Busca:

Rodrigo Santos

Rodrigo Santos
1964 Rio de Janeiro, RJ

Não deixe de ver:

Dados Artísticos

Surgiu na cena musical carioca em meados na década de 1980, quando tocou com Lobão, Blitz, Kid Abelha, Léo Jaime, