Busca:

Albertino Pimentel

Albertino Inácio Pimentel
12/4/1874 Rio de Janeiro, RJ
6/8/1929 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Fez parte do grupo de chorões no qual estava Irineu de Almeida. Integrou uma das primeiras formações da Banda do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro. Foi um dos primeiros compositores a ter suas composições gravadas em disco no começo do século XX. Isto o torna, certamente, um dos principais chorões e um pioneiro do gênero. Em 1904, apeneas dois anos após o lançamento dos primeiros discos, teve três composições gravadas: as polcas "Fantasia do Luar    " e "Jurandi", pela  Banda Da Casa Edison, e a valsa "Recordações de Paquetá", pelo Grupo Do Malaquias, as três pela Odeon. Em 1905, a polca "Carnavalesca" foi lançada pela Banda do Corpo de Bombeiros. No mesmo ano, a polca "Fantasia do Luar" recebeu gravações de  Agenor, em solo de instrumento não definido no selo do disco, além de outra lançada pela Banda do Corpo de Bombeiros. Em 1906, a valsa "Não te lembras" recebeu gravação de Barros, provavelmente solista de instrumento de sopro, enquanto a polca "Fantasia do Luar" recebeu nova gravação: do  Grupo da Casa Édison, e a polca "Amenade", pelo Grupo do Malaquias. Em 1907, a polca "Albertina" foi lançada pelo Grupo Do Malaquias, e a mazurca "Iracema", pela Banda da Casa Edson. No mesmo ano, a polca "Saudades do Anacleto" foi gravada pela Banda do Corpo de Bombeiro, provável homenagem ao ex maestro da banda, então recém falecido, o maestro Anacleto de Medeiros. Em 1909, teve a valsa "Recordações de Lili", gravada pela  Banda do Corpo de Bombeiros. Até então, todas estas gravações foram lançadas em discos da Odeon. Em 1910, a polca "Albertina" foi gravada pela  Banda Columbia, na gravadora Columbia. No mesmo ano, as polcas "Amenade" e "O Monteiro no sarrilho" foram registradas pelo Grupo Luis de Souza, a valsa "Aninha", pelo Grupo Honório, e a polca "Coralina", pelo  Grupo Lulu O Cavaquinho, todas na Columbia, enquanto a mazurka "Encantadora" e a polca "Monteiro no sarrilho" foram registradas pela Banda do Corpo de Bombeiros; e a polca "Fantasia do Luar", pelo Grupo Lulu o Cavaquinho, Odeon, enquanto  o dobrado "Garbo e civismo", a valsa "Helena", e a polca "Jurema", pela Banda Columbia, na Columbia. Em 1911, a polca "Ameno Resedá", homenagem ao famoso Rancho carnavalesco, foi gravada pela  Banda do Corpo de Bombeiros , na Favorite Records. Em 1912, a polca "A pequena Maria" foi levada à cera pelo Grupo Lulu o Cavaquinho, na Columbia, mesma gravadora na qual a  Banda do Corpo de Bombeiros gravou o chótis "Aninha". Em 1919, o Grupo dos Carecas lançou os choros "Almofadinha" e "Lá vem besteira", na Odeon. Em 1920, O choro "Doutor Jacarandá" foi registrado pelo Grupo Dos Jacarés, na Odeon, No mesmo ano, a mazurca "Flor mimosa" foi registrada pela Banda do Corpo de Bombeiros, na Odeon. Em 1922, a Banda do Corpo de Bombeiros gravou o dobrado "Garbo e civismo". Em 1957, a modinha "Templo Ideal    ", com Catulo da Paixão Cearense, foi gravada por Paulo Tapajós para o LP "Catulo o poeta do sertão", da gravadora Sinter. Em 1958, teve duas composições gravadas por Paulo Bombardino para o LP "No tempo do gramofone - Paulo Bombardino e Sua Banda", da gravadora Polydor: "Fantasia do Luar" e "Saudades De Luiza". Em 1981, a polca "Carnaval Duvidoso" foi gravada pelo grupo Izaias e Seus Chorões no LP independente "Pé na cadeira - Isaias e Seus Chorões. No mesmo ano, a polca "Coralina" foi gravada na interpretação de  Carlos Poyares e Evandro do Bandolim, para o LP "O fino do choro VOL. 3", da gravadora Clack/Bandeirantes Discos. Em 1983, seu schottisch "Divina" foi gravado por uma banda especialmente formada e regida pelo maestro e clarinetista Luiz Gonzaga Carneiro para o LP "Banda de música de ontem e de sempre", lançado pela FENAB. Em 1987, nova gravação da polca "Coralina", dessa vez, de Joel Nascimento, no CD "Chorando de verdade", da gravadora Kuarup. No mesmo ano, a polca "Fantasia ao Luar" foi registrada por Reco do Bandolim e seu grupo no LP "Choro - Aos mestres com ternura", da FENAB. Em 2001, a polca "Fantasias Ao Luar" foi gravada por Déo Rian, no CD independente "Choro choro choro.com.Déo Rian". Em 2005, a polca "Coralina" recebeu gravação de Henrique Cazes, para o CD "Choro: Do quintal ao Municipal", da Kuarup. Um dos pioneiros do choro carioca, compôs polcas, valsas, mazurcas, dobrados e outros gêneros, deixando mais de 60 composições gravadas pelos mais variados grupos e intérpretes. Sua música mais conhecida foi a polca "Fantasia ao luar"

Mais visitados
da semana

1 Jaburu Batera
2 Mário Silva
3 Paulinho da Viola
4 Noel Rosa
5 Tiee
6 Festivais de Música Popular
7 Cartola
8 Gonzaguinha
9 Pinocchio
10 Martinho da Vila