Busca:

Vania Carvalho

Vania Santos Leal de Carvalho
17/9/1939 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Em 1978, gravou seu primeiro LP, "Vania", produzido por Paulinho Tapajós, no qual registrou canções como "O importante é ser feliz" (Ruy Quaresma), "Minha honestidade vale ouro" (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito), "Lamentação" (Mauro Duarte) e "Saudade demais" (Arthur Verocai e Paulinho Tapajós), entre outras. O disco contou com arranjos do maestro Ivan Paulo e a participação de músicos importantes como Dino, Abel Ferreira, Altamiro Carrilho, Nelsinho e Manoel da Conceição (Mão de Vaca). Ainda nesse ano, apresentou-se, ao lado de Élton Medeiros no show "Unha de gato", realizado na Sala Funarte, com direção de Tereza Aragão.
Em 1979, participou do LP "Evocação II - Chiquinha Gonzaga", produzido por Antonio de Vincenzo e Aluízio Falcão. Nesse mesmo ano, atuou no show "Glórias do samba", dividindo o palco do Cine Show Madureira (RJ) com Nélson Cavaquinho e a Velha Guarda da Portela, sob a direção de Edmundo Souto e Lauro Góes. Também em 1979, apresentou-se no Rio de Janeiro, João Pessoa, Fortaleza, Natal e Belém, com Nélson Cavaquinho e Beth Carvalho, pelo "Projeto Pixinguinha".
No ano seguinte, participou do LP "Adoniran Barbosa 70 anos", em comemoração dos 50 anos de carreira do compositor, com quem gravou a faixa "Prova de carinho". Também em 1980, voltou a participar do "Projeto Pixinguinha", dessa vez em shows com Nelsinho do Trombone e Ataulfo Jr., no Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte e Brasília. Nesse mesmo ano, gravou a faixa "Pedro do Pedregulho", no LP "Evocação V - Geraldo Pereira". Integrou, ainda em 1980, o elenco do espetáculo "Pranto de poeta", realizado no Teatro Ipanema (RJ), ao lado de Nelson Cavaquinho (que comemorava 70 anos de idade) e Rildo Hora. O show, com direção musical de Ruy Quaresma e direção geral de Otoniel Serra, contou com a participação dos músicos Ubirany e Alceu Maia.
Em 1981, apresentou-se com Monarco no show "Poder da Criação", realizado na Sala Funarte, com direção de Edmundo Souto.
Em 1993, participou, ao lado de Nelson Cavaquinho e Beth Carvalho, do CD "Nelson Cavaquinho", lançado no mercado japonês, interpretando a faixa "Nelson Cavaquinho", uma homenagem de Egberto Gismonti e Paulo César Pinheiro ao compositor, que assina todas as outras canções do disco.
Em 2012 lançou seu segundo CD “Coração na voz”, aos 72 anos de idade, no qual incluiu as faixas “O dono das calçadas” (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito),  “Para um amor no Recife” (Paulinho da Viola), “Resposta” (Maysa), entre outras. O disco foi dedicado ao ator, compositor e ativista político, Mário Lago, de quem regravou o samba-canção “Rua sem sol” (Mário Lago e Henrique Gandelman).

Mais visitados
da semana

1 Lupicínio Rodrigues
2 Garoto
3 Elza Soares
4 Pixinguinha
5 Assis Valente
6 Tom Jobim
7 Caetano Veloso
8 Luiz Gonzaga
9 Noel Rosa
10 Dorival Caymmi