Busca:

Casuarina



Dados Artísticos

Grupo de samba formado no Rio de Janeiro no ano de 2001. Integrado por Daniel Montes (violão de sete cordas e vocais), Gabriel Azevedo (voz e percussão), Rafael Freire (cavaquinho e vocais), João Fernando (bandolim e vocais) e João Cavalcanti (voz e percussão), filho do cantor e compositor Lenine. Daniel Montes e Rafael Freire estudaram música na UNI-Rio. João Fernando estudou percussão sinfônica no Instituto Villa-Lobos. Em 2005, ao lado dos grupos Galocantô, Anjos da Lua e Batuque na Cozinha, apresentou o show "Samba em 4 tempos", no Circo Voador. No ano de 2005 o grupo lançou o primeiro disco, no qual interpretou "Pranto de poeta" (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito), "Laranja madura" (Ataulfo Alves e Mário Lago), "Formiga miúda" (Wilson Moreira e Sérgio Fonseca), "Minha filosofia" (Aluízio Machado)  e regravou antigos sucessos de outros intérpretes e compositores, entre os quais Gordurinha ('Súplica cearense'), Nei Lopes ('Na intimidade meu preto'), Adoniran Barbosa ('Já fui uma brasa'), Nelson Sargento ('Falso moralista'), além de Zé Kéti ('400 anos de favela'), com participação de Pedro Miranda, e ainda um clássico do grupo Novos Baianos ('Suingue de Campo Grande'), com participação de Teresa Cristina. O lançamento do disco aconteceu no Teatro Rival BR, no Rio de Janeiro e o show contou com participação especial de Teresa Cristina e Pedro Miranda. Em 2007 o grupo fez apresentação no Canecão ao lado da cantora Mart'nália. Neste mesmo ano retornou à casa de shows Canecão para lançar o CD "Certidão". No CD o grupo interpretou várias composições dos próprios integrantes, entre as quais "Dilema do universo" (Gabriel Azevedo), "Onda de poeta" (Gabriel Azevedo e João Cavalcanti),  "Vaso ruim" (Diego Zangado e Gabriel Azevedo), "Empoeirado" (João Fernando), "É João" (João Cavalcanti), "A roda morreu" (João Fernando e João Cavalcanti), "Arco-Íris" (Gabriel Azevedo e Sérgio Fonseca),"Peçonha" e "Inconstante", ambas de João Cavalcanti, além da faixa-título "Certidão", de João Fernando e João Cavalcanti e ainda músicas de outros autores, entre elas "Teima quem quer" (Paulo Vanzolini), "Me dá um dó" (Sidney Miller), "Tarja preta" (Délcio Carvalho e Sérgio Fonseca) e "Velho bandido", de Sérgio Sampaio. Ainda em 2007, em dueto com Leci Brandão, interpretou "Aquarela brasileira" (Silas de Oliveira) no CD e DVD ao vivo "Cidade do samba", do qual participaram cerca de 48 artistas nacionais, produzido por Zeca Pagodinho, Rildo Hora e Max Pierre, lançado pelo selo ZecaPagodiscos. Em 2008 o grupo apresentou-se no projeto "Sarau na Pedra", no Instituto Cultural Cravo Albin e logo depois no Canecão como convidado da cantora Maria Rita. Em 2010 o grupo foi o vencedor do "Prêmio da Música Brasileira" na categoria "Samba - Melhor Grupo". Neste mesmo ano o grupo apresentou uma roda de samba na Fundição Progresso, na Lapa, no centro do Rio de Janeiro, na qual recebia diversos convidados, entre os quais a cantora Maria Rita. Lançou o CD/DVD "MTV apresenta: Casuarina", com o qual fez turnê por vários países da Europa. Nesse mesmo ano participou do show em comemoração ao Réveillon na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro. Ainda em 2010 participou da gravação do CD “Disney Adventures in Samba”, no qual o grupo interpretou a faixa “Os quindins de Iaiá” (Ary Barroso). Produzido por Alceu Maia e lançado pelo selo Walt Disney Records, o disco contou com a participação de vários artistas brasileiros interpretando temas de filmes e desenhos da Disney no ritmo do samba. Em 2011 participou