Busca:

Valmar Amorim

Valmar Gama de Amorim
7/9/1949 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Iniciou a carreira profissional na década de 1960, quando integrou diversos conjuntos regionais na Rádio Mayrink Veiga, nos programas "Rádio oportunidades Neno" e "Pescando estrelas", este último comandado por Arnaldo Amaral. Por essa época, participou também de regionais da Rádio Tupi, no programa "Encontro das cinco e meia", com Júlio Louzada, além de programas de outras emissoras como Rádio Guanabara e Rádio Vera  Cruz.
Na década de 1970 ingressou como cavaquinista no conjunto de Altamiro Carrilho, com o qual gravou vários discos, entre eles "Antologia do chorinho", "Antologia da festa Junina", "Antologia da flauta", "Tributo a Pixinguinha" e "Clássicos em choro", volumes I e II, além de um especial para a TV holandesa.
Entre 1973 e 1976 atuou como cavaquinista em vários espetáculos, entre os quais "Sílvio Caldas e você" com  Silvio Caldas, Baden Powell e grande Orquestra regida pelo Maestro Ivan Paulo), com produção de Aloysio de Oliveira no Canecão; "Do chorinho ao samba/ 1974), escrito e narrado por Ricardo Cravo Albin, com Altamiro Carrilho e Paulo Tapajós, no Teatro do IBAM (RJ), Teatro Paiol (Curitiba - PR), Teatro de Londrina (PR) e Teatro de Vitória (ES); "Show chorinho no Copacabana Palace/ 1974" com Abel Ferreira, Altamiro Carrilho, Dino Sete Cordas e Luperce Miranda; "Show  Brazilian follies/ 1975" com Trio de Ouro, Abel Ferreira, Sivuca, Raul de Barros, Marlene Jorge Goulart e Rosita Gonzalez, produzido por Caribé da Rocha, figurinos de Arlindo Rodrigues e cenografia de Fernando Pamplona. Hotel Nacional (RJ).
Em  1976 foi convidado por Waldir Azevedo para participar do LP "Minhas mãos, meu cavaquinho", apresentando-se com o mestre em vários shows pelo Brasil.
No ano de 1977, como cavaquinista atuou no show  "Todo o choro" com Altamiro Carrilho, Abel Ferreira, Carlos Poyares, Eudóxia de Barros, Raul de Barros,Waldir Azevedo e Zimbo Trio no Teatro do Palácio das Convenções do Anhembi (SP) e no "Projeto Pixinguinha", acompanhando Abel Ferreira e Ademilde Fonseca.
Com Altamiro Carrilho gravou também a série de oito discos intitulada "MPB -100 anos", pela Rádio MEC  -"Projeto Minerva", produzida por Ricardo Cravo Albin. As gravações foram feitas nos estúdios da Rádio MEC, nas quais atuou com diversos artistas da MPB, entre eles Cauby Peixoto, Jackson do Pandeiro, Ademilde Fonseca, Luiz Gonzaga, Paulo Marquês, Marlene, Zezé Gonzaga, Paulo Tapajós, Emilinha Borba, Cartola, Roberto Silva e Elza Soares. Ainda como músico de show e estúdio, atuou com Fafá de Belém, Maria Bethania, Nélson Gonçalves, Francisco Carlos, Roberto Ribeiro, Beth Carvalho, Alcione, João Nogueira, Zezé Motta, Zé do Norte, Gilberto Gil, Candeia, David Correa, Aldacir Louro, Wilson de Assis, Ismael Silva, Ribamar, Déo Rian, Elba Ramalho, Os Tincoãs, Joel Teixeira , Luiz Ayrão, Orlando Silva, Silvio Caldas, Elizeth Cardoso e Jair Rodrigues.
Integrou o conjunto do Clarinetista Abel Ferreira, com o qual gravou diversos discos.
Em 1978 acompanhou Cartola no Teatro Clara Nunes, no Rio de Janeiro.
Na década de 1980 gravou na TVE/RJ a série de programas "Ô abre alas", com músicas carnavalescas. Na TV Manchete, com Artur Moreira Lima, participou do programa "Um toque de classe".
No ano de 1980, como cavaquinista, participou do antológico encontro "Aniceto do Império, Wilson Moreira e Nei Lopes, em temporada na Sala Funarte Sidney Miller, no Rio de Janeiro. No ano seguinte, integrando o conjunto Época de Ouro, participou do show "Arthur Moreira Lima e Época de Ouro" no Teatro Cacilda Becker, em  São Bernardo do Campo, em São Paulo; "Show Beth Carvalho" em temporada na Cote d’Azur, na França e depois, com a mesma cantora, integrou a banda de acompanhamento do lançamento do disco "Na fonte", em temporada no Teatro Casa Grande, no Rio de Janeiro.
