Busca:

Tulipa Ruiz


17/10/1979 Santos, SP

Dados Artísticos

Lançou, em 2010, o CD “Efêmera”, contendo suas canções “Do amor”, “Brocal dourado” e a faixa-título, todas com Gustavo Ruiz, “Sushi’ e “Às vezes”, ambas com Luiz Chagas, “Pedrinho”, “A ordem das árvores” e “Sapos distorcidos”, entre outras, trazendo como convidados Mariana Aydar, Tiê, Tatá Aeroplano, Iará Rennó, Kassin, Juliana Kehl, Leo Cavalcanti, as Negresko Sis (Céu, Thalma de Freitas e Anelis Assumpção) e Donatinho. Nesse mesmo ano, fez show de lançamento do disco no Auditório Ibirapuera (SP), acompanhada por Luiz Chagas e Gustavo Ruiz (guitarras), Márcio Arantes (baixo), Duani (bateria), Stéphane San Juan (percussão) e Donatinho (teclado). Também em 2010, apresentou-se no Circo Voador (RJ), com a mesma banda. O CD “Efêmera” foi apontado como um dos 10 Melhores Discos de 2010 do jornal ”O Globo” na edição de 28 de dezembro de 2010.

Participou, ao lado de outros artistas, do CD “A tribute to Caetano Veloso”, lançado em 2012, gravando a canção “Da maior importância”.

Em 2013, apresentou-se no Circo Voador (RJ) com o show “Tudo tanto”, celebrando o aniversário de São Paulo, sua cidade natal. Nesse mesmo ano, foi indicada ao Prêmio da Música Brasileira, na categoria Melhor Cantora Pop/Rock/Reggae/HipHop/Funk, pelo CD “Tudo tanto”. Em 2015, lançou o disco “Dancê”. Fruto de uma parceria com o irmão, Gustavo Ruiz, também produtor do CD, o trabalho trouxe 11 faixas autorais. Dentre as músicas, “Old boy”, “Algo maior” (c/ Gustavo Ruiz e Luiz Chagas), “Físico” (c/ Gustavo Ruiz), “Virou”(c/ Felipe Cordeiro, Gustavo Ruiz, Manuel Cordeiro e Luiz Chagas), Expirou (c/ Gustavo Ruiz) e “Tafetá” (c/ Gustavo Ruiz), gravada com a participação de João Donato.  O show de lançamento foi no SESC Pinheiros, em São Paulo, e no Circo Voador, no Rio de Janeiro.  No fim do mesmo ano, venceu o Grammy Latino na categoria Melhor Album Pop Contemporâneo Brasileiro com seu disco “Dancê”.  Em 2016, esse mesmo trabalho valeu uma indicação ao 27º Prêmio da Música Brasileira na categoria Projeto Visual, para Tereza Bettinardi, que acabou vencendo a premiação.    Em 2017, foi convidada por João Donato para participar do projeto “Toda essa bossa”, na sala Baden Powell, no Rio de Janeiro. Ainda em 2017, lançou seu quarto álbum, "TU", apostando em uma concepção que ela mesma descreve como “Nude”, algo cru. No álbum ouvem-se apenas o violão do irmão Gustavo Ruiz, as percussões do francês Stéphane San Juan, que também assinou a produção musical. O álbum teve os formatos em CD, LP e em edição digital, que apresentou, além de cinco músicas inéditas, outras 4 faixas que foram releituras de composições lançadas em seus três álbuns anteriores. O álbum foi produzido por Gustavo Ruiz e Stéphane San Juan, e formatado em Nova York (EUA). Scotty Hard gravou e mixou o álbum no Brooklyn Studio. Já a masterização foi feita por Michael Fossenkemper no Turtletone Studio. O lançamento do disco ocorreu no Teatro Net Rio, no Rio de janeiro.  Em 2018 regravou música dos Mutantes “Top Top” com MC Carol para trilha sonora do filme “Mulheres alteradas”, do cineasta Luis Pinheiro. Fabio Góes e Duda assinaram a produção da gravação.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Eumir Deodato
3 Noel Rosa
4 Chico Buarque
5 Assis Valente
6 Dorival Caymmi
7 Tom Jobim
8 Lupicínio Rodrigues
9 Romildo
10 Caetano Veloso