Busca:

Sergio Krakowski

Sergio Krakowski Costa Rego
18/12/1979 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Integrou o grupo de choro Tira Poeira a partir de 2001, com o qual dividiu o palco com artistas como Maria Bethânia, Lenine, Zélia Duncan, Olivia Hime, Francis Hime, Bnegão e Beth Carvalho. Com o grupo apresentou-se no "TIM Fetival", no Rio de Janeiro; na sala Luis Angel Arango, em Bogotá. Participou da turnê do "Projeto Pixinguinha", realizando shows por várias cidades do país.
A partir de 2003 integrou o grupo Anjos da Lua, que se apresenta semanalmente no Clube dos Democráticos, no Rio de Janeiro.
Em 2007, fez uma participação especial no show de Francis Hime, em Montreux, e tocou no "Festival de Jazz de Orsara", na Itália.
Em 2009 apresentou-se na "Mostra Internacional de Música de Olinda", a "MIMO", em uma formação de trio ao lado de Gonzalo Rubalcaba e David Linx.
Em 2010 lançou o projeto "TelecotecnoFunk", pela gravadora Biscoito Fino, cujo show de lançamento foi realizado no Circo Voador, dentro da programação do "Festival Humaitá Pra Peixe", no Rio de Janeiro. O show também esteve dentro da programação do "Festival SESC Noites Cariocas", realizado no Píer Mauá, no Rio de Janeiro. Neste mesmo ano trabalhou em cooperação com o artista plástico Otavio Shipper na exposição "Mecanismos", apresentada no Centro Cultural Maria Antônia, em São Paulo.
Em 2012 se apresentou, ao lado de Thiago Amud, no evento “Transversais do Tempo”, realizado no SESC Copacabana, no Rio de Janeiro. O evento consistiu em um ciclo de shows e debates sobre a nova MPB, abordando diferentes temas a cada dia. Na ocasião, tema era “Música Pós Baudelaire” e contou de participação de Antonio Jardim e Renato Rezende na mesa debates.
Em 2013 lançou o CD “Carrossel de pássaros”, gravado no Brasil, Portugal, França e Itália, com músicos brasileiros e extrangeiros. O disco contou com música de sua autoria como “Carrossel de pássaros”, “Choro de baile”, “Berçário de nuvens”, “Ijexão”, “Mirante” e “Zambi” (c/ ) e ainda “Tanto espaço” (Mário Laginha e David Linx), “Papoula Brava” (Thiago Amud), “Sambeco” (Yamandú Costa), entre outras.
Foi o idealizador, ao lado da artista plástica Anita Ekman Simões, do projeto “Lapa em 3 Tempos”. Realizado com o patrocínio da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, o projeto consistiu em uma homenagem ao sambista Waldir 59, da Velha Guarda da Portela, com uma roda de samba comandada pelo próprio Waldir e outras intervenções artísticas como projeção de vídeos e exposição de pinturas, fotografias e ilustrações.
Em 2013 apresentou no Teatro de Arena da Caixa Cultural, no Rio de Janeiro, o show multimídia “Chorofunk”, que misturou pandeiro, vídeos e dança do passinho. Dentre os músicos que o acompanharam no projeto estavam Bruno Queiroz (DJ), Dudu Oliveira (flauta), Yuri Villar (saxofone), Joana Queiroz (clarone) e Henry Lentino (bandolim). Os Fantásticos do Passinho foi o grupo de dançarinos oficiais do projeto. O espetáculo foi acompanhado por um workshop no qual apresentou as técnicas que desenvolveu em seu doutorado em Computação Musical, que o permitiam controlar a projeção de vídeo por meio do som de seu instrumento, o pandeiro.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Eumir Deodato
3 Assis Valente
4 Chico Buarque
5 Noel Rosa
6 Dorival Caymmi
7 Tom Jobim
8 Lupicínio Rodrigues
9 Caetano Veloso
10 Romildo