No ano de 1983 acompanhou ao cavaquinho a cantora Alcione em turnê pelo Japão (Tokio, Miyazaki, Nagasaki, Nagoya, Osaka, Kobe e Kyoto); participou do espetáculo "Clementina de Jesus - 80 anos" com participações de Elizeth Cardoso, João Nogueira e Paulinho da Viola, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro e, neste mesmo ano, integrou o grupo de músicos do show "Viva Braguinha", com Braguinha e Miúcha, com direção e roteiro de Ricardo Cravo Albin, apresentado na Sala Funarte Sidney Miller, no Rio de Janeiro.
Em 1984, com Alcione, participou da temporada de lançamento do disco "Da Cor do Brasil", na casa de shows Asa Branca, na Lapa, centro boêmio do Rio de Janeiro. No ano seguinte, em 1985, participou como solista do Conjunto Época de Ouro do primeiro "Free Jazz Festival", no Hotel Nacional, no Rio de Janeiro. Integrou a Orquestra TV Globo, com a qual participou de inúmeros programas e trilhas sonoras de novelas e casos especiais. Nesta época, trabalhou sob a regência dos maestros Radamés Gnattali, Guio de Moraes, Geraldo Vespar, Waltel Branco, Zé Menezes, Dario Lopes, Marinho, Ivan Paulo, Eduardo Lages, entre outros.
Integrando o Conjunto Época de Ouro gravou vários discos e fez diversos shows por todo o país.
No ano de 1987, como solista do Época de Ouro, gravou o LP "Dino - 50 anos" e ainda acompanhou a Elizeth Cardoso no show realizado no Teatro do BNH. Integrou os conjuntos de Beth Carvalho e Alcione, com as quais gravou em discos e fez turnês.
Em 2000, participou como solista em sete faixas do "Songbook Waldir Azevedo", lançado pela Editora Todamérica, em comemoração aos 50 anos de edição das músicas "Brasileirinho" e "Delicado". Dentre as músicas gravadas destacou-se a inédita "Cinema mudo".
Em 2001 lançou, pelo selo Biá Biá Produções Artísticas Ltda, o CD "Samba do Papai Noel", no qual interpretou músicas natalinas em ritmo de samba.
Participou do CD "Sempre Waldir" (Gravadora Kuarup) em comemoração aos 80 anos do Mestre do cavaquinho, disco no qual interpretou "Cinema mudo" e "Você, carinho e amor".
Sua composição "Santa Rita", em louvor à Santa Rita de Cássia, foi gravada pelo cantor Abelardo Santos.
Em 2005 lançou o CD "Um cavaquinho para todos os gostos", que contou com texto de apresentação de Ricardo Cravo Albin e ainda com a participação especial dos músicos Déo Rian, Bruno Rian, Jorginho do Pandeiro, Henrique Cazes, Ricardo Calafate, Darli do Pandeiro, Agenor do Pandeiro, Márcio Almeida, Caçula, Edinho do Acordeon, Beto Sousa (Sanfoneiro do Trio Nordestino), Pedro Bastos, Luiz Américo, André Bellieny, Sérgio Prata, Dininho, Cosme Amorim, Cláudio Amorim, Victor Lopez e Nicolas Krassik (violinista francês). No disco interpretou 18 composições de sua autoria, entre as quais "Cavaquinho pantaneiro", "Amaxixado", "Dois bandolins", "Zarapa", "Baião árabe", "Em tempo de Bach", "Meditação", "Saudades de Portugal" e "Baião japonês".
