Busca:

Secos e Molhados



Dados Artísticos

Grupo vocal e instrumental de rock-MPB formado em 1972 na cidade de São Paulo. Apesar da sua breve duração, é considerado um dos grupos mais importantes do rock no Brasil. João Ricardo, jornalista nascido em Portugal com influências do rock, e Gérson Conrad, admirador do jazz e da Bossa Nova, buscavam um cantor que se adequasse ao seu projeto musical. Por intermédio de Luli, da dupla Luli & Lucinha, foram apresentados a Ney Matogrosso, que ingressou no grupo. Em 1973, o conjunto lançou seu primeiro disco, que vendeu 800 mil cópias. Com os rostos cobertos por pinturas e muita purpurina, seus integrantes, particularmente Ney, provocavam uma atmosfera andrógina, pouco usual no Brasil daquela época. No repertório do disco, destaque para o sucesso "O vira" (João Ricardo e Luli) e "Rosa de Hiroshima" (adaptação musical feita por Gérson Conrad para o poema homônimo de Vinicius de Moraes). No ano seguinte, o grupo lotou o Maracanãzinho (RJ), e o Ginásio Presidente Médici (Brasília), com suas apresentações ao vivo. Também em 1974, lançou seu segundo e último disco com a formação original, com destaque para "Flores astrais" e "Tercer mundo", vindo a dissolver-se ainda nesse ano.  Todos os ex-integrantes do grupo lançaram-se em carreira solo, sendo o mais bem-sucedido Ney Matogrosso.  No final dos anos 1970 e início dos 1980, João Ricardo tentou, com formações diferentes, retomar o conjunto, lançando dois LPs pela Philips, porém sem obter o mesmo sucesso.  Em 1981, a Continental lançou um disco ao vivo com a gravação feita no show do Maracanãzinho. Tributo: No ano de 2003 a gravadora Deck Disc prestou homenagem ao gupo reunindo vários artistas para a gravação do CD "Assim, assado - Tributo a Secos & Molhados", celebrando os 30 anos do lançamento do primeiro disco do grupo. No CD foram incluídas as faixas "Sangue Latino", com Nando Reis; "O Vira", com os grupos Falamansa e Maskavo; "O Patrão Nosso de Cada Dia", com Toni Garrido; "Amor", com a bnada Ira!; "Primavera nos Dentes", com Eduardo Dussek; "Assim Assado", com Capital Inicial; "Mulher Barriguda", com Pitty; "El Rey", com a bnada carioca Matanza; "Rosa de Hiroshima", com Arnaldo Antunes; "Prece Cósmica", com a banda Raimundos; "Rondó do Capitão", com a banda mineira Pato Fu; "As Andorinhas", o DJ Marcelinho da Lua, e ainda, a faixa "Fala", com o cantor Ritchie. No ano de 2019 foi lançada a biografia do grupo "Primavera nos dentes: a história dos Secos & Molhados", do jornalista Miguel de Almeida (Editora Três Estrelas). Neste mesmo ano, de 2019, foi lançado o volume "Moracy do Val Show" (WMF Martins Fontes), biografia em forma de almanaque do empresário do grupo, Moracy, escrita pelos jornalistas Celso Sabadim e Francisco Uchou.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Assis Valente
3 Dorival Caymmi
4 Nelson Gonçalves
5 Caetano Veloso
6 Nelson Cavaquinho
7 Tom Jobim
8 Chico Buarque
9 Elza Soares
10 Noel Rosa