Busca:

Valter Damasceno



Dados Artísticos

Em 1954, gravou seu primeiro disco pela Columbia cantando os rojões "Quem me chama mentiroso", de Jaime Florence e Francisco Anísio e "Segura esse homem", de Vicente Amar. Em 1955, gravou os rojões "E o treco pegou" de Cazale Jr. e Ernâni Correia e "Maria do Amparo", de Hianto de Almeida e Mutt, além do choro "Choro louco", de Altamiro Carrilho e Francisco Anísio. Em 1956, gravou o xote "Tá danado de bom", de Jaime Florence e o samba "Pra que discutir com madame", de Janet de Almeida e Haroldo Barbosa. No mesmo ano gravou de Gordurinha e Canjiquinha o baião "Torcida organizada" e, de sua autoria e Genival Macedo o coco baião "Dança do mato". Ainda em 1956, sua interpretação para a marcha "Tôo caindo", de Aldacir Louro e Edgard Cavalcanti, foi incluída no LP "Carnaval 1956" da gravadora Columbia. Em 1957, gravou de Jaime Florence e Augusto Mesquita o samba "Coincidência" e a marcha "Amor por telefone".

Gravou ainda no mesmo ano os sambas "De galho em galho", de Haroldo Barbosa e "Tem gente demais", de Haroldo Barbosa e Oscar Bellandi. Em 1958, gravou de Buci Moreira e João Sale o baião "Saudade do Ceará". Em 1959, gravou de Mário Teresópolis o xote "Tem jeito não". Em 1960, gravou, de Hianto de Almeida e Francisco Anísio o rojão "Não bula comigo". Em 1961, gravou os cocos "Chega de baiano", de Manoel Moreira e Antonio da Silva e "Coqueiro bom", de Manoel Moreira e Manoel Fernandes. Em 1962, gravou de Ari Monteiro e Antônio Bento "Confusão no baile" e, de Manoel Moreira e Antônio da Silva "Mamãe já vou".

Mais visitados
da semana

1 Acyr Marques
2 Geraldo Pereira
3 Dorival Caymmi
4 Caetano Veloso
5 Pixinguinha
6 MC Sapão
7 Nelson Cavaquinho
8 Hermeto Pascoal
9 Francisco Mignone
10 Tom Jobim