Durante a carreira atuou em show e gravou com boa parte de artistas da MPB. Entre os artistas com os quais gravou, destacamos os seguintes trabalhos: "Zé do Norte e Seus Guriatãs" (c/ Zé do Norte); "Carinhoso e outros temas regionais" (c/ Altamiro Carrilho e Rapaziada da Saudade); "Pixinguinha de novo" (c/ Altamiro Carrilho e Carlos Poyares); "Noites Cariocas" (c/ Ribamar e seu piano); "Refazenda" (c/ Gilberto Gil); "Antologia da canção junina" (c/ Altamiro Carrilho); "Azambuja e companhia" (c/ Chico Anysio e Arnaud Rodrigues); "Antologia do samba-canção I e II" (c/ Quarteto em Cy); "Minhas mãos, meu cavaquinho" (c/ Waldir Azevedo); "O dinheiro na música popular brasileira" (c/ vários artistas - produção de Ricardo Cravo Albin); "Tamba-Tajá" (c/ Fafá de Belém); "Choros, chorões e chorinhos" (produzido por Ricardo Cravo Albin e Mozart Araujo); "Antologia do chorinho - Volume II" (com Altamiro Carrilho), "Antologia da flauta" (c/ Altamiro Carrilho); "Abel Ferreira e filhos" (c/ Abel Ferreira e filhos); "Cantares brasileiros 1 - a modinha -  e 2 - a valsa" (c/ Carlos José, Lenita Bruno, Luiz Cláudio Ramos, Maria Lúcia Godoy, Nara Leão e Paulo Tapajós e ainda com arranjos e regências de Leo Peracchi e Radamés Gnattali); "Meu interior" (c/ Tião Motorista); "Carnaval" (c/ a Banda Rio Copa); "Axé" (c/ Candeia); "Dia a dia" (c/ Totonho); "Clássicos em choro - Volumes I e II" (c/ Altamiro Carrilho), "Freddy Cole - Latino" (c/ Freddy Cole); "Aos músicos brasileiros" (c/ Cyro Aguiar); "Flicts" (de Sergio Ricardo e Ziraldo - c/ Quarteto em CY e MPB-4); "Ternas e eternas serestas" (c/ Paulo Fortes); "Reunião de bacana" (c/ o Grupo Exporta Samba); "Sentimento brasileiro" (c/ Beth Carvalho); "Antologia da seresta volume II" (c/ Jair Rodrigues); "Walmir Lima" (c/ Walmir Luna); "Mordomia" (c/ o Grupo Exporta Samba); "Produção 96" (c/ Nelson Gonçalves); "O suburbano" (c/ Almir Guineto); "Lição de malandragem" (c/  David Corrêa); "Brasileiríssimo" (c/ Wilson de Assis); "Coração criança" (c/ Luiz Ayrão); "Os afazeres" (c/ Chico da Silva); "Traço de união" (c/ Beth Carvalho); "O trombone de ouro" (c/ Raul de Barros); "Ciclo" (c/ Maria Bethânia); "Do jeito que a gente gosta" (c/ Elba Ramalho); "Velhos sambas... Velhos bambas" (produzido por Jairo Severiano e Silas Xavier, com Ademilde Fonseca, Zezé Gonzaga, Violeta Cavalcante, Gilberto Milfont, Roberto Paiva, Roberto Silva, Adeilton Alves e Luiz Cláudio); "Época de Ouro - Dino 50 anos" (integrando o conjunto Época de Ouro); "Há sempre um nome de mulher" (produzido por Ricardo Cravo Albin e contendo vários artistas); "Ismael Silva - peçam bis" (c/ Jards Macalé e Dalva Torres); "Waldir Azevedo - O mestre do cavaquinho", songbook do cavaquinista lançado pela Editora Todamérica, no qual gravou em sete faixas como solista principal; "Choro, choro, choro.com" (c/ Déo Rian) e "Sempre Waldir", lançado pela gravadora Kuarup, disco no qual gravou como solista, ao lado de outros artistas convidados para interpretar a obra do mestre.
No ano de 2006 a gravadora Biscoito Fino lançou em CD o registro do show "Encontro com os mestres do choro", trabalho no qual fez parte do grupo de músicos que acompanhou Abel Ferreira, Altamiro Carrilho, Carlos Poyares, Eudóxia de Barros, Raul de Barros, Waldir Azevedo e Zimbo Trio.
Em 2007 fez lançamento do disco "Um cavaquinho para todos os gostos" no programa "Ouvindo Música", no Auditório da Rádio Nacional do Rio de Janeiro e apresentou o show "Um tributo a Altamiro Carrilho", na Sala Baden Powell, também no Rio de Janeiro.
No ano de 2010 lançou o CD "Valmar Amorim & Waldir Azevedo", disco no qual interpretou "Bujudinha", composição inédita de Waldir Azevedo, além de clássicos do mestre, tais como "Pedacinhos do céu", "Delicado" e composições próprias, entre os quais "Acalanto para o Natan", "Balançado", "Barroco", "Cheio de bossa", "Claudiando", "Frajola" e "Lágrimas de cavaquinho". O CD foi lançado em show no Espaço Rio Carioca, em Laranjeiras, Zona Sul do Rio de Janeiro.

Mais visitados
da semana

1 Hermeto Pascoal
2 Caetano Veloso
3 Dorival Caymmi
4 Noel Rosa
5 Luiz Gonzaga
6 Tom Jobim
7 Festivais de Música Popular
8 Candeia
9 João Gilberto
10 Música Brega