do projeto "Lapa de Todos os Sambas", realizado no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro. Idealizado pelo produtor Leonardo Conde, o projeto celebrou a revitalização do bairro da Lapa (RJ), em uma iniciativa que reuniu três de gerações cantores, músicos e compositores de samba. Nesse mesmo ano lançou, pelo selo Warner Music, o CD “Trilhos/ Terra Firme”, com 14 faixas inéditas e autorais, dentre as quais “Dissimulata” (João Cavalcanti), “Murmúrio” (João Fernando e Délcio Carvalho), “Fulô de caju” (João Cavalcanti e Alfredo Del-Penho), “Trilhos” (Gabriel Azevedo e Diego Zangado), “Ponto de vista” (João Cavalcanti e Edu Krieger), “Pequenino” (Daniel Montes, Gabriel Azevedo e Sergio Fonseca), “Terra firme” (João Cavalcanti e Wander Pio), “Qual maneira” (Daniel Montes e Roberto Lara), “Coringa” (João Cavalcanti e Daniel Pereira), “Samba de Helena” (Gabriel Azevedo), “Santo pranto” (João Cavalcanti), “Vocação” (Gabriel Azevedo e Michelly Mury), “Vaidade” (João Cavalcanti e Gabriel Azevedo) e “Gravata” (Daniel Montes, Gabriel Azevedo e Sergio Fonseca). Com produção de Rodrigo Campello, o disco contou com a participação de Zé da Velha, Silvério Pontes, Nicolas Krassik e Humberto Araújo, com a Orquestra Criôla. O show de lançamento do disco foi realizado no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro. Comandou, ao lado do bloco Bangalafumenga, o show de Pré-Réveillon realizado no palco São Sebastião da Fundição Progresso, no Rio de Janeiro. Participou do show em homenagem aos 80 anos do Cristo Redentor, realizado no Monumento dos Pracinhas, no Aterro do Flamengo, no qual interpretou, ao lado de Almir Guineto, Jorge Aragão e Arlindo Cruz o pot-pourri de “Pedi ao céu”/ “Na paz de Deus”/ “Pintou uma lua lá”. O show também contou com a participação de artistas como Beth Carvalho, Roberto Menescal, Elba Ramalho, Sandy, Alexandre Pires, Leila Pinheiro, Miúcha, Zeca Pagodinho, entre outros, acompanhados dos músicos Julinho Teixeira (arranjo, regência e teclado), Luciano (bateria), André Neiva (baixo), José Carlos (guitarra e violão), André (percussão), Jaguara (percussão), Jesse Sadoc (trompete), Rodrigo Sha (sax), Jorge Alexandre (coro), Isabel (coro), Alessandra (coro), Marcio Malard (cello) e Alceu Maia (cavaco). O registro desse show foi gravado em CD/ DVD e distribuído mundialmente nos países católicos pela EMI, em 2012. Em 2012 participou do evento Rider Weekends, realizado no Jockey Club do rio de Janeiro, no qual o grupo recebeu como convidado o músico Lenine. Nesse mesmo ano participou das comemorações dos cinco anos do projeto “Samba Social Clube”, em show que fez parte de uma grande festa realizada na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro, na qual se apresentaram também Diogo Nogueira, Beth Carvalho, Velha Guarda da Portela e Marquinhos de Oswaldo Cruz. Realizou uma pequena temporada do show “Cem anos de Herivelto Martins”, em homenagem ao centenário do compositor, no Teatro de Arena da Caixa Cultural, no Rio de Janeiro, recebendo a cada dia os convidados Moyseis Marques, Áurea Martins e Nilze Carvalho. Apresentou-se em um palco montado na Praça Cardeal Câmara, ao lado dos Arcos da Lapa, no Rio de Janeiro, para a gravação do DVD “Casuarina - 10 anos de Lapa”, em show que contou com a participação de artistas que fizeram parte do cenário de revitalização do bairro da Lapa, como Eduardo Gallotti, Teresa Cristina, Moyseis Marques, Áurea Martins, Marcos Sacramento, Nilze Carvalho, Pedro Miranda, Zé Paulo Becker, Ana Costa, Zé da Velha e Silvério Pontes, entre outros. Apresentou-se ao lado da