Busca:

Sandro Bacelar

Sandro Bacelar Martins
28/2/1966 Manaus, AM

Dados Artísticos

Em 1982 lançou um compacto duplo intitulado "Obstáculos", com as composições "Adolescência" (Júlio Freitas e Clayder Chaves), "Domingo de sol" (c/ Antônio Carlos) e "Mundo moderno", somente do próprio cantor, além da faixa-título "Obstáculos", de autoria de Romano Santos e Júlio Freitas. No ano 2000 lançou outro compacto duplo, desta vez com o título de "Pirarublue", no qual interpretou as faixas "Elos" (c/ Flávio Carneiro), "Da janela" (c/ Binho), "Identificando-se" (c/ Romano Santos) e "Primavera de serra e mar", parceria com Gioconda e Bado, com interpretação da cantora Ceiça Farias. O disco foi lançado oficialmente em show no "Festival Internacional de Campos do Jordão", espetáculo este em dupla com a cantora Gioconda. No disco, contou com a participação especial do guitarrista Cláudio Venturini, integrante da banda minieira 14 Bis. Em 2006 lançou o CD "Canta Noel Acústico", interpretando alguns dos clássicos do compositor carioca, contando ainda coma a participação especial de Miele e da cantora Gioconda na faixa "Conversa de botequim". No ano de 2015 lançou o CD "Alegrar sua saudade",  no "13º Festival Brasiliano de Música de Bologna - Itália", disco no qual interpretou as composições "Coração de passarinho" (Sandro Bacelar); "A cor do futuro" (Zezinho Maranhão); "Não vou sair" (Celso Viáfora); "Passarinheiro" (Jean Garfunkel e Pratinhas); "Terreiros" (Laio); "Iconoclasta" (Augusto Silveira); "Matança" (Augusto Jatobá); "Beiradão" (Waldson Pinheiro e Mávilo Melo); "Por onde" (Kleber Albuquerque e Tatá Fernandes); "Florzinha" (Binho) e "O plantador" (Sérgio Espíndola e Ciro Pinheiro), além de uma versão remix da faixa "Iconoclasta". No disco contou com a participação especial do baixista Sérgio Espíndola, e dos músicos Adriano Magoo (arranjos, vocais, teclados e sanfona), Sérgio Arara (violões de aço e nylon, guitarras e cavaquinho), Bré (percussões e efeitos) e Daniel Costa (flauta transversal e trompete com surdina), além do próprio Sandro Bacelar na voz e no violão de nylon. No ano seguinte, em 2016, a faixa "Matança", de autoria de Augusto Jatobá, tornou-se o primeiro clipe do artista, com produção do Selo Guitarra Brasileira; direção e câmera de Mariana Parreira; roteiro de Glauber Zan; produção e câmera de Maria Tereza, tendo como assistente de produção o guitarrista Renato Piau.

Mais visitados
da semana

1 Chitãozinho e Xororó
2 Festivais de Música Popular
3 Caetano Veloso
4 Hermeto Pascoal
5 João Gilberto
6 Tom Jobim
7 Noel Rosa
8 Dorival Caymmi
9 Luiz Gonzaga
10 Chico Buarque