Busca:

Trio Yucatán



Dados Artísticos

Trio vocal e instrumental formado no começo da década de 1960, pelos irmãos Hélio e Hércio, e pelo amigo deles Lucas tendo uma predominância pelo repertório romântico. Os irmãos, nascidos na cidade paulista de Mogi Guaçu, começaram a cantar quando ainda estudavam no Grupo Escolar Padre Armani. Criaram o trio com apenas 17 anos, e sua primeira formação contava com Walter Moraes no lugar de Lucas. O nome do trio foi escolhido tendo como inspiração o Trio Irakitan, sendo que o nome Yucatán é uma região do México que significa "vindo das estrelas" e foi adotado pois a sonoridade da pronúncia lembrava o Trio Irakitan. No início da carreira o trio tocou na noite paulistana e conviveu com artistas como Isaurinha Garcia, Cauby Peixoto, Ventura Ramires, Demônios da Garoa, Edith Veiga, Altemar Dutra e Cláudia Barroso. Em 1978, a carreira do trio sofreu grande transformação quando se apresentava numa convenção no consulado italiano em São Paulo e lá foi convidado para cantar em navios da então Línea C. A partir desse convite o trio atuou durante 27 anos em cruzeiros marítimos da Costa Armatori (Línea C). Ao longo de quase três décadas o trio se apresentou na República Dominicana, Antilhas Francesas (Martinica), Antilhas Holandesas (Curaçao), Antilhas Inglesas (Barbados), Ilhas Virgens, Porto Rico, Bahamas, Bermudas, Ilhas Caribenhas, Venezuela, Colômbia, Paraguai, Argentina, Uruguai, Chile e EUA. Em 1985, gravaram o LP "Falando de amor" pelo selo Lider interpretando as músicas "Carinhoso", de Pixinguinha e João de Barro; "Procura-se", de Roberto Carlos e Ronaldo Bôscoli; "Poema", de Fernando Dias; "Tudo passará", de Nelson Ned; "Vereda tropical", de Gonzalo Curiel, e versão de Paulo Gilvan; "Morrendo de amor", de Pepe Ávila e Osmar Navarro; "Begin the beghine", de Cole Porter; "Esta tarde vi llover", de Armando Manzanero; "Hey",de Julio Iglesias, G. Betiore, Ramon Arcusa e M. Balducci; "Amizade colorida", de Carlos César e José Fortuna; "Te querendo mais", de Odair Menucci, e "Coração poeta", de Muniz. Em 1986, receberam o prêmio de "Cavaleiros Comendadores" concedido pela Ordem Internacional dos Jornalistas. Em 1996, receberam o Troféu Personalidades do Ano concedido pelo Jornal City News de Campinas, SP. Em 2008, ganharam o Troféu "Gigantes do Ano" da Associação dos Profissionais de Imprensa de SP. Em 2009, o trio lançou o sexto disco da carreira, o CD "De todas as canções!". Esse disco foi o primeiro lançado com canções inéditas e incluiu as músicas "Pode ser", de Pacífico Mascarenhas; "Perco o sossego", de Márcio Dourado; "Quem manda sou eu", de Glória Dantas; "Pretensão", de Salvador Augusto de Lima; "Sem perdão", de Fernando Cavezalli; "Feira de cá", de Chiquinho Chokolate, Doriva e Ronaldo; "São Paulo te amo demais", de Hélio Yucatán de Oliveira, Wilson P. Leite, Hércio de Oliveira Santos e J. Lucas; "Tentação", de Cebolinha e Naje; "Não quero mais ouvir falar teu nome", de Cláudia Barroso; "Pra onde você vai", de Cristiano César; "Deixe tudo como está", de Zé Lourinho; "Meu rio", de Zito Bertinato e Mazza; "Nem pensar", de Cebolinha e Carlão; "Triste adeus", de Cláudia Barroso, e "Deus é fiel", de Asaph Borba. Em suas apresentações o trio interpreta canções de grande sucesso popular como "Garota de Ipanema"; "Travessia"; "Wave"; "Samba do avião"; "Saigon"; "Começaria tudo outra vez"; "A noite do meu bem"; "Alguém me disse"; "La barca"; "El reloj"; "Perfídia"; "Aquellos ojos verdes" e "Besame mucho", entre outras. Nesse ano receberam o Oscar de Ouro Internacional dos Vencedores na cidade de São Paulo. Com 50 anos de carreira completados em 2010, o trio continuou a se apresentar tendo uma tragetório bastante diferenciada pelo fato de que boa parte dela foi feita em apresentações em cruzeiros marítimos.

Mais visitados
da semana

1 Chico Buarque
2 João Gilberto
3 Geraldo Pereira
4 Tom Jobim
5 Pixinguinha
6 Caetano Veloso
7 Música Sertaneja
8 Chitãozinho e Xororó
9 Noel Rosa
10 Jackson do Pandeiro