Busca:

Sertãozinho

Celso Rodrigues

Dados Artísticos

Em 1943 casou-se com Maria Ercília de Freitas, a Nhá Neide, com quem formou uma dupla. Começaram atuando em circos e mais tarde passaram para a Rádio Cruzeiro do Sul. Em 1948 formou um trio com Nhá Neide e Alberto Calçada, que estreou na Rádio América. Em 1950 foram um dos primeiros artistas a se apresentarem na televisão. Em 1953, Albertinho Calçada deixou o trio e foi substituídopelo sanfoneiro Zezinho, que trocou o nome para Robertinho, a fim de manter a mesma sonoridade do nome do antigo componente do trio, Albertinho. Em 1954 gravaram com grande sucesso a toada "A tragédia do Catete", que vendeu cerca de 20.000 discos em Porto Alegre. A toada fazia alusão ao suicídio de Getúlio Vargas ocorrido naquele ano. Por essa época atuou também como empresário artístico, agenciando shows de artistas como Raul Torres, Serrinha, Mário Zan, Irmãos Castro e Duo Brasil Moreno. Em 1960 Sertãozinho assumiu a direção artística da área sertaneja da gravadora Chantecler. Em 1962 compôs com Dito Mineiro o rasqueado "Suspiro doido", gravado no mesmo ano pelo Duo Batuíura. Apresentou o programa Rancho do Caboclo nas rádios Difusora, Tupi, América e Bandeirante de São Paulo. Nos anos 90 animou programas no Centro Cultural São Paulo, entre os quais "Sertão no Centro".

Mais visitados
da semana

1 Música Sertaneja
2 Dorival Caymmi
3 Caetano Veloso
4 Tom Jobim
5 Noel Rosa
6 Assis Valente
7 Daniela Mercury
8 Lupicínio Rodrigues
9 Hermeto Pascoal
10 Chico Buarque