Busca:

Sérgio Fonseca

Sérgio Fonseca
7/8/1944 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Sua primeira composição gravada foi "Meus outros anos" (c/ Dedé da Portela) por Sônia Lemos. Compôs com Dedé da Portela o samba-enredo "Petrópolis, o Palácio de Cristal" para o Bloco Carnavalesco Leão de Nova Iguaçu. No ano de 1978, com os músicos Paulinho Soares (seu parceiro musical) e Armando Alves, fez show em Nova Iguaçu declamando poemas. Suas composições foram gravadas por vários intérpretes, entre os quais o cantor e compositor Roberto Ribeiro, que em 1979, no LP "Coisas da vida", interpretou o sucesso "Partilha", em parceria com Romildo. Anos mais tarde, em 1992, a música foi regravada por Neguinho da Beija-Flor em dueto com a cantora Eliana de Lima. Ainda em 1979, Paulinho Mocidade gravou "Urubu de Belford Roxo" (c/ Noca da Portela). No ano seguinte, em 1980, Noca da Portela gravou, em seu disco "Mãos dadas", duas parcerias de ambos, "Lição" e "Choverando". No ano de 1982 Ana Clara interpretou "Clamor" (c/ Noca da Portela). No ano seguinte, sua composição "Tristeza postiça" (c/ Wilson Moreira) foi gravada por Roberto Ribeiro. Em 1984 Jorginho do Império em seu LP "Alma Imperiana", pela RGE, gravou "Na raça e no peito" (c/ Noca da Portela) e Chico da Silva incluiu em seu disco a música "Tá queimando", outra parceria sua com Noca da Portela. No ano posterior, em 1985, em seu disco "Festa do samba", pela gravadora Continental, Jorginho do Império gravou "Dádiva" (c/ Noca da Portela). No ano seguinte, em 1986, Agepê fez sucesso com uma composição sua em parceria com Romildo, "A Rainha Ginga". Ainda em 1986, Elizete Cardoso interpretou "Vento da saudade" (c/ Jorge Aragão) no LP "Luz e esplendor", lançado pela gravadora Arca Som. No ano de 1987, novamente Agepê, em disco lançado pela gravadora Philips, incluiu outra parceria sua com Romildo, "São Jorge da Costa da Mina". O mesmo cantor ainda gravou várias outras composições suas, como "Vira a moenda" e "Eu de novo", ambas em parceria com Romildo. No ano seguinte, em 1988, Noca da Portela gravou "Beco sem saída", parceria de ambos. No ano seguinte, em 1989, Zeca Pagodinho, no disco "Boêmio feliz", interpretou, de sua autoria, "Formiga miúda", em parceria com Wilson Moreira. Em  1990 Wilson Moreira, em seu disco "Okolofé", produzido para o mercado japonês, regravou "Formiga miúda". A música teve a participação especial de Zeca Pagodinho. No mesmo ano, Noca da Portela gravou "Preces", parceria de ambos, no disco "Brasilidade". Em 1991 Mara Maravilha gravou "Tomara" (c/ César Costa Filho e Marcos Neto). No ano de 1993 a Escola de Samba Beija-Flor classificou-se em terceiro lugar no Grupo Especial, com o enredo "Uni, duni, tê a Beija-Flor escolheu você", de sua autoria em parceria com Wilson Bombeiro e Edeor de Paula. Em 1995 a gravadora EMI compilou 22 sucessos no CD "O talento de Roberto Ribeiro", no qual foi incluída a música "Partilha". No ano de 1997 Roberto Lara convidou Catoni para uma participação especial em seu CD "Tomando de assalto", interpretando "Vertigem", uma de suas parcerias com Catoni. Em 2000 foi lançado para o mercado brasileiro pela gravadora Rob Digital o disco "Okolofé", de Wilson Moreira, no qual constou "Formiga miúda", parceria de ambos. Dois anos depois, em 2002, Roberto Lara regravou "Vertigem" (c/ Catoni) no CD "Em casa". No ano posterior, em 2003, suas composições "Choverando", "Lição" e "Beco sem saída", foram regravadas no disco "Noca da Portela - 51 anos de samba". Neste mesmo ano, criou o projeto "Brincando de roda", na Escola