Busca:

Tuco & Batalhão de Sambistas



Dados Artísticos

Grupo de samba criado em São Paulo no ano de 2009. Fundado pelo músico, compositor, cantor e pesquisador Tuco (Fernando Pellegrino), também é integrado por João Camarero (violão de sete cordas), Junior Pita (violão de seis), Lucas Arantes (cavaquinho), Roberto Amaral (pandeiro), Rafael Toledo (percussão), Alfredo Castro (percussão, Jorge Garcia (tamborim e agogô), Donga (surdo), Pedro Pita (percussão), Francineth e Keila Santos (pastoras).
O grupo apresentou-se no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, no SESC Santos, onde recebeu Monarco e Roberto Silva, durante o projeto "Tuco & Batalhão de Sambista Convidam".
No ano de 2010 o grupo apresentou-se no Centro Cultural São Paulo e gravou ao vivo o primeiro CD intitulado "Peso é peso - Tuco & Batalhão de Sambistas Ao vivo", no qual contou as participações especiais de Nelson Sargento, Monarco e da cantora e pesquisadora Cristina Buarque, que orientou a pesquisa de repertório do disco, tanto para gravação de inéditas de compositores da Portela, quanto para regravações de sambas antológicos, porém, desconhecidos do grande público, de autoria de compositores do Estácio, Mangueira, Portela, Império Serrano e Salgueiro. No disco foram incluídas as seguintes faixas e suas respectivas participações especiais: "Meu batalhão" (Ismael Silva, Nilton Bastos e Francisco Alves); "Na floresta" (Cartola, Carlos Cachaça, e Sílvio Caldas, que aparace na parceria do registro fonográfico do samba em 1933); "Não há de que" (Bide e Alberto Ribeiro); "Amor a Deus" (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito); "Gozei dos teus carinhos" (Alberto Lonato); "Mandei recados" (Lincoln da Portela); "Já esqueci de ti" (Chico Santana); "Não se deve contar glórias" (Paulo da Portela), com participação de Cristina Buarque; "Desesperado" (Chatim); "Mesmo sangue na veia" (Nélson Sargento), com participação de Nélson Sargento; "Vai como pode - Aí vem a primavera" (Paulo da Portela); "Velha Portela" (Monarco), com participação especial de Monarco; "Quem eu deixar não quer mais" (Mano Edgar), com participação especial de Fernando Paiva; "Fica de lá" (Ernani Alvarenga); "Meu criador" (Mijinha e Monarco); "Ela chorou" (Aniceto da Portela); "Raiz venenosa" (Manacéia), com participação especial de Cristina Buarque; "Ironia" (Ismael Silva, Nilton Bastos e Francisco Alves); "Luz da minha vida" (Silas de Oliveira); "Secretário da Escola" (Piccolino e Monarco), com participação de Monarco; "Peso é peso - Nosso time do Estácio" (Licurgo Batista), "Quem vem lá" (Zé Ramos); "O branco é paz, o verde é esperança" (Antenor Bixiga); "Sabiá (Antônio Caetano) e "Ri melhor quem ri por último" (Noel Rosa de Oliveira, José Ernesto Aguiar e Raimundo Ferreira Lima).
Em 2011 o grupo fez o lançamento do CD "Peso é peso - Tuco & Batalhão de Sambistas Ao vivo" no Teatro Rival Petrobras, no Rio de Janeiro, no qual recebeu como convidados especiais Nelson Sargento e Monarco.

Mais visitados
da semana

1 Chico Buarque
2 Caetano Veloso
3 Música Sertaneja
4 Dorival Caymmi
5 Luiz Gonzaga
6 Hermeto Pascoal
7 Tom Jobim
8 Nelson Gonçalves
9 Noel Rosa
10 Daniela Mercury