Busca:

Trio Marabá



Dados Artísticos

Cantores. Compositores (Pancho e Panchito). Em 1951, gravaram pela Star o samba "Minha história", de Panchito, e a canção "Ribeira", de Pancho e Panchito. No mesmo ano gravaram os sambas "Castigo de Deus", de J. Carlos Ferraz e W. Melo, e "Saudade do lar", de Arlindo de Oliveira e Celso Vilaça. Em 1952, gravaram de Panchito a canção "Eu não posso" e, de Panchito e Hemi Reis, o samba "Deus, perdoai". No mesmo ano gravaram o rasqueado "Cidades de Mato Grosso", de Mário Zan e Arlindo Pinto, e o bolero "Aventureira", de Agostin Lara e versão de Ariovaldo Pires. Em 1953, gravaram pela Copacabana o samba-canção "Nem eu", de Dorival Caymmi, com acompanhamento de Betinho e seu Conjunto, a marcha "Por que choras, palhaço?", de Vladimir de Melo, Marciano Neto e Edson Ribeiro e o samba-canção "Risque", de Ary Barroso. No mesmo ano gravaram o motivo popular nordestino "Mulher rendeira" e de Fernando Lobo e Antônio Maria o samba-canção "Ninguém me ama", clássico da chamada música de fossa, além da valsa "Vivamos, amor", de Hervê Cordovil. Em 1954, gravaram a valsa "Alma, coração e vida" e o baião "A moreninha", de Pancho e Panchito. Em 1955, gravaram a toada "Até as pedras se encontram", de Victor Simon e David Raw, e o samba "Amor proibido", de Panchito.

Mais visitados
da semana

1 Lupicínio Rodrigues
2 Garoto
3 Elza Soares
4 Assis Valente
5 Pixinguinha
6 Dorival Caymmi
7 Caetano Veloso
8 Noel Rosa
9 Luiz Gonzaga
10 Tom Jobim