Busca:

Sarah Benchimol

Sarah Benchimol
17/5/1950 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira da década de 1970, destacando-se como compositora em festivais de música.

Nessa época, gravou seu primeiro disco, lançado pela gravadora EMI. A partir de então, começou a ter canções de sua autoria registradas por vários artistas.

Na década de 1980, suas composições “Momento” e “Descaminhos”, ambas com em parceria com Joanna, ocuparam os primeiros lugares nas paradas de sucesso. Sua parceria com a cantora teve continuidade em dezenas de outras canções.

Em 1981, Maria Bethânia incluiu sua música “Campo verde” (c/ Rosinha de Valença) no repertório do show “Estranha forma de vida”. A partir de então, a compositora começou a se dedicar também à composição de trilhas para musicais adultos e infantis, como “Blue jeans”, dirigido por Wolf Maya, “Ela é Bárbara”, dirigido por Cecil Thirée, “O direito de rir e rir”, dirigido por Bruno Mazzeo, “Marlene, te pego pela palavra”, dirigido por Hermínio Belo de Carvalho, e “Yentel”, dirigido por Cininha de Paula, além de “Estranha forma de vida”, dirigido por Fauzi Arap.

Foi responsável pela direção musical dos seguintes espetáculos: “Entre amigas”, dirigido por Cecil Thirée; “Fafy Siqueira ou não queira”, dirigido por Chico Anysio; “O homem da pizza”, dirigido por Cininha de Paula; “TV Sátira”, dirigido por Heloisa Perissé; “Um dia serei notícia”, dirigido por Jorge Fernando; “A verdadeira história de Beatriz Alzira, dirigido por Sandra Pêra; e “Eu conto, vocês cantam”, dirigido por André Lucas.

Assinou a trilha sonora e a direção musical dos seguintes espetáculos infantis: “A Bela Aborrecida”, dirigido por Edwin Louise e Flávio Marinho; “A Fera e a Bela”, dirigido por Guilherme Karan; “A volta do Chico Mau”, dirigido por Cininha de Paula; “Ali Babá e os Quarenta Ladrões”, dirigido por Wolf Maya; “As aventuras de Pinóchio”, dirigido por Regiana Antonini; “Desenhos animados”, dirigido por Paulo Afonso de Lima; “Uma Dama e um Vagabundo”, dirigido por Marcelo Saback; e “Oxgênios O Show”, dirigido por Angela Mattos e Miguel Bellini. Foi indicada por três vezes ao Prêmio Coca-Cola de Teatro, pelos espetáculos “Alí Babá e os Quarenta Ladrões”, “A volta do Chico Mau” e “As aventuras de Pinóchio”.

Convidada por Billy Bond, compôs a trilha de abertura e assinou a direção musical do programa “Pintando o sete” (TV Record/SP). Foi responsável também pela direção musical do programa infantil “Zip Zap” (TV Portugal).

Em 1998, lançou, no programa “Planeta Xuxa”, o grupo musical infantil Oxgênios.

Participou das trilhas sonoras das seguintes novelas: “Pai Herói” (Rede Globo), com a canção “Loucura”; “Cambalacho” (Rede Globo), com a canção “Estrela de bastidor”; “Metamorphoses” (TV Record), com a canção “Jóia rara”; e “Celebridade” (Rede Globo), com a canção “Fama”.

Compôs a trilha sonora do curta-metragem “Urubus e Papagaios”.

Constam da relação dos intérpretes de suas canções vários artistas, como Cauby Peixoto (“Loucura”), Nana Caymmi (“Clara paixão”, com Rosinha de Valença e Nonato Buzar), Ângela Maria (“Lili Bolero”), Xuxa (“Marquei um xis”), Sandy e Junior (“Rap do aniversário”), Alcione, Emílio Santiago, Marlene, Martinho da Vila, Zezé Motta, Adriana Ribeiro, Carmem Costa, Fabíola, Faffy Siqueira, Isabella Taviani, Joanna e Maria Creuza, entre outros artistas.

Mais visitados
da semana

1 Caetano Veloso
2 Hermeto Pascoal
3 Dorival Caymmi
4 Tom Jobim
5 Jackson do Pandeiro
6 Nelson Cavaquinho
7 Roberto Carlos
8 Cartola
9 Luiz Gonzaga
10 Nelson Gonçalves