Brito Elias (em Mesquita), no qual se apresentaram Noca da Portela, Cida Moreno, Euclides Amaral, Délcio Carvalho, Luiz Carlos da Vila, Serginho Meriti, Adelzonilton, Toninho Gerais, Monarco e Trio Calafrio, entre outros. Em 2004 apresentou um programa sobre samba na rádio FM Cristal, em Mesquita, cidade da Baixada Fluminense. Neste mesmo ano coordenou o "Projeto Sérgio Fonseca Convida" no Zen Night Clube, no qual recebeu diversos convidados, entre eles Luiz Carlos da Vila. Ainda neste ano, ao lado do cantor Jairo Bráulio e do violonista Evandro Lima, apresentou todo domingo, no mesmo espaço, uma roda de samba no qual recebia diversos convidados. No ano de 2005 o grupo Casuarina regravou "Formiga miúda" (c/ Wilson Moreira) em CD lançado pela gravadora Biscoito Fino. No ano posterior, em 2006, Wilsinho Saravá lançou o CD "Sementes do samba", no qual incluiu parcerias de ambos Em 2007 no CD "Certidão" o grupo Casuarina incluiu duas composições de sua autoria: "Arco-Íris" (c/ Gabriel Azevedo) e "Tarja preta", em parceria com Délcio Carvalho. No ano de 2009 a cantora e pandeirista Clarice Magalhães, no CD "Meu saravá", regravou de sua autoria "Vertigem" (c/ Catoni) e "Juros de mora" (c/ Evandro Lima). No ano seguinte, em 2010, o parceiro Ernesto Pires lançou o CD "Mestiço" (Selo Olho do Tempo), no qual incluiu "Deixe eu ser feliz", parceria de ambos. Neste mesmo ano suas composições "Minha raiz" (c/ Romildo) e "Os arcos" (c/ Evandro Lima e Catoni), tendo a participação especial de Adelzon Alves, foram incluídas no CD "O canto da Baixada", de Bira da Vila. No ano de 2011 o grupo carioca Casuarina lançou, pelo selo Warner Music, o CD "Trilhos/Terra Firme", no qual foram incluídas de sua autoria as faixas "Pequenino" (c/ Daniel Montes e Gabriel Azevedo) e "Gravata" (c/ Daniel Montes e Gabriel Azevedo). No ano posterior, em 2012, sua composição "Marcha dos 4", em parceria com Ernesto Pires, foi incluída no CD "7º Concurso de Marchinhas Carnavalescas", da Fundição Progresso. No ano de 2013 lançou, em parceria com Ernesto Pires, o CD "Terra batida", com 20 composições da dupla, entre as quais "Classificado", "Fiel do tempo", "Conselho de classe", "Onda pequena", "Entre nós", "Arte do amor", "Ninguém dança só", "Roda-dança", "Lundu das Minas Gerais", "De palma e de pé", "Se tem que ir", "Sem mais nem menos", "Quebranto", "Rompendo o cerco", "Além dos dedos", "Coqueiro bom", "Alfarrábio", "Patutela", "Resposta do Arnesto" e "Deixa eu vadiar". O disco contou com a participação dos músicos Afonso Machado (bandolim, direção musical e arranjos), Tiago Machado (arranjos, violões e cavaquinho), Paulino Dias (percussão), Alexandre Bittencourt (sopros) e Ernesto Pires (voz). O show de lançamento do CD se deu em 2014, sendo dirigido por Mário Lago Filho, no SESC de Nova Iguaçu, com direção musical e violão de sete cordas de Evandro Lima e acompanhamento de Tiago Machado (cavaco e violões), Marcelo Bernardes (sopros) e Joe Luiz, Marcos Basílio e Alex Almeida (percussão). Ainda em 2014 Rogério Bicudo gravou algumas parcerias de ambos no CD "Amor lascivo". Neste mesmo ano, em parceria com Darcy Maravilha e Noca da Portela, foi o vencedor na escolha do samba para o Bloco do Barbas, com o tema "Biografias Não Autorizadas". No ano seguinte, em 2015, foi o autor homenageado na "IV Semana da Baixada", da UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro), em evento produzido pelo professor-doutor Otair Fernandes de Oliveira e o professor-doutor Walter Filé (UFRRJ), e ainda com a participação de vários parceiros musicais, tais como