Busca:

Wauke

Carlos Walker Soares Luna
13/3/1955 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Em 1969, inscreveu-se no II Festival da Música Moderna de Santos, no qual conquistou o primeiro lugar com a composição "Canção do destino impossível". Com a premiação, atraiu a atenção de várias pessoas do meio musical, entre elas Elis Regina, que o incentivou a buscar uma chance na cena musical do Rio de Janeiro. Em seguida, obteve o terceiro lugar no Festival Universitário de Niterói, com a canção "Menino barco".

Em 1973 foi contratado pela gravadora RCA, por influência de seu primo Antonio Carlos, da dupla Antonio Carlos e Jocafi.

No ano seguinte lançou pela RCA o compacto simples com as músicas "Alfazema" e "Dizem", esta última em parceria com o poeta Gílson Fontes. Alcançou sucesso nacional com sua composição "Alfazema", incluída na trilha sonora da novela "O Espigão" (Rede Globo), escrita por Dias Gomes. Apareceu em vários programas de televisão e gravou dois clipes para o programa "Fantástico" (Rede Globo).

Em 1975, lançou pela RCA o LP "Flauta de Pan", que contou com a participação de João Bosco, Copinha, Gilson Peranzzetta, Hélio Delmiro e Piry Reis, entre outros, e arranjos orquestrais de Radamés Gnatalli, Alberto Arantes e Laércio de Freitas. Nesse disco interpretou sete composições de sua autoria, sendo uma em parceria com Aldir Blanc, "Estrada da intemperança", e outra com Piry Reis, "Cidade americana", além de "O cavaleiro e os moinhos" e "Serenata do meio-dia", ambas de autoria de João Bosco e Aldir Blanc, "Um dia" (Caetano Veloso) e "Debaixo do sol" (Eduardo Souto Neto e Geraldo Carneiro). Ainda em 1975 interpretou "Cidade americana" no Festival Abertura (Rede Globo), com Piry Reis (violão) e a Orquestra do Teatro Municipal de São Paulo, regida pelo maestro Radamés Gnatalli. Em seguida, participou de mais duas trilhas de novelas da Rede Globo: "Escalada", com a música "Beatrice", de sua autoria, e "Gabriela", na qual interpretou a canção "Adeus", de Dorival Caymmi.

Em 1979, apresentou-se no Planetário da Gávea (RJ) e no Teatro Leopoldo Fróes, em Niterói, com uma banda na qual se destacava o jovem guitarrista Romero Lubambo.

Nos anos de 1984 e 1985 participou de dois discos solo de Piry Reis: "Caminho do interior" e "Rio Zero Grau". No primeiro, produzido e arranjado por Egberto Gismonti, interpretou "Limites" e "Cisplatina", ambas da dupla Piry Reis e Geraldo Carneiro. No segundo, interpretou a valsa "Teresa". Os trabalhos foram lançados pelo selo Carmo, de Egberto Gismonti, com distribuição da gravadora EMI-Odeon.

Em 1986 compôs com João Gilberto a música "Regata".

No ano seguinte, incentivado por João Gilberto, gravou o disco "Onda", pela gravadora 3M, interpretando músicas de Tom Jobim, com acompanhamento da banda High Life, formada por Ricardo Silveira (guitarra), Luiz Avelar (teclados), Nico Assumpção (baixo) e Carlos Bala (bateria). Mesmo com uma sonoridade moderna e eletrificada, o disco agradou ao próprio Tom Jobim, que se emocionou com as versões de "Pois é", "Espelho das águas" e "O nosso amor". O crítico Mauro Dias considerou o trabalho o melhor de todos os tributos à obra de Jobim até aquele momento. Também em 1987, fez show de lançamento do disco na Boite People, com acompanhamento de Hélio Delmiro (guitarra) e Paulo Russo (contrabaixo).

No final dos anos 1980, associou-se a Denise Grimming e fundou a firma Tambor Marketing Cultural, dedicada à produção e divulgação de shows. Esteve à frente de diversas temporadas musicais nas casas noturnas Jazzmania e Rio Jazz Club, dirigindo artistas como Guinga, Fátima Guedes, Luiz Melodia, Itamar Assumpção e Jards Macalé, entre outros.

Em 1991, gravou a música "Esvoaça", de Paulo Baiano em parceria com a poeta Ana Cristina César, para o vídeo de mesmo nome dirigido por João Moreira Sales em homenagem à poeta carioca.

No ano seguinte, pesquisou, fez arranjos e interpretou o recital "Serenatas Brasileiras" para a série "Clássicos Brasileiros", no Centro Cultural Banco do Brasil.

Em 1995, assinou uma parceria com Hermeto Pascoal, letrando sua melodia "Desencontro certo" e dele recebendo mais 12 músicas para pôr letra.

Em 1996, foi lançado o CD "Wauke canta Jobim". Por essa épóca, fez diversos shows com Nico Assumpção homenageando o aniversário de Tom Jobim.

No ano de 1998, estreou no Rio de Janeiro o show "Wauke canta Hermeto Pascoal", no Museu do Telefone, seguindo depois para o Mistura Fina, com direção musical e participação do baixista Yuri Poppof.

Em 2000, foi lançado o CD "Wauke celebrates Jobim" pelo selo Mix House/Eldorado/Amazon.

Entre os anos de 2000 e 2003, fez turnê de shows por várias cidades do Brasil e também no exterior, divulgando o CD "Wauke celebrates Jobim".

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Festivais de Música Popular
3 Hermeto Pascoal
4 Dorival Caymmi
5 Caetano Veloso
6 Música Sertaneja
7 Chico Buarque
8 Música Junina
9 Noel Rosa
10 Dona Ivone Lara