Busca:

Bob Lins


Circa 1935 Rio de Janeiro

Dados Artísticos

Iniciou a carreira artística em princípios dos anos 1950. Foi contrado pela pequena gravadora Santa Anita e lançou, em 1955, seu porimeiro disco, interpretando os rojões "Zé Do Clarinete", de Geraldo Maia e Caselli Jr., e "Casa do Azevedo", de Moreira da Silva e Ribeiro Cunha. No mesmo ano, gravou os sambas "Ela Deu No Pé", de Moreira da Silva, Ribeiro Cunha e Nestor de Hollanda, e "Não", de William Duba e Léo Tavares. Em 1956, transferiu-se para a gravadora Musidisc e lançou a marcha "Para Tira Tira", de Carlos Gomes e William Duba, e o samba "Pequei", de Tito Mendes, Severino Dutra e Francisco Ramos. Em 1959, transferiu-se novamente de gravadora, dessa vez para a Marajoara gravando a marcha "Não Seja Aurora", de William Duba e Nahum Luis, e o samba "Trovador", de Dodô, Maurício Vazquez e A. Da Silva. Em 1960, foi para a gravadora Todamérica e lançou os boleros "Me Leva", de José Garcia, Anísio Silva e Silas de Oliveira, e "Vivo Como Louco", de William Duba, Nahum Luis e José Maria Adami. No mesmo ano, participou da coletânea "Chegou a hora", lançada pelo selo Sideral, com a participação de diferentes artistas, dentre os quais, Anilza Leoni; Rogéria; Gilberto Milfont e Zilda do Zé. Nesse disco, interpretou a marcha "Pipa Ôca", de sua autoria, William Duba e Nahum Luis. Também nesse ano, participou da coletânea "Saudade do nosso amor", também do selo Sideral, interpretando "Vou te Procurar", parceria sua com William Duba e Nahum Luis.

Mais visitados
da semana

1 Jaburu Batera
2 Karen Keldani
3 Noel Rosa
4 Festivais de Música Popular
5 Tiee
6 Mário Silva
7 Gonzaguinha
8 Augusto César Vannucci
9 Gilberto Gil
10 Adoniran Barbosa