Busca:

Roger Henri

Roger Henri Barroso Huthmacher
22/5/1955 Niterói, RJ

Dados Artísticos

Em 1978, compôs a trilha sonora do curta metragem "O mágico", de Luiz Bandeira de Mello. Entre os anos de 1981 e 1984, assumiu a direção musical de festivais no Estado de Minas Gerais. Em 1981, foi também arranjador e regente, pela Gravadora RGE, no Festival da Canção da TV Globo. Nessa época, atuou como produtor musical e arranjador em discos das gravadoras RGE, RCA, PolyGram e Som Livre. Entre 1983 e 1986, fez a direção musical de shows na Sala Funarte, no Rio de Janeiro. Na segunda metade da década de 1980, realizou diversos trabalhos, incluindo a criação e produção de jingles e trilhas para comerciais e documentários pela Timbre Som e Imagem Ltda., e apresentações como tecladista, arranjador e compositor acompanhado por banda, na série instrumental da Sala Funarte e Jazzmania, no Rio de Janeiro, em São Paulo, no Maksoud Plazza (150 Night Club), e em Curitiba, no Teatro Bento Munhoz/ Guairão. Em 1989, elaborou arranjos para a orquestra Harmônicas de Curitiba. No ano de 1983, passou a trabalhar para a Rede Globo de Televisão, onde atuou até 1990 como maestro e produtor musical responsável pela criação de várias assinaturas musicais para vinhetas da emissora, como compositor de trilhas para o programa jornalístico semanal "Globo Repórter", incluindo arranjos e regências para a orquestra da Rede Globo. De 1990 a 1995, foi o produtor e arranjador de discos com trilhas de telenovelas e minisséries da Rede Globo pela gravadora Som Livre. Criou ainda trilhas incidentais e composições orquestradas de temas para telenovelas e minisséries. Na mesma emissora, foi, até 1995, responsável pela criação e produção de trilhas e aberturas para programas especiais de jornalismo, "Retrospectivas", apresentados anualmente. Ainda na Rede Globo, foi, de 1991 a 1998, responsável pela produção musical do programa "Globo Repórter" e pela composição e orquestração de temas para o programa "Fantástico". Realizou ainda a produção musical, arranjos e composições para novelas e séries desta emissora, como "Memorial de Maria Moura", "Engraçadinha" e "Decadência".

Nesse período, fez arranjos e produção musical para discos das gravadoras RGE, Continental e Som Livre. Nesta última, realizou os arranjos para o disco "Tributo a um campeão", em homenagem ao piloto Ayrton Senna. Fez ainda a composição, os arranjos e a direção musical para o longa-metragem "Era uma vez", do cineasta Arthuro Uranga. Compôs jingles e trilhas para comerciais, documentários, programas de TV de partidos políticos e campanhas eleitorais e publicitárias para o governo federal pela RH Produções Ltda. Ainda na Rede Globo, fez a criação e produção da trilha sonora do programa "No limite", entre1998 e 2000, a criação da trilha incidental e produção musical da novela "Força de um desejo", e a criação da trilha incidental e produção musical da novela "Anjo mau". Foram mais de 1.600 músicas veiculadas em trilhas sonoras da Rede Globo no decorrer de sua carreira. Faz parte também do seu currículo profissional a direção musical dos shows dos artistas Leila Pinheiro e Sérgio Ricardo, Carmem Costa, e Fátima Guedes. Atuou também em shows com Ney Matogrosso e tem músicas gravadas por Daniela Mercury, Nana Caymmi, Simone, Sandra de Sá, Rosa Maria e Danilo Caymmi. Foi o autor do arranjo do Hino Nacional, gravado por Fafá de Belém e do arranjo de música inédita de Tom Jobim para o documentário "Pelé". Como arranjador, realizou trabalhos para discos de Xuxa, Nana Caymmi, Danilo Caymmi, Fafá de Belém, Fagner, Daniela Mercury, Pery Ribeiro, Sílvio Cézar, Dorival Caymmi e Leila Pinheiro, entre outros.

Mais visitados
da semana

1 Mayck e Lyan
2 Gilberto e Gilmar
3 Aldir Blanc
4 Adelmário Coelho
5 Tiee
6 Rick e Renner
7 Música Sertaneja
8 Hermeto Pascoal
9 Cacaso
10 Noel Rosa