Busca:

Muxiba


Circa 1930 Rio de Janeiro

Dados Artísticos

Inicou a carreira artística na década de 1950, no Rio de Janeiro. Em 1963, passou a integrar o conjunto Cangaceiro, juntamente com Raul Mascarenhas, ao piano, Rildo Hora, na gaita, e Papão, na bateria. Como integrante desse conjunto participou, em 1964, da gravação ao vivo do LP "Uma noite no Cangaceiro", lançado pela cantora Helena de Lima. Na contra capa desse LP, assim falou sobre ele o jornalista Juventino Fagundes: "Muxiba é uma graça. Preto vestido de preto tocando um instrumento preto num ambiente escuro. Se a noite é de gala Muxiba transfigura-se e tira sons impossíveis do seu "violino infestado". Em movimentos amebianos de estica-encolhe, Muxiba parece um Deus negro voltando ao céu pelo cipó do braço do contrabaixo. Quando os pintores resolverem pintar um "angel negro", usarão O Muxiba como modelo". Em 1965, com o mesmo conjunto, participou da gravação do LP "Miltinho ao vivo", lançado pelo cantor Miltinho, pela RGE. No mesmo ano, participou da gravação do LP "Outra noite no Cangaceiro...", lançado por Helena de Lima, pela RGE.

Mais visitados
da semana

1 Karen Keldani
2 Jaburu Batera
3 Festivais de Música Popular
4 Noel Rosa
5 Gonzaguinha
6 Tiee
7 Augusto César Vannucci
8 João Nogueira
9 Gilberto Gil
10 Vanusa