Busca:

Sergio Malta

Sergio Malta
15/3/1933 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Iniciou a carreira artística em 1954, atuando como ator de TV. Em 1959, seu samba-canção "Palavras ao vento" foi gravado em 78 RPM e incluído no LP "Encontro no sábado - Com Nelly Martins & Tito Madi" da gravadora Continental. Em 1960, participou do "Festival do Rio - As dez mais lindas canções de amor" que resultou num LP lançado pela gravadora Copacabana com gravações de artistas como Miltinho; Luciene Franco; Carlos José; Agnaldo Rayol, e outros. Nesse disco foi incluída sua valsa "O céu virá depois" na interpretação de Jorge Goulart, e que seria regravada três anos depois por Francisco Egydio. Em 1961, teve a canção "Felicidade", com Al Marine (pseudônimo de Altamiro Carrilho), gravado no LP "Se ela voltar" da gravadora Copacabana na voz do cantor Agnaldo Rayol, e a canção "Sonho e esperança" foi título do LP que Tito Madi gravou na CBS. No mesmo ano, Roberto Audi gravou a canção "Música para nós dois" e que deu nome ao LP lançado por ele pela Copacabana. Ainda em 1961, desenhou a capa do LP "Vai da valsa - Altamiro Carrilho e Sua Bandinha", lançado pela Som/Copacabana. Em 1962, conheceu seu maior sucesso com o samba "Cravo vermelho", parceria com Pernambuco, e que somente nesse ano conheceu seis gravações: da cantora Morgana no LP "Fuga com Morgana" da gravadora Copacabana; do maestro Al Newman no LP "Meu amor... Você - Al Newman e Orquestra" da Som/Copacabana; do maestro e instrumentista Waldir Calmon no LP "Novo feito para dançar", também da gravadora Copacabana; da cantora Helena de Lima no LP "O céu que vem de você" gravado ao vivo pela RGE; do Sexteto Guanabara no LP "Sorvete dançante - Sexteto Guanabara", da Musiplay, e do instrumentista Rildo Hora que a incluiu no LP "Suave é a noite" da Som/Copacabana, no qual ele gravou ainda a canção "Felicidade", com Al Marine. Ainda nesse ano, seu "Samba rasgado" foi incluído por Geraldo Barbosa no LP "O balanço do samba no Hawai - Geraldo Barbosa e Seu Conjunto" da Som/Copacabana. Também em 1962, o LP "Mensagem de amor" que a gravadora Copacabana lançou com o cantor Rinaldo Calheiros incluiu o tango "Último ato", com Helder Camara. No ano seguinte, o samba "Cravo vermelho" foi incluído no LP "5 estrelas interpretam a bossa nova - Elizeth Cardoso, Marisa, Carminha Mascarenhas, Morgana e Lucienne Franco" da Copacabana na interpretação de Morgana. Ainda em 1963, teve o samba-canção "A tristeza de agora" gravado por  Carlos Nobre no LP "Nos braços da saudade" lançado pela RCA Victor; a cantora  Hebe Camargo no LP "Hebe e vocês" da Polydor gravou a marcha-rancho "As estações do amor", o instrumentista  Sebastião Pinto no LP "Deixa-me sonhar - Sebastião Pinto e Conjunto" da gravadora Som/Copacabana lançou a valsa "Assim nasceu o amor", e Altamiro Carrilho no LP "Bossa nova in Rio - Altamiro Carrilho, Conjunto e Coro" da gravadora Copacabana lançou o beguine bossa-nova "Fundo do mar". Também no mesmo ano, o cantor João Mello gravou o samba " Cravo vermelho" no LP "A bossa do balanço" da Philips. Esse samba ainda conheceria mais três gravações no mesmo ano, do maestro Moacir Silva, nos LP "Tempo de samba - Moacyr Silva e Sua Orquestra", da gravadora Copacabana, do maestro Moacyr Peixoto no LP "Pra balançar - Moacyr Peixoto e Seu Conjunto", da gravadora Philips, e do maestro Paulo Alencar no LP "Romance bossa nova - Paulo Alencar e Sua Orquestra", da gravadora Odeon. Ainda em 1963, a então iniciante cantora Elis Regina gravou a canção "Manhã de amor", com Joluz, no LP "O bem do amor" da CBS; a cantora Elza Soares lançou o samba "Mulata de verdade" no LP "Sambossa" da Odeon;  Isaura Garcia no LP "Atualíssima" da Odeon registrou o samba bossa-nova "O carrinho"; Lana Bittencourt no LP "O sucesso é Lana Bittencourt" da CBS gravou o samba-canção "Teus olhos", com Romeo Nunes, e o cantor Noite Ilustrada no LP "Ilustre" da Philips incluiu o samba "Volte pra casa". Também nesse ano, teve a canção "Sempre te amarei" na voz de Dalva de Oliveira incluída no LP "Uma canção por um milhão" que a gravadora Philips lançou com gravações de nomes como Helena de Lima; Cauby Peixoto; Elza Laranjeira; Golden Boys, e outros. Em 1964, a cantora Tita gravou o samba bossa-nova "Ficou saudade", com Helder Camara, em LP da Polydor, e Nelson Ned no LP "Um show de noventa centímetros" da Polydor registrou a canção "Poema em negro". No mesmo ano, teve mais três composições gravadas: "Joaninha" na interpretação de Henrique Benny para o LP "Juventude esquema 64" da RCA Victor; "Mais uma história de amor", com René Bittencourt, incluída pelo cantor José Augusto no LP "O cantor galã" da Chantecler, e " Nascer baiano" samba incluído por Moura Júnior no LP "Embolabalanço" da Philips. Ainda em 1964, Agnaldo Rayol gravou a canção "Sempre te amarei" que nomeou o LP lançado por ele pela Copacabana. Em 1965, teve a marcha-rancho "Cidade coração" gravada no LP "Rancho do Rio - Nova Banda da Polícia Militar do Estado da Guanabara" da RCA Victor com a Banda da Polícia Militar do Estado da Guanabara na regência do maestro Tte. Arnaldo José dos Santos Jr em disco comemorativo ao quarto centenário da cidade do Rio de Janeiro. No mesmo ano, o cantor Myrzo Barroso no LP "Myrzo" da RCA Victor lançou a canção "Saudade azul", e Cauby Peixoto em LP da RCA Victor gravou a canção "Soraya". Ainda em 1965, a canção "Sempre te amarei" foi incluída no LP "Rancho da Praça Onze" lançado pela cantora Dalva de Oliveira pela Odeon, e o maestro Moacyr Silva no LP "Sax de ouro - Moacyr Silva e Seu Conjunto" da Copacabana gravou a canção "Vive no tempo". Em 1966, o cantor Caquinho no LP "De papo pro ar - Caquinho e Sua Gente" da Multisound/Discastro gravou o samba-canção "Moça". No mesmo ano, Agnaldo Rayol no LP "A mais bela voz do Brasil" da Copacabana gravou a canção "Você é amor". Ao longo da carreira teve mais de trinta composições lançadas, a maioria sambas e canções registrados em gravações de nomes como os de Nelly Martins; Tito Madi; Jorge Goulart; Agnaldo Rayol; Roberto Audi; Morgana; Waldir Calmon; Helena de Lima; Rildo Hora; Rinaldo Calheiros; Carlos Nobre; Hebe Camargo; Altamiro Carrilho; Moacyr Silva; Elis Regina; Elza Soarez; Isaura Garcia; Lana Bittencourt; Noite Ilustrada; Dalva de Oliveira, e Cauby Peixoto, entre outros. Em 2006, lançou o CD "Música para quem ama música", com as composições "Moments of a life time"; "Estrela da manhã"; "Japanese song"; "Rio Jobim"; "Glissando"; "Dream and fantasy"; "Sim, eu sei", com Hélder Câmara; "There was a day in Byron Bay"; "Incredible is the life"; "Australia eternal"; "Düsseldorf alles blau"; "Simples"; "São Paulo by night"; "Sonhos e lembranças"; "Ontem, antes"; "Imagination at work"; "Era tão bom"; "La vida es solo um sueño"; "Without loves and dreams"; "Carloina flor menina"; "Samba em fantasia", e "Só depois que eu te encontrei", todas instrumentais e executadas por ele ao piano e teclado.

Mais visitados
da semana

1 Chico Buarque
2 Caetano Veloso
3 Dorival Caymmi
4 Luiz Gonzaga
5 Música Sertaneja
6 Hermeto Pascoal
7 Nelson Gonçalves
8 Tom Jobim
9 Daniela Mercury
10 Noel Rosa