Busca:

Wanderléa

Wanderléa Salim
5/6/1946 Governador Valadares, MG

Não deixe de ver:

Crítica

Sociológicamente, Wanderléa é, antes de tudo e até de sua música, um fenômeno que reinou absoluto no país de 1963, até a metade dos anos 80, embora sem contar jamais com as graças da crítica desse tempo, amargo pela ditadura: seu repertório seria medíocre, meloso e seu cantar discutível. Na verdade, as duras críticas queriam atingir mesmo o movimento onde Wanderléa era rainha, símbolo e sua mais perfeita tradução: a Jovem Guarda. Distanciada dessa fase, experimentou novos sons com Egberto Gismonti, gravou João Donato, Caetano, Gonzaguinha, foi musa de Raul Seixas. Isso sem nunca deixar de arrastar senhoras e garotões chapados com seus antigos sucessos, provando que de rock e jogo-de-cintura ela sempre soube tudo. Não se pode esquecer também que as pernas, coreografias, cabelos, botas, roupas e ternura de Wanderléa, já estão definitivamente no inconsciente coletivo do país e podem ser considerados fetiches clássicos. Senão, como vamos explicar a manutenção deste personagem, e de sua surpreendente permanência na mídia? Sim, porque mesmo hoje Wanderléa ainda é a amada mulher-ternura. O resto não passa de vinil empenado pelo tempo...



Romy di Vitti

Mais visitados
da semana

1 Música Sertaneja
2 Daniela Mercury
3 Tom Jobim
4 Dorival Caymmi
5 Caetano Veloso
6 Noel Rosa
7 Gilberto Gil
8 Hermeto Pascoal
9 Luiz Gonzaga
10 Assis Valente