Busca:

Tiago Iorc

Tiago Iorczeski
28/11/1985 Brasília (DF)

Dados Artísticos

Em 2008 lançou, pelo selo Som Livre, seu primeiro CD “Let yourself in”. Pelo mesmo selo lançou “Umbilical”, em 2011, cuja capa e a faixa “Ducks in a pond”, foram inspiradas no livro “A New Earth – Awakening to Your Life Purpose”, do escritor  alemão Eckhart Tolle. Lançado no Japão, Estados Unidos, Coreia do Sul e Portugal, “Umbilical” contou com a produção do norte-americano Andy Chase. Os dois discos foram totalmente gravados em inglês. Em 2013 lançou, pelo selo Som Livre, o CD Zeski, que contou com a participação de Maria Gadú em “Música inédita” (Duca Leindecker), Silva em “Foranteiro” (Tiago Iorc e Silva) e Daniel Lopes em “Um dia após o outro” (Daniel Lopes e Tiago Iorc).  Em 2015 lançou o CD “Troco likes”, com músicas de sua autoria, exceto “Bossa”, de Duca Leindecker. Nesse mesmo ano participou da gravação do DVD “Meu canto”, da cantora Sandy, com fez um dueto em “Me espera”, música de autoria dos dois em parceria com Lucas Lima, marido de Sandy. Por sua contribuição com diversas gravações e composições de músicas para novelas, a Som Livre lançou o CD “Tiago Iorc – Novelas”, que inclui dez faixas, dentre as quais a versão de “What a wonderful world” (Bob Thiele e George David Weiss), que foi tema de abertura da novela “Sete Vidas” (Rede Globo, 2015). Produziu o EP “AnaVitória”, do duo de cantoras Ana Caetano e Vitória Falcão, da cidade de Araguaína (TO). Em 2016 lançou o EP “Sigo de volta”, com três músicas inéditas e autorais, sendo essas “Chega pra cá”, “Mulher” e “Amor sem onde” (c/ Dani Black). Nesse mesmo ano realizou o show “Troco likes” no Teatro Estação Gasômetro em Belém (PA), cujo registro foi lançado em CD/ DVD com o título “Troco likes ao vivo”. O DVD teve exibição em alguns cinemas do país. Ainda em 2016 apresentou-se em show voz e violão no palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Em 2017 regravou, com adesão da orquestra sinfônica, a música “Tempo perdido”, sucesso da banda Legião Urbana na década de 1980, para a série “Os dias eram assim”, da Rede Globo. Em 2019 lançou o CD “Reconstrução”, produzido por Mario Caldato Jr. e Roberto Pollo, com 13 músicas inéditas e autorais, sendo essas “A vida nunca cansa”, “Bilhetes” (c/ Duca Leindecker), “Deitada nessa cama”, “Desconstrução”, “Faz”, “Fuzuê”, “Hoje eu lembrei do teu amor”, “Laços” (c/ Duca Leindecker),” Nessa paz eu vou”,  “Sei”, “Tangerina” (c/ Roberto Pollo) e “Tua caramassa”. Participou da série “Acústico MTV”, em apresentação que contou com as participações de Duda Beat em “Tangerina” (Tiago Iorc e Roberto Pollo), e Jorge Drexler em “Me tira pra dançar” (Tiago Iorc e María Elena Morán). Na ocasião, apresentou as músicas inéditas e autorais “Do que você tem medo?” e “Lôra”. Lançou o CD “Acústico MTV – Tiago Iorc”, com repertório baseado no disco “Reconstrução” e regravação da música “Bellyache” (Billie Eilish e Finneas Baird O’Connel).

Mais visitados
da semana

1 Lupicínio Rodrigues
2 Hermeto Pascoal
3 Joaquim Calado
4 Caetano Veloso
5 Noel Rosa
6 Festivais de Música Popular
7 Tom Jobim
8 Pixinguinha
9 Dorival Caymmi
10 Música Sertaneja