Busca:

Ubirany


16/5/1940 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Mais atuante como músico e cantor, tem poucas composições gravadas, tanto pelo grupo quanto por outros artistas da MPB.

Em 1984, no disco "Seja sambista também", pela gravadora RGE, o grupo incluiu, de sua autoria, "Nova esperança", em parceria com Mauro Diniz e Adilson Victor.

No ano de 1987, o Fundo de Quintal interpretou "Amor maior" (c/ Franco e Arlindo Cruz), no LP "Do fundo do nosso quintal".

No ano 2000, ainda participando do grupo Fundo de Quintal, gravou o disco "Simplicidade ao vivo", para a BMG em comemoração aos 20 anos do grupo. Neste mesmo ano, a gravadora RGE relançou em CD todos os LPs editados anteriormente. Ainda neste ano, participou do CD "Os melhores do ano II", pela Indie Records, no qual o grupo interpretou "Rosalina" (Serginho Meriti e Luizinho) e "Romance dos astros" (Luiz Carlos da Vila, Cléber Augusto e Jorge Carioca), esta última ao lado de Beth Carvalho.

Em 2001, pela gravadora BMG e com produção de Rildo Hora, o grupo lançou o disco "Papo de samba". Neste CD, o 21º da carreira, foram incluídas músicas de participantes do grupo, como "Numa casa véia" (c/ Mário Sérghio e Ronaldinho), assim como outras de compositores importantes, como Monarco na faixa "Peregrinação" (c/ Mauro Diniz).

Em 2002, o grupo lançou o CD "Fundo de Quintal - Cacique de Ramos". Gravado ao vivo na quadra do Bloco Carnavalesco Cacique de Ramos. O CD, produzido por Rildo Hora, contou com várias participações especiais: Almir Guinéto, Sombrinha, Arlindo Cruz e Jorge Aragão (ex-integrantes), Zeca Pagodinho e Beth Carvalho. Neste mesmo ano o grupo participou do disco "Jorge Aragão ao vivo convida", lançado pela gravadora Indie Records. Neste mesmo ano, Belo, no disco "Valeu esperar", interpretou de sua autoria "O samba me chama", parceria com Bira Presidente. Ainda em 2002, ao lado de Bira Presidente e Dudu Nobre interpretou "Amor pra me aquecer", no disco "Chegue mais", de Dudu Nobre, sendo também incluída neste mesmo CD outra composição de sua autoria, "O samba me chama".

Em 2003, integrando o grupo e ao lado de Beth Carvalho, Zeca Pagodinho e Dudu Nobre, foi uma das atrações especiais do "Festival Fábrica do Samba", apresentado no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. Neste mesmo ano o grupo Fundo de Quintal lançou pela gravadora BMG o CD "Festa pra comunidade" e o violonista Cléber Augusto afastou-se do grupo para seguir carreira solo. Sua formação ficou então da seguinte maneira: Ademir Batera (batera), Mário Sérghio (cavaquinho e voz), Ronaldinho (cavaquinho e banjo), Sereno (voz e tan-tan), Bira Presidente (pandeiro e voz) e Ubirany (voz, repique e caixinha). No ano de 2004 o grupo gravou o primeiro DVD em show no Olimpo, no Rio de Janeiro, e no qual recebeu como convidados Jorge Aragão, Alcione, Leci Brandão, Zeca Pagodinho, Nei Lopes, Almir Guineto, Dona Ivone Lara, Luiz Carlos da Vila, Dudu Nobre, Arlindo Cruz, Sombrinha, Beth Carvalho e Demônios da Garoa. O disco foi lançado em março do mesmo ano em três show no Canecão, nos quais o grupo recebeu diversos convidados, entre eles, Alcione, Dudu Nobre, Revelação, Exaltasamba, Jorge Aragão e Arlindo Cruz, ambos ex-integrantes do grupo. No DVD, dirigido por Karla Sabah, foram incluídas cenas de gravações antigas, do tempo do pagode da tamarineira, no Bloco Carnavalesco Cacique de Ramos, nos quais aparecem Dida e Neoci Dias, ambos já falecidos. O Fundo de Quintal recebeu o "Prêmio Sharp de Música" nove vezes, sendo sete consecutivas, como "Melhor Grupo de Samba". Ainda em 2004 integrando o grupo Fundo de Quintal recebeu o "O Prêmio Tim" na categoria "Melhor Grupo de Samba".

Mais visitados
da semana

1 Jorge Portugal
2 Renato Barros
3 Caetano Veloso
4 Festival MPB 80 (Rede Globo)
5 José Camillo
6 Moreno Veloso
7 Mayck e Lyan
8 Sivuca
9 Tiee
10 Noel Rosa