Busca:

Alfredo Moretti

Alfredo Moretti
[Circa 1925] São Paulo

Dados Artísticos

Iniciou a carreira artística no começo da década de 1950. Em 1953, foi contratado pela gravadora Columbia e lançou seu primeiro disco interpretando a "Canção da guitarra", de Marcelo Tupinambá e Aplecina do Carmos, e o samba-canção "Boa noite, meu anjo", de Danpa, Pallesi e Gillar, com versão de Ariovaldo Pires. Em 1954, gravou a marcha "É coronel", de José Roy e Orlando Monello, e o samba "Castigo", de José Roy, Orlando Monello e A. Oliveira. No mesmo ano, gravou o beguine "Lua melancólica", de C. A Bixio e Ariovaldo Pires, a valsa "Parabéns mamãezinha" , de Paulo Rogério, o samba-canção "Tortura", de Orlando Monello e Lourival Bacelar, a marcha "A vida começa aos quarenta", de José Roy e Orlando Monello, e os sambas "Chora coração", de Aloísio Figueiredo e Nelson Figueiredo, e "Não vou chorar", de Sebastião Ribeiro Gomes e Orlando Monello. Em 1955, gravou o samba-canção "Violão amigo", de Italo Marini, o bolero "Porque te quero", de Mário Gennari Filho e Joamar, as marchas "Pode chover", de Edson Borges e Antoninho Lopes, e "Mania de grandeza", de Antônio Rago e Manoel de Nóbrega, o pasodoble "Dama Espanha", de T. Evans e E. Evans, com versão de Nelson Figueiredo, e a valsa "Deves esquecer", de Antônio Rago e Epaminondas Costa Lima. Em 1956, foi contratado pela Todamérica e lançou no ano seguinte um disco com acompanhamento de Antonio Sergi e sua orquestra no qual registrou a marcha "Ai! Amor", de Américo de Campos e Juraci Arena, e o samba "Abre a janela", de Conde e Antônio Rago. Lançou um total de nove discos pelas gravadoras Columbia e Todamérica.

Mais visitados
da semana

1 Jaburu Batera
2 Mário Silva
3 Paulinho da Viola
4 Noel Rosa
5 Festivais de Música Popular
6 Tiee
7 Cartola
8 Pinocchio
9 Gonzaguinha
10 Martinho da Vila