do cantor Ivon Curi.

Participou de espetáculos musicais liderados por Ivon Curi e Jair Rodrigues.

Viajou pelo mundo em companhias artísticas lideradas por Joãozinho Trinta e Haroldo Costa.

Como músico percussionista apresentou-se em grandes casas de shows como o Canecão, no Rio de Janeiro, e no Olympia, em Paris (França).

Já dividiu o palco com artistas como Roberto Carlos e Alcione.

Em 2021 lançou seu primeiro CD “Malandro 5 estrelas”, com dez faixas autorais e produção de Paulinho Bicolor e Bernardo Oliveira.

Discografias
2021 QTV CD Malandro 5 estrelas
1972 Som Livre LP Balança povo

(c/ grupo Brasil Ritmo)

Obras
A cuíca chora
Baile do bambu
Cuíca malandra/ Cuíca encantada
Medley de Ogun
Shirley
Sonho realizado
Stribinaite camufraite oraite