Busca:

Iran Fortuna

Iran Fortuna
Circa 1935 Assis, SP

Dados Artísticos

Tocou por seis anos na orquestra de Pedrinho, na cidade de Guararapes. Na cidade de São Paulo tocou em diversas orquestras. Integrou a Portinho e sua Orquestra Escaldante dirigida pelo maestro Portinho. Em 1969, participou do LP "Decisão - Zimbo Trio + metais" tocando trombone nas faixas "Memórias de Marte Saré", de Edu Lobo e Gianfrancesco Guarnieri; "Ela desatinou" e "Benvinda", de Chico Buarque; "Feitio de oração", de Noel Rosa e Vadico; "Decisão", de Johnny Alf; "Sentinela", de Fernando Brant e Milton Nascimento; "Mancada", de Gilberto Gil; "Tristeza que se foi", de Adylson Godoy; "Vera Cruz", de Márcio Borges e Milton Nascimento; "Canção do sal", de Milton Nascimento, e "Ponteio", de Edu Lobo e José Carlos Capinan. Em 1971, fez parte da orquestra de Portinho em mais um número da série "Fogo nos metais", no qual foram interpretadas as músicas "O cafona", de Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle; "Pé de manacá", de Hervé Cordovil e Mariza Pinto Coelho; "Mas que doidice" e "Você abusou", de Antonio Carlos e Jocafi; "Ai! Que saudades da Amélia", de Ataulfo Alves e Mário Lago; "Tema de fogo nos metais", de Portinho; "Shirley Sexy", de Fred Falcão e Arnoldo Medeiros; "Odete", de Herivelto Martins e Dunga; Menina da ladeira", de João Só; "Esta noite serenou", de Hervé Cordovil; "Tema da "Gaiola de ouro", de Alfredo Borba, e um pot-porri com os sambas "Foi um rio que passou em minha vida", de Paulinho da Viola, e "Festa para um rei negro", de Zuzuca. Em 1978, participou do LP "Caia na gandaia" do grupo vocal Frenéticas lançado pela WEA tocando em todas as faixas. Em 1992, participou do LP "Arranjadores" lançado pelo selo Projeto Memória Brasileira tocando na faixa "Frevo de orfeu", de Tom Jobim e Vinícius de Moraes. Em 1996, participou do show "Mundo São Paulo", concerto comemorativo dos 50 anos da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC SP - e do Serviço Social do Comércio - SESC SP, realizado em 19, 21 e 22 de setembro de 1996 no TUCA e no SESC Pompéia, em São Paulo e que resultou em um CD, no qual ele tocou em todas as faixas. Em 1997, participou da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo para a gravação do CD "Cyro Pereira - 50 anos de música", uma homenagem ao maestro Cyro Pereira tocando nas faixas "Carinhoso", de Pixinguinha e João de Barro; "Rapsódia latina", "Poema para Jobim", "Fantasia para piano e orquestra sobre temas de Ernesto Nazareth", "Solito", "Cuidado com o degrau" e "O fino do choro", todas de Cyro Pereira.  Entre seus diversos trabalhos está a participação na orquestra Jazz Sinfônica de São Paulo com a qual gravou um CD em 1999.

Mais visitados
da semana

1 Paulinho da Viola
2 Jaburu Batera
3 Mário Silva
4 Noel Rosa
5 Festivais de Música Popular
6 Tiee
7 Cartola
8 Pinocchio
9 Gonzaguinha
10 Martinho da Vila