Busca:

Paulo César de Araújo

Paulo César de Araújo
1962 Vitória da Conquista, BA

Dados Artísticos

Suas atividades como pesquisador da música popular brasileira teve início por volta de 1992, quando começou a coletar material sobre a vida e a carreira do cantor Roberto Carlos, de quem foi fã desde menino.. Anos depois, ao fazer o mestrado em História, escreveu uma dissertação sobre o papel dos cantores e compositores bregas  na época da ditadura militar no Brasil. O trabalho deu origem ao livro "Eu não sou cachorro não: Música popular cafona e ditadura militar", lançado em 2002, pela editora Record, considerado obra de referência na historiografia da MPB e que teve grande repercusão na crítica especializada, recebendo, inclusive elogios de personalidades como Caetano Veloso e Nelson Motta, entre outros. Sempre interessado na reflexão sobre o cancioneiro produzido nas camadas populares urbanas, prosseguiu em suas pesquisas e, em dezembro de 2006, lançou, pela Editora Planeta, o livro "Roberto Carlos em detalhas" sobre a vida e a carreira do cantor Roberto Carlos. O livro, fruto de quinze anos de pesquisas e dezenas de entrevistas com artistas como Erasmo Carlos, Tom Jobim, Chico Buarque e Caetano Veloso, entre outros, tem como eixo a trajetória do cantor/compositor que recebeu popularmente o epíteto de "Rei", denominação adotada amplamente pela mídia. A partir desse eixo, o livro organiza um olhar sobre a história da música popular brasileira na segunda metade do século XX. Entretanto, a biografia, que não fora autorizada pelo cantor, não foi bem recebido pelo mesmo, que passou a lutar contra a publicação até conseguir judicialmente com a editora um acordo que resultou no recolhimento dos exemplares. A proibição da divulgação pública de seu livro sobre Roberto Carlos repercutiu fortemente e o escritor, sem que esperasse,  viu dobrar os convites de diversas entidades como empresas, órgãos de cultura e universidades para palestrar, em todo o país, sobre a história da música popular brasileira e direitos autorais. Numa conferência realizada na PUC-RJ, o pesquisador declarou a uma platéia atenta de estudantes de jornalismo: "Meu caso com o Roberto é de amor não-correspondido. A música que nos explica é: "Sua estupidez não lhe deixa ver que eu te amo", citando um dos sucessos de Roberto Carlos. Em 2014, lançou o livro "O réu e o rei - Minha história com Roberto Carlos, em detalhes", pela Companhia das Letras. Neste livro o historiador conta como foi processado por Roberto Carlos a partir da biografia não autorizada sobre o cantor e como o trabalho foi impedido de circular e retirado das livrarias. Em 2017, concluiu o terceiro livro da trilogia sobre o cantor Roberto Carlos iniciada com o livro "Roberto Carlos em detalhes" e que lhe rendeu rumoroso caso nos tribunais.

Mais visitados
da semana

1 Festivais de Música Popular
2 Noel Rosa
3 Karen Keldani
4 Tiee
5 Gonzaguinha
6 Vanusa
7 João Nogueira
8 Gilberto Gil
9 Paulinho da Viola
10 Mário Campanha