cantora Elba Ramalho no “Arraiá da Fundição”, festa junina realizada na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro. Em 2013 realizou mais uma edição da roda de samba “Casuarina e convidados”, recebendo os cantores Diogo Nogueira e Otto na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro. Nesse mesmo ano apresentou-se no palco montado nos Arcos da Lapa para as comemorações do “Carnaval da Lapa”, evento realizado pela Fundição Progresso, no Rio de Janeiro. Ainda em 2013 lançou, pelo selo Warner Music, o CD/DVD “10 Anos de Lapa”, registro do show apresentado nos Arcos da Lapa, no Rio que Janeiro, em comemoração a uma década de shows que atrelou a história do grupo ao processo de revitalização do bairro carioca. Para isso, o grupo convocou artistas que fizeram parte dessa história como Áurea Martins, Nilze Carvalho, Eduardo Gallotti, André Pressão, Rodrigo Carvalho, Moyseis Marques, Teresa Cristina, Ana Costa, Pedro Miranda, Zé Paulo Becker, Nicolas Krassik, Delcio Carvalho, Lenine, Marcos Sacramento, Zé da Velha e Silvério Pontes. O show de lançamento do DVD foi apresentado na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro. Participou da semana “Os Sambas do Brasil”, dentro das comemorações do “Ano Brasil Portugal”, apresentando-se no Espaço Brasil, em Lisboa (Portugal). Apresentou, em duas edições, o show “100 anos de Cyro Monteiro”, com canções do repertório do cantor e compositor, no Teatro Rival, no Rio de Janeiro. Em 2014 apresentou o show “100 anos de Dorival Caymmi”, no Teatro da Caixa Cultural, no Rio de Janeiro, com participações especiais de Alice Caymmi, Eduardo Galotti e Ana Costa. Nesse mesmo ano lançou, pelo selo Superlativa, o CD “No passo de Caymmi”, com repertório inteiramente dedicado ao compositor baiano. Apresentou-se no palco montado na Praia do Flamengo, no Rio de Janeiro, para as comemorações do Réveillon de 2016. Em 2016 lançou, pelo selo Superlativa/ Descole Música, o CD “7”, com músicas autorais, dentre as quais “Queira ou não queira” (João Cavalcanti e Alaan Monteiro), “Firme e forte” (Daniel Monte, Gabriel Azevedo e Sérgio Fonseca), “Quiproquó” (João Cavalcanti e Moacyr Luz), “Casa minha” (João Fernando), “A matemática do amor” (Gabriel Azevedo e Aluísio Machado), “Pé de vento” (Daniel Montes, Rafael Freire e Sérgio Fonseca), entre outras. O show de lançamento foi realizado no Theatro Net Rio, no Rio de Janeiro. Em 2017 foi contemplado pelo “28º Prêmio da Música Brasileira” com o prêmio de “Melhor Grupo de Samba” pelo CD “7”. Nesse mesmo ano o cantor e compositor João Cavalcanti deixou o grupo para seguir carreira solo. Em 2018 lançou o CD “+ 100”, cujo título remete ao segundo centenário do samba. O disco incluiu músicas como “Eta lelê” (Claudemir e Serginho Meriti), “Trago meu pandeiro” (Rogê, Marcelinho Moreira e Fadigo), “Um samba de saudade” (Chico Alves e Toninho Geraes), e teve participação de Martinho da Vila em “Tempo bom na maré” (Roque Ferreira e Ivor Lancellotti), Geraldo Azevedo em “Embira” (Raul DiCaprio e Cadé) e Criolo em “Quero mais um samba” (Rogério Bicudo e Raul Sampaio). Ainda em 2018 lançou o CD “Natal de bandolim”, arranjado pelo bandolinista do grupo João Fernando, com repertório de músicas tradicionalmente natalinas como “Boas festas” (Assis Valente), “Jingle Bells” (James Pierpont), “Noite feliz” (Franz Gruber e Joseph Mohr), “O velhinho” (Otávio babo Filho), entre outras.

Mais visitados
da semana

1 Karen Keldani
2 Jaburu Batera
3 Festivais de Música Popular
4 Noel Rosa
5 Gonzaguinha
6 Tiee
7 Augusto César Vannucci
8 João Nogueira
9 Gilberto Gil
10 Vanusa