Busca:

Tetê Espíndola

Teresinha Maria Miranda Espíndola
11/3/1954 Campo Grande, MS

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira artística como integrante do grupo Luz Azul, tocando craviola (instrumento de cordas criado por Paulinho Nogueira). Em 1978 gravou seu primeiro LP, "Tetê e o lírio selvagem". Por essa época, atuou em São Paulo com Arrigo Barnabé. Em 1980 lançou o LP "Piraretã". No ano seguinte, participou do festival "MPB Shell", interpretando a canção de Arrigo Barnabé "Londrina", contemplada com o prêmio de melhor arranjo, assinado por Cláudio Leal. Em 1982 gravou o LP "Pássaros na garganta". O disco, cujo título remete à denominação feita por Augusto de Campos para definir o timbre de voz da cantora, incluiu canções de sua autoria, como "Amor e guavira", com Carlos Rennó, e de outros compositores, como Arrigo Barnabé, "Canção dos vagalumes", entre outras. Seu repertório, até então, refletia uma temática regionalista, com influência de ritmos paraguaios. Em 1985 tornou-se conhecida do grande público ao vencer o "Festival dos Festivais" da TV Globo, interpretando a canção "Escrito nas estrelas", de Arnaldo Black e Carlos Rennó, registrada em compacto simples. Em 1986 gravou o LP "Gaiola", com destaque para a faixa "Na chapada", com Carlos Rennó, interpretada em dueto com Ney Matogrosso, entre outras composições próprias e de outros autores. Dois anos depois, representou o Brasil no festival "The concert voice", realizado em Roma na Itália. Em 1989 participou do "Festival New Morning", em Paris (França), e do "Festival de Jazz", da Bélgica. Em seguida, foi contemplada com uma bolsa da Fundação Vitae, para desenvolver um projeto relativo ao tema "A instrumentalidade da voz humana e a musicalidade dos pássaros da Amazônia e do Pantanal". O trabalho gerou o lançamento, em 1991, do disco "Ouvir". Três anos depois, gravou o CD "Só Tetê", contendo músicas de Djavan, "Esquinas" e Tom Jobim & Chico Buarque, "Imagina", entre outras. Em seguida, excursionou pelo Brasil, divulgando o disco. Em 1995 lançou o CD acústico "Canção do amor", tocando craviola em todas as faixas. O disco contou com a participação especial de seus irmãos Humberto, Geraldo e Alzira Espíndola, do trombonista Bocato, do grupo instrumental Duofel e do parceiro Chico César. No repertório, destacam-se regravações de "Na chapada", com Carlos Rennó, "Escrito nas estrelas", de Arnaldo Black e Carlos Rennó e "Vida cigana", de Geraldo Espíndola. Três anos depois, gravou, com sua irmã Alzira Espíndola, o CD "Anahí", que registrou, entre outras, as canções "Pé de cedro", de Zacarias Mourão e "Serra da Boa Esperança", de Lamartine Babo. Dona de uma grande extensão vocal e um raro timbre de voz situado em um registro muito agudo, seu trabalho incorporou pesquisas realizadas com sons de pássaros, influência de temas regionalistas e fusões do acústico com o eletrônico. Em 2001participou do CD "Acústico Brasil" juntamente com Amelinha e Cláudia Telles, entre outras, lançado pela Seven Music, com versões acústicas para sucessos populares dos anos 1970 e 1980, no qual interpretou "escrito nas estrelas". Em 2002 participou do CD "Canções de Tom e Vinícius" com o maestro Leo Peracchi e a Jazz Sinfônica, contando ainda com as participações de Jane Duboc, Mônica Salmaso, Ná Ozzetti e Vânia Bastos, no qual interpreta "Valsa de Orfeu", de Vinícius de Morais e "Cai a tarde", de Tom Jobim, além de "Eu sei que vou te amar", de Tom e Vinícius, esta última, juntamente com as demais cantoras. Em 2005, apresentou o show "Zencinema" em dois dias consecutivos, na Sala Baden Powell, no Rio de Janeiro, recebendo Ney Matogrosso como convidado. Em 2007, lançou o CD "EVAporAR", em que mostra composições próprias e também toca craviola. O CD teve, entre outros, laNÇmento na no Teatro Aracy Balabanian, no projeto Cena Som, em Campo Grande (MS), sua terra natal. Ainda em 2007, foi incluída no ivro "MPB - Mulher", de R. C. Albin, editado pelo ICCA. Em 2008, deu continuidade ao projeto do CD "Evaporar", de conceito ambientalista, que incluiu composições de sua autoria como "Semente de som", com Chico César, e "Ópera da natureza", com Arnaldo Black. Lançou também o DVD "Águas dos matos" distribuído em escolas e centros de estudo. Lançou, ainda, o videoclip "Adeus Pantanal", gravado em Brasília, composição inédita de Itamar Assumpção.

Mais visitados
da semana

1 Tiee
2 Bruno e Marrone
3 Pixinguinha
4 Luiz Gonzaga
5 Eumir Deodato
6 Raul Seixas
7 Nelson Gonçalves
8 Garoto
9 Elza Soares
10 Ricardo Cravo Albin