Busca:

Ronaldinho do Cavaquinho

Ronaldo da Conceição Junior
14/11/1971 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Em 1993 iniciou carreira profisssional como cavaquinista no grupo Persona, especilizado em clássicos do samba-canção e seresta. Por essa época, passou a atuar ao lado de grandes instrumentistas tais como Zé da Velha e Silvério Pontes, sempre em seu instrumento, o cavaquinho.
Como cavaquinista atuou em shows e gravações de renomados artistas, destacando-se Ademilde Fonseca, Beth Carvalho, Monarco, Guilherme de Brito, Paulo Marquês, Déo Rian, Ronaldo do Bandolim e Jorginho do Pandeiro.
Lançou o CD "Ronaldinho do Cavaquinho interpreta Pétalas de MPB", com acompanhamento do grupo Nós no Choro (integrado por João Rafael, na  percussão), Ricardo Calafate, no violão de 6 cordas, Dudu de Oliveira, na flauta e Daniel Neves no violão de 7 cordas). No CD foram incluídos "As rosas não falam" (Cartola); "Serra da Boa Esperança" (Lamartine Babo);  "Vai ser tão fácil" (Ivor Lancelloti); "Manhã de carnaval" (Luís Bonfá e Antônio Maria); "Lamentos" (Pixinguinha); "Carolina" (Chico Buarque); "Ave Maria" (Bach e Gounod); "My way" (Claude François, Jacques Revaux, Gilles Thibault e Paul Anka); "Camundongo" (Waldir Azevedo e Risadinha do Pandeiro); "Naquela mesa" (Sergio Bittencourt); "Chiquita" (Waldir Azevedo); "Modinha" (Sergio Bittencourt); "Cantiga por Luciana" (Edmundo Souto e Paulinho Tapajós) e de sua autoria "Um chorinho na Cariobrasa", em parceria com Dudu de Oliveira.
Como integrante do grupo Nós no Choro lançou o CD "Nós no Choro - Originalmente, Choro!", que além dos músicos integrantes do grupo (Ronaldinho do Cavaquinho, Valter Silva e Netinho, no pandeiro), ainda contou com as participações especiais de Carlito (violão de 6 cordas), Zé Calixto (sanfona), Dudu (flauta) e Brás (acordeon). No CD foram interpretadas "Pedacinhos do céu" (Waldir Azevedo); "Atrevido" (Waldir Azevedo); "Apanhei-te cavaquinho" (Ernesto Nazareth); "Doce de coco" (Jacob do Bandolim); "Minhas mãos, meu cavaquinho" (Waldir Azevedo); "Ave Maria" (Erotides de Campos e Jonas Neves); "A noite do meu bem" (Dolores Duran); "Chão de estrelas" (Silvio Caldas e Orestes Barbosa); "Noites cariocas" (Jacob do Bandolim); "Na baixa do sapateiro" (Ary Barroso); "Você, carinho e amor" (Waldir Azevedo); "Brasileirinho" (Waldir Azevedo) e "Brisa do vale", de sua autoria.
Lançou, ainda integrando o Nós no Choro, o CD "Nós no Choro Vol. 1" (Ronaldinho do Cavaquinho, Valter Silva e Netinho) no qual todas as composições foram de sua autoria, exceto "Manhoso", de Miro do Cavaco. Entre suas composições interpretadas no disco destacam-se "Apimentado", "Uma noite em Conservatória", "Para Carol", "O gato e o rato", "Forró do Paul", "Magoando", "Laços eternos", "Ronde pour Eve", "Foi assim", "Feito pra ela", "Uma valsa para Soninha" e "Conversando em fá+". O CD também contou com as particpações especiais de Charles da Costa (violão de seis), Jorginho do Época de Ouro no pandeiro e Celsinho Silva tocando tamborim, além do acordeonista Agostinho Silva no choro-canção "Para Carol", composta por Ronaldinho do Cavaquinho em homenagem a própria filha.
Em 2007 lançou, em parceria com o violonista Amaury Azevedo (violão de sete cordas), o CD "Sentimentos". No CD foram incluídas as faixas "Deusa de minha rua" (Newton Teixeira e Jorge Faraj); "Mágoas de cavaquinho" (Waldir Azevedo e Fernando Ribeiro); "Inesquecível" (Paulinho da Viola); "Apelo" (Baden Powell e Vinicius de Moraes); "Ave Maria" (Schubert); "Choro negro" (Paulinho da Viola); "Ingênuo" (Pixinguinha e Benedito Lacerda); "Asa branca" (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira); "Você, carinho e amor" (Waldir Azevedo); "Evocação de Jacob" (Avena de Castro) e "Ave Maria" (Bach e Gounod). Ainda em 2007 o grupo Nós no Choro, do qual é um dos fundadores, integrado por Ronaldinho do Cavaquinho (cavaquinho), Dudu da Flauta (flauta) Valter 7 Cordas (violão de ste cordas), Carlito (violão de 6) e Joãozinho do Pandeiro (pandeiro), apresentou-se na "X Grande Noite de Chorinho", na cidade de Conservatória, ao lado de artistas como Zé da Velha, Silvério Pontes, Ademilde Fonseca, Déo Rian e  Conjunto Época de Ouro, entre outros.
Como instrumentista apresenta-se regularmente nas "Noites de Chorinho", realizadas anualmente na Praça da Matriz de Conservatória, distrito de Valença, cidade do Rio de Janeiro. Ali, orgulha-se sempre de homenagear Waldir Azevedo, a quem considera sua máxima influência e seu ídolo muiscal.
Integra o duo Originais do Choro, ao lado do flautista Eduardo Coelho de Oliveira (Dudu da Flauta), com o qual se apresenta em diversos eventos pelas cidades do interior do Rio de Janeiro, principalmente no evento "Serenoite", definido como uma reunião musical que ocorre em Conservatória às sextas-feiras e sábados na Travessa Geralda Fonseca - também chamada Rua da Seresta ou Beco da Felizarda.
Em 2008 o grupo Nós no Choro, do qual é o solista, apresentou-se em noite de chorinho e seresta no Largo da Mãe do Bispo, na sede do Instituto Cultural Cravo Albin, na Urca, Zona Sul do Rio de Janeiro. Ainda no segundo semestre desse ano, o crítico Ricardo Cravo Albin fez dois programas seguidos na Rádio MEC (AM e FM), entrevistando-o e tocando seus discos. Neste mesmo ano apresentou o show "Energia Instrumental" em nove lugares diferentes.
No ano de 2009 fez o show "Tributo a Waldir Azevedo" no Teatro SESI, depois levado para o Teatro do Centro Cultural Light. Neste mesmo ano também apresentou o espetáculo "Waldir Azevedo por Ronaldo do Cavaquinho" em oito cidades do Estados do Rio de Janeiro.
Em 2010 apresentou o show "Choro Aperitivo" em nove cidades do interior do Rio de Janeiro.
No ano de 2011 fez 16 apresentações do show "Choro Aperitivo", entre as quais no Centro Cultural da Light, inclusive com o lançamento do DVD homônimo.

Mais visitados
da semana

1 Festival da Música Popular Brasileira (TV Record)
2 Sant'Anna
3 Noel Rosa
4 Festivais de Música Popular
5 Hermeto Pascoal
6 Moacir Bedê
7 Gilberto Gil
8 Nelson Cavaquinho
9 Candeia
10 Caetano Veloso