Busca:

Tânia Bicalho

Tânia Bicalho Pinto
Juiz de Fora, MG

Dados Artísticos

Em 1993, apresentou-se, com Luizinho Lopes, Edson Zaghetto e Tadeu Grizendi, no show "A cantora sumiu".  Incorporando a liberdade jazzística à sonoridade da viola, lançou o CD independente "Violazz", no qual, além de utilizar uma viola semi-acústica construída por Ricardo Lamha, a instrumentista, além de cantar, toca também teclado, piano, violão de nylon, baixo e percussão. No repertório, suas composições "Continente" (c/ Edson Zaghetto), única faixa em que atuam outros instrumentistas (Nilo Barreto, no baixo, Edson Zaghetto, no violino, Renato Mello, na bateria, Fernando Barreto, nos violões de aço e nylon, e Joãozinho da Percussão), "Dois em dois" (c/ Dudu Lima), "Teia", "Você", "Diário", "Nosso blues" e "Próxima estação", além de "Da palma da minha mãe", "Til" e "Corpo de incêndios", todas de Luizinho Lopes. No ano de 2005 o pelo Selo SescRio.Som lançou o CD "Um pouco de mim - Sergio Natureza e amigos", no qual participou interpretando a regravação de "Eternamente", de Tunai, Sérgio Natureza e Liliane. No ano de 2007 lançou o CD "Mãos brasileiras", com produção de Sérgio Natureza e direção musical de Jaime Alem. No disco interpretou composições próprias, tais como "Espelhos" (c/ Luhli), "Perguntas no ar" (c/ Sérgio Natureza), "Ar de São Tomé" (c/ Lucina) e a faixa-título "Mãos brasileiras", além de "Eternamente" (Tunai, Liliane e Sérgio Natureza), "Água" (Paulinho Andrade e Oscar R. Neves), "Areia" (Luizinho Lopes), "Mais canção do que adeus" (Jaime Alem), "Corpo de incêndio" (Luizinho Lopes) e a regravação de "Roda morta", de Sérgio Sampaio e Sérgio Natureza.

Mais visitados
da semana

1 Noel Rosa
2 Lupicínio Rodrigues
3 Garoto
4 Nalva Aguiar
5 Luiz Gonzaga
6 Pixinguinha
7 Assis Valente
8 Tom Jobim
9 Elza Soares
10 Caetano Veloso