Busca:

Vanguarda Paulistana



Dados Artísticos

O termo Vanguarda Paulistana entrou para a história da música popular brasileira como referência à geração musical (1979-1985) que tinha como reduto um espaço alternativo que, nos anos 1980, abrigou diversificadas experimentações musicais: o teatro Lira Paulistana, localizado na Praça Benedito Calixto, em São Paulo.

Teve como figuras mais emblemáticas Itamar Assumpção e Arrigo Barnabé (embora este nunca tenha se apresentado naquele espaço), os grupos Rumo, Língua de Trapo e Premeditando o Breque, e as cantoras Eliete Negreiros, Vânia Bastos e Ná Ozzetti, entre outras.

Como maior referência fonográfica, o LP independente “Clara Crocodilo”, lançado por Arrigo Barnabé com a banda Sabor de Veneno, no qual mescla o rock com arranjos dodecafônicos e atonais da música erudita.

Sobre o termo Vanguarda Paulistana, Luiz Tatit, fundador do grupo Rumo, afirmou, em declaração publicada em matéria de Carlos Calado no site Cliquemusic em 7/8/2000, por ocasião da série de shows comemorativos dos 21 anos de fundação do teatro Lira Paulistana: “Para mim, é um rótulo parecido com outros, como Rock dos 80, que veio de fora para dentro. Não prejudicou, nem acrescentou nada. Eu vejo claramente uma unidade, não de um movimento musical, mas na regularidade de um fator: a presença da fala na música. O Itamar fazia um verdadeiro reggae-de-breque. E o Arrigo usava locuções radiofônicas".

Mais visitados
da semana

1 Festivais de Música Popular
2 Hermeto Pascoal
3 Caetano Veloso
4 Lupicínio Rodrigues
5 Dorival Caymmi
6 Dona Ivone Lara
7 Luiz Gonzaga
8 Música Sertaneja
9 Daniela Mercury
10 João Nogueira