Busca:

Trio Esperança



Dados Artísticos

Trio vocal, formado originalmente pelos irmãos Mário, Regina e Evinha, também irmãos dos integrantes do grupo Golden Boys. Foi batizado pelo ator Paulo Gracindo.

Iniciou a carreira em 1961,apresentando-se em shows de calouros, como o de Hélio Ricardo. Nesse mesmo ano, gravou pela Odeon o primeiro disco, um 78 rpm com as músicas "Rock do espirro" (Fernando César e Alfredo Max) e "O menino do amendoim" (José Messias). O disco teve a vendagem de 150 cópias.

Em 1962, obteve o primeiro sucesso, com a gravação de "Filme triste", uma versão de Romeu Nunes.

No ano seguinte, obteve novo sucesso com "O passo do elefantinho", versão de Ruth Blanco para música de Henry Mancini, lançado no programa de TV "Noite de gala". Também em 1962, lançou um compacto duplo, com destaque para a música "Dominique".

Em 1963, gravou o LP "Nós somos o sucesso".

No ano seguinte, lançou "A lagartixa" e "Contando estrelas" em compacto simples pela Odeon. Também em 1964, obteve sucesso com a gravação de "Meu bem lolipop", lançado em compacto simples, e gravou o LP "Três vezes sucesso".

Em 1965, lançou, em compacto simples, a música "A festa do Bolinha" (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), grande sucesso não apenas do trio como também do movimento Jovem Guarda.

No ano seguinte, gravou o LP "A festa do Bolinha".

Lançou, em 1967, o LP "A festa do Trio Esperança".

No ano seguinte, gravou o LP "O fabuloso Trio Esperança" e lançou em compacto simples "Você só pensa em você" e "Queria confessar". Também em 1968, Evinha concorreu ao IV Festival Internacional da Canção (TV Globo), com "Cantiga por Luciana" (Edmundo Souto e Paulinho Tapajós), classificando a canção em primeiro lugar no evento, nas fases nacional e internacional, e recebendo o prêmio Galo de Ouro. Em seguida, a cantora desligou-se do trio e partiu para carreira solo, sendo substituída por sua irmã Mariza.

Na década de 1970, o trio lançou mais quatro LPs, todos intitulados "Trio Esperança".

Mais tarde, Eva, Regina e Mariza mudaram-se para a França, onde voltaram a formar o trio, lançando, na década de 1990, os CDs "A capela do Brasil" (1992), "Segundo" (1995) e "Nosso mundo" (1999).

Em 2007, as três cantoras apresentaram-se ao lado dos irmãos Renato, Ronaldo e Roberto Corrêa, integrantes do grupo Golden Boys, e do irmão Mario, que integrou uma das formações do Trio Esperança, no Garden Hall (RJ). O espetáculo foi gravado para lançamento em DVD.

Em 2012, apresentou-se no Teatro Rival (RJ), ao lado de Evinha e do Golden Boys, com o show “Goldherança”, cujo repertório incluiu sucessos das respectivas carreiras artísticas.

Em 2013, lançou o CD “Douce France”, com as seguintes canções: “Les copains d'abord” (George Brassens, versão: Gutenberg Guarabyra), “Quelques mots d'amour“ (Michel Berger), “Ce n'est rien” (Etienne Roda Gil e Julien Clerc), “La chanson des vieux amants” (Jacques Brel e Gérard Jouannest, versão: Dominique Dreyfus), “Lily” (Pierre Perret, versão: Gutenberg Guarabyra), “Et maintenant” (Pierre Delanoé e Gilbert Bécaud), “Chaque jour de plus”( Brice Homs e Michel Fugain), “La bohème” (Jacques Plante e Charles Aznavour, versão: Trio Esperança), “Sob o céu de Paris” (Jean Drajac e Hubert Giraud, versão: autor desconhecido), “Que reste-t-il de nos amours” ( Charles Trenet e Léon Chauliac, versão: autor desconhecido), “Les amoureux des bancs publics” (Georges Brassens, versão: Gutenberg Guarabyra), “La vie en rose” (Edith Piaf e C. Louiguy, versão: Dominique Dreyfus), “Message personnel” (Michel Berger e Françoise Hardy) e “La tendresse” ( Noël Roux e Hubert Giraud).

Mais visitados
da semana

1 Chico Buarque
2 João Gilberto
3 Geraldo Pereira
4 Tom Jobim
5 Caetano Veloso
6 Pixinguinha
7 Música Sertaneja
8 Noel Rosa
9 Jackson do Pandeiro
10 Nelson Cavaquinho