Vidal Assis e Ernesto Pires. Também aconteceram mesas redondas sobre diversos temas como cinema e poesia, sendo compostas por profissionais das referidas áreas, como a mesa "Escrever é transpiração - A literatura, a prosa, a poesia e as músicas de Sérgio Fonseca", composta pelo professor-doutor José Carlos (UERJ); Moduan Matus (poeta e escritor); professor e escritor Eleazar Diniz (cinema); Luciano da Beija-Flor (compositor); Maria Luisa Rodriguez (psicóloga e poeta), tendo como mediadora a professora Paloma Silveira. Logo após a mesa aconteceu uma roda de música e poesia com Rogério Costa, Ernesto Pires e Vidal Assis (músicos) e Sil Elizabeth, Moduan Matus, Marília Mattos, Liliane Amorim e Victor Loureiro (poetas). No ano seguinte, em 2016, Noca da Portela no CD "Homenagens" incluiu as composições "Obrigado meu samba" (Noca da Portela, Diogão Pereira e Sérgio Fonseca) e "Brasília", parceria de ambos. No ano de 2018 foi homenageado no programa "Quitanda Cultural" (emissora 94.1 FM RIO ex-Roquette Pinto), gravado ao vivo no auditório da emissora, por seu trabalho de poeta-letrista. Para isso os apresentadores e produtores Daniel Guerra, Roger Hitz e Jorge Ferreira viabilizaram o espetáculo "Uma Homenagem ao Mestre Sergio Fonseca", com as participações dos instrumentistas-cantores Bira da Vila, Gabriel Azevedo, Dandan Montes, Marcelo Martins de Marsillac, Clarice Magalhães e Vidal Assis, os quais interpretaram suas composições com diversos parceiros. Na ocasião, foi gravado um DVD com as performances e entrevistas destes convidados, além de outros presentes. Neste mesmo ano, de 2018, teve registrada sua composição "Plural da solidão" (c/ João da Paz) no CD "Coisas do interior", de Zilá Santos. Vários artistas gravaram suas composições, entre eles Xuxa ('Alerta' e 'Corrente do amor'), Elizeth Cardoso ('Vento de saudade'), parceria com Jorge Aragão; Zeca Pagodinho ('Formiga miúda'), Alcione e Leci Brandão ('Meu dia de graça'), Originais do Samba ('Canta, meu povo, canta'), Paulinho Mocidade ('É de maré'), Miltinho ('Palavras de preto velho'), Helena de Lima ('Carinho morno'), Mestre Marçal ('Bainha de punhal'), Zé Renato ('Recente viuvez'), Nadinho da Ilha ('Adeus suspenso' e 'Praias de pedra e pranto'), Sônia Lemos ('Meus outros anos', 'Malhas', 'Primeiro botequim’ e 'Canto nenhum'), Grupo Pirraça ('Palavra de preto velho'), As Paquitas ('Alegres Paquitas'), Léo Jaime, Marlene, Danilo Caymmi ('Um sonho maior'), Angélica e o Trem da Alegria ('Canção'), Élson do Forrogode ('Baile da barraca'), Dedé da Portela ('Tocaia', 'Palavra de mãe' e 'Palavra de preto velho'), Fabíola, Os Batuqueiros, TB Samba, Aroldo Santos, Dora Lopes, Banda dos Fuzileiros Navais, Eliana Pittman, Balão Mágico, Marquinhos Satã, Zaira, Renato Braz ("Canteiro de obra", com Wilson Moreira, no CD Quixote) e Luísa Maura, além de muitos outros, em suas mais de 200 músicas gravadas. Entre seus muitos parceiros constam Francis Hime, Paulinho Soares, Toninho Nascimento, Wilsinho Saravá, Cláudio Camunguelo, Nilton Barros, Luciano D'aoca, Santa Branca, Délcio Carvalho, Marcelo Menezes, Gabriel Azevedo, Jackson Martins, Zé Renato, Noca da Portela, Evandro Lima, Romildo, Dedé da Portela, Catoni, Ernesto Pires, João da Viola, Maneco do Império, Marcos Netto, Edeor de Paula, Vidal Assis, João da Paz, Rogério Bicudo, César Costa Filho, Romildo e Toninho Nascimento, entre outros.

Mais visitados
da semana

1 Elis Regina
2 Ronaldo Bôscoli
3 Noel Rosa
4 Irmãs Galvão
5 Caetano Veloso
6 Isolda
7 Tom Jobim
8 Luiz Gonzaga
9 Chitãozinho e Xororó
10 César Camargo Mariano