Busca:

Carlos Henrique Costa

Carlos Henrique Costa
30/4/1966 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Entre 1981 e 1987 participou de vários festivais universitários. Por essa época, apresentou-se em diversas casas noturnas do Rio de Janeiro, como Erva-Doce, Di Cappo, Choperia Carioca, AABB (Associação Atlética do Banco do Brasil) e Clube Municipal. Em 1988 participou, com o maestro e pianista Anselmo Mazzoni, do "Programa Ciranda", apresentado por Fernando Lobo, na TV Educativa do Rio de Janeiro.  Neste mesmo ano de 1998 Emílio Santiago interpretou de sua autoria "Meu coração é você" (c/ Claudio Cartier), no disco "Preciso dizer que te amo", lançado pela gravadora Som Livre. No ano seguinte, em 1999, participou do CD "Conexão Carioca", produzido por Euclides Amaral e Paulo Renato, ao lado de outros artistas como Marko Andrade, Rubens Cardoso, Tharcísio Rocha, Renato Piau e Elza Maria. Neste disco, que contou com a apresentação de Ricardo Cravo Albin, interpretou duas faixas: "Meu samba triste" (Joelson Lima) e "Tudo em nada", de sua autoria, nesta última, companhado por músicos como Tomás Improta, Perinho Santana e Serginho Boré. No ano 2000 sua composição "Meu coração é você" (c/ Claudio Cartier) foi incluída na coletânea "Pérolas", de Emílio Santiago. Ainda neste ano, o selo Guitarra Brasileira relançou o CD "Conexão Carioca". No ano posterior, em 2001, foi finalista do "7º Festival da Escola de Música Villa-Lobos" com a música "Temporal", interpretada pelo próprio autor. Ainda em 2001, com o poema "A morte do besouro", ganhou o primeiro lugar no "1º Concurso de Poesias do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro". Em 2007 lançou, em parceria com Fred Falcão, o CD "Ímparceria". No disco foram incluídas as composições "Encontros & parcerias", "Conversa de sonhador", "Velho algodão", "Iluminou", "Buquê", "Valsa de Ipanema", "Promessa temporã", "E eu nem estava tão bonito", "Ser feliz", "O amor pegou na veia", "Feitiço de Noel", "Marcha da primavera", "Sinal vermelho" e "Porta-bandeira", parcerias da dupla. No ano de 2011, no CD "Voando na Canção", de Fred Falcão, teve incluídas suas composições "Radamestre", interpretada por Fred Falcão, e "Jam Session", interpretada por Claudya, ambas parcerias com Fred Falcão, com arranjos e piano de Gilson Peranzzetta, além das participações de Mauro Senise, Chiquito Braga, Zeca Assumpção e Rafael Barata. Em 2014, no disco "Nas asas dos bordões", de Fred Falcão, foram incluídas das 10 músicas de sua autoria, sendo nove delas em parceria com Fred Falcão, e uma, "O Rio está no ar", com Alberto Chimelli e Fred Falcão, na voz de João Pinheiro, além de "Bossa nossa" e "Liver Paul", nas interpretações do grupo BeBossa e "Modern Sound", na voz de Thaís Motta, todas com arranjo do pianista Fernando Merlino. No ano seguinte, em 2015, no CD "Premonições", de Fred Falcão e Clarisse Grova, foram incluídas suas composições "Conversa de sonhador" e "Aconteceu", cantadas por Fred Falcão, assim como as músicas "Velho algodão", interpretada por Claudio Nucci, e "Ser feliz", gravada por Clarisse Grova, todas em parcerias com Fred Falcão. Em 2018, no CD "Bossa nossa - Leny Andrade canta Fred Falcão", teve incluídas de sua autoria as músicas "A amor pegou na veia", "Promessa Temporã", "Inútil resistir", "Motivo pra vida" e "Valsa de Ipanema", além da faixa-título, "Bossa nossa", todas em parcerias com Fred Falcão. Ainda em 2018, no CD "Ser tão Brasil" Fernanda Brant interpretou de sua autoria "Soberana" e "Faca de ponta", ambas com Fred Falcão. Tem parcerias inéditas com Gilson Peranzzetta, Hélio Delmiro, Taiguara, Tomás Improta e Filó Machado, entre outros.

Mais visitados
da semana

1 Jaburu Batera
2 Mário Silva
3 Paulinho da Viola
4 Noel Rosa
5 Festivais de Música Popular
6 Tiee
7 Cartola
8 Pinocchio
9 Gonzaguinha
10 Martinho da Vila