Busca:

Thelmo Lins

Thelmo Antônio Gonçalves de Miranda Lins
15/5/1963 Itabirito, MG

Dados Artísticos

Em 1997, ao lado de outros intérpretes mineiros, participou do CD "A música de João Bosco", interpretando "Tiro de misericórdia", de João Bosco e Aldir Blanc. Dois anos depois, em 1999, gravou participação no CD de Paulinho Pedra Azul. Também em 1999, dirigiu e produziu "Enluarada", musical que resgatou a carreira da cantora Mimita Malheiros. Ainda nesse ano, lançou, com Wagner Cosse, Regina Milagres e Graziela Cruz, o CD "Nada será como antes - Canções do Clube da Esquina". Em 2000 coproduziu o CD "Meu dia em oração", com direção e arranjos de Geraldo Vianna. O disco foi lançado pela Arquidiocese de Belo Horizonte e contou com sua participação nas faixas "Canto da natureza" (Antônio Carlos Santini) e "Jardim" (Eros Biondini), nesta última ao lado de Graziela Cruz, Mariana Brant, Paulo Loureiro, Wagner Cosse, Anthonio, Thereza Calonge e Regina Milagres. Em 2001 gravou seu primeiro CD solo "Encontro dos rios", somente com músicas de compositores de sua terra natal. O repertório foi escolhido após pesquisa que o cantor realizou no município, reunindo quase 600 registros musicais inéditos, no período de 1920 a 2000. O disco contou com a participação especial de Elza Soares na faixa "Vivo a pensar", além de ter composto a faixa-título. Neste mesmo ano coproduziu o CD "Missa solene", gravado durante o "XI Congresso da Federação Nacional dos Meninos Cantores", reunindo 850 vozes de cantores de todo o país, orquestra sinfônica e solistas. Produziu, ainda em 2001, o CD do coral "Vozes das Gerais", formado por funcionários do INSS/MG. No ano de 2003 lançou o CD "Thelmo Lins canta Drummond", no qual interpretou composições, a maioria delas inéditas e compostas especialmente para o trabalho. Produzido por Tavinho Bretas e Thelmo Lins fez parte das comemorações do centenário do poeta, ainda que poucos meses depois. No CD interpretou as faixas "Confidência do itabirano" (Tavinho Moura e Carlos Drummond de Andrade); "O mundo é grande" (Sueli Costa e Carlos Drummond de Andrade), com as participações especiais de Maria Bethânia (voz) e do violonista Jaime Alem; "Anoitecer" (José Miguel Wisnik e Carlos Drummond de Andrade); "Cantiga de viúvo" (Ladston do Nascimento e Carlos Drummond de Andrade); "Mulher andando nua pela casa" (Flávio Henrique e Carlos Drummond de Andrade); "Cadeira de balanço" (Joyce e Carlos Drummond de Andrade), com participação especial de Wagner Cosse; "O Deus de cada homem" (Milton Nascimento e Carlos Drummond de Andrade), com participação especial de Elizeth Gomes; "No meio do caminho" (Sérgio Santos e Carlos Drummond de Andrade); "Volta" (Belchior e Carlos Drummond de Andrade); "Canção amiga" (Milton Nascimento e Carlos Drummond de Andrade); "Ser" (Renato Motha e Carlos Drummond de Andrade); "Inaugura-se o retrato" (Francis Hime e Carlos Drummond de Andrade) e "Canção de namorados", poema de Carlos Drummond de Andrade musicado Geraldinho Alvarenga. No disco contou com os músicos Geraldo Vianna (arranjos, violão e direção musical); Weber Lopes (violão); Ricardo Fiúza (piano e teclado); Milton Ramos (baixo); Serginho Silva (percussão); Laudares (violão e guitarra); Cleusa de Sana (viola); Isabele Alves (violoncelo); Danilo Abreu (piano); William Barros (clarinete); Mauro Rodrigues (flauta); Leonardo Lacerda (violino) e André ‘Limão’ Queiroz (bateria).   Vale ressaltar que o texto de apresentação do CD, escrito por Affonso Romano de Sant’Anna, expressou com muita propriedade a importância deste letrista bissexto:     "É relevante o fato que esse poetão tenha sido musicado por gerações sucessivas e diferentes de músicos. De seus pares modernistas, como Villa-Lobos, Mignone, passando por músicos experimentais como Edino Krieger e Marlos Nobre, ele chegou à música popular exemplificada neste CD. Isto não significa que sua poesia vai se tornar mais popular por causa disto. Significa, isto sim, que música e poesia voltam a se encontrar. A variedade dos ritmos, o requinte dos arranjos instrumentais e vocais e a voz de Thelmo Lins se fundem aqui harmoniosamente."   Neste mesmo ano, de 2003, o CD foi contemplado com o "Troféu Pró-Música", na categoria "Melhor CD de Minas Gerais".   Em 2006, em parceria com o cantor Wagner Cosse, lançou o CD "Cânticos", com os poemas de Cecília Meireles musicados por Fátima Guedes. No ano de 2010, em parceria Wagner Cosse, lançou o CD "Trá-lá-lá-lá-li Trá-lá-lá-lá-lá - Poemas musicados de Henriqueta Lisboa", depois transformado no musical infantil "O menino poeta", que estreou neste mesmo ano e cumpriu temporada em Belo Horizonte e 12 cidades do interior de Minas Gerais. No ano seguinte, em 2011, o musical ganhou o troféu "SESC SATED", na categoria de "Melhor Trilha Sonora do Teatro Mineiro". Neste mesmo ano, de 2011, lançou o CD "Samba, Sambá, Sambô", somente com músicas do compositor itabiritense Pirulito da Vila. No ano de 2014, em parceria com o cantor Wagner Cosse, lançou o CD "Casa de Vinicius", no qual interpretaram somente composições do poeta com vários parceiros, entre as quais "Formosa" (c/ Baden Powell); "Labareda" (c/ Baden Powell); "Minha namorada" (c/ Carlos Lyra); "Eu sei que vou te amar - Soneto da fidelidade (c/ Tom Jobim); "Canto de Ossanha" (c/ Baden Powell); "Apelo" (c/ Baden Powell); "É preciso dizer adeus" (c/ Tom Jobim); "Derradeira primavera" (c/ Tom Jobim); "Canto triste" (c/ Edu Lobo); "Samba em prelúdio" (c/ Baden Powell); "Janelas abertas" (c/ Tom Jobim); "Chega de saudade" (c/ Tom Jobim); "Se todos fossem iguais a você" (c/ Tom Jobim) e "Como dizia o poeta" (c/ Toquinho), além da homenagem prestada ao poeta por Toquinho e Chico Buarque na faixa "Samba pra Vinicius".

Mais visitados
da semana

1 Caetano Veloso
2 Hermeto Pascoal
3 Tom Jobim
4 Dorival Caymmi
5 Nelson Cavaquinho
6 Roberto Carlos
7 Luiz Gonzaga
8 Cartola
9 Jackson do Pandeiro
10 Festivais de Música Popular