0.000
Nome Artístico
Carmina Juarez
Nome verdadeiro
Carmina Pinheiro de Souza
Data de nascimento
2/7/1969
Local de nascimento
São Paulo, SP
Dados biográficos

Cantora.
É professora de voz do Coral da USP, no qual começou a cantar aos 12 anos de idade.

Dados artísticos

Em 1993, lançou o primeiro CD, “Arrasta a sandália”, com as seguintes canções: “Rugas” (Nelson Cavaquinho, Ary Monteiro e Augusto Garcês), “Amigo amado” (Alaíde Costa e Vinícius de Moraes), “O maior castigo que eu te dou” (Noel Rosa), “Nega maluca” (Ewaldo Ruy e Fernando Lobo), “Ponto de Oxum” (Recolhido por Djalma Corrêa), “Moça bonita” (Recolhido por Clementina de Jesus), “Zanzibar” (Edu Lobo), “Essa mulher tem qualquer coisa na cabeça” (Wilson Batista e Armando Reis), “Dançando com lágrimas nos olhos [Dancing with tears in my eyes]” (Joe Burke e Al Dubin – vrs: Lamartine Babo), “Paraquedista” (José Leocádio), “Vira e mexe” (Luiz Gonzaga), “O pedido” (Elomar), “Qui nem jiló” (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira) e a faixa-título (Baiaco e Aurélio Gomes).

Lançou, em 2001, o CD “Tenho saudade”, com as faixas “Coral sobre o que foi que eu fiz (vinheta)”, “Saudade branca (vinheta)”, “O primeiro choro de Lucas” e “Saudade da saudade (vinheta)”, todas de autoria de André Mehmari, “Nega Maria” e “Viva o meu Brasil”, ambas de J. Thomaz, “Minha palmeira triste” e “No rancho fundo”, ambas de Ary Barroso e Lamartine Babo, “Caco velho e “Tenho saudade”, ambas de Ary Barroso, “Canção da felicidade” (Ary Barroso e Oduvaldo Viana Filho), “A minha viola é de primeira” (Tia Amélia) e “Praga” (J. Aymberê).

De sua discografia contam também participações especiais nos CDs “Lavoro”, de Edson Natale (faixa “Naávu: Javassarê”, parceria de ambos), “Canções seculares”, do Coral da USP, e “Palavra de criança” (faixa “Rosa).

Em 2010, lançou o DVD “Caruana”, gravado ao vivo em 2004 no Itaú Cultural, com o seguinte repertório: “Araruna”, dos Índios Parakanã do Pará (adaptação de Marlui Miranda), “Remembrance” (Bob Mc Ferrin e Russel), “Emoriô” (Gilberto Gil e João Donato), “Argila” (Carlinhos Brown), “Ela não é flor que se cheire” (Pepeu Gomes), “Choro da Dona Quiriquiqui” (Christianne Neves), “As coisas tão mais lindas” (Nando Reis), “Quando eu fecho os olhos” (Chico César e Carlos Rennó), “Flores/Last Train Home” (Titãs/Pat Metheny), “Pode ser o que for” (Marina Lima e Antônio Cícero), “Dança” (Chico César), “A moça do sonho” (Chico Buarque), “Samba de roda na beira do mar” (Mário Gil e Paulo César Pinheiro), “Sitio do Pica-pau Amarelo” (Gilberto Gil)
 “Vô Alfredo” (Fátima Guedes) e “Caruana” (Mário Gil e Paulo César Pinheiro), as duas últimas com Tiago Pinheiro.

Discografias
s/d Canções seculares (Coral da USP) – participação - CD
s/d Lavoro (Edson Natale) – participação - CD
s/d Palavra de criança (Vários artistas) – participação – CD
2010 Caruana (Carmina Juarez) – Itaú Cultural/MCD - CD, DVD
2001 Tenho saudade (Carmina Juarez) – Dabliú – CD
1993 Arrasta a sandália (Carmina Juarez) – Dabliú – CD