Busca:

Wilson Miranda

Wilson Antônio Chaves de Miranda
27/3/1940 Itápolis, SP
20/6/1986 São Paulo, SP

Dados Artísticos

Junto com Carlos Gonzaga, foi um dos intérpretes que introduziram gêneros como o calypso e o twist no Brasil no fim dos anos 1950, além das versões de baladas de rock. Surgiu em 1958, mesmo ano em que assinou com o selo Chantecler, no qual permaneceria até 1964. Em 1958 estreou na Chantecler com o calipso "Picolissima serenata", de Ferrio, Amurry e Sidney Morais e o samba canção "Fui procurar distração". No ano seguinte o rock balada "Twilight time", de Nevins e Dunn, com versão de Fred Jorge e o beguine "Veneno", de Poly e Henrique Lobo. Em 1960 gravou o rock "Bata baby", de Johnson, com versão de Toni Chaves e D. Fulgêncio, o samba "Olhos verdes", de Aldacir Louro e Linda Rodrigues, o bolero "Abismo de amor", de Waldick Soriano e a guarânia "Teu amor é minha vida", de Lucio Cardim e Alberto Roy. No ano seguinte gravou a primeira composição de sua autoria, a marcha "Vamos namorar", parceria com Conde. Em 1962 gravou o rock "Eu quero dançar com você", de Doc Pomus e Mart Schuman, com versão de Fred Jorge. No ano seguinte gravou de Toni Chaves e Pierre, o calipso cha-cha-cha "Meu sonho". Em 1964 gravou a toada "Recado de saudade", de Luiz Vieira. No ano seguinte, assinou com a RCA Victor , tendo no mesmo ano o LP "Tempo novo", entre os mais vendidos. Com o declínio do rock e congêneres, no início dos anos 1970, seu repertório passou a tender mais para a música romântica. Nessa época já atuava pela Continental, pela qual lançou entre outros, o LP "Relevo". Ainda em 1970, teve a balada "Você... E eu", com George Freedman, gravada em dupla pela cantora Waldirene e por George Freedman, em compacto simples da RCA Victor.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Assis Valente
3 Nelson Gonçalves
4 Caetano Veloso
5 Nelson Cavaquinho
6 Chico Buarque
7 Dorival Caymmi
8 Tom Jobim
9 Noel Rosa
10 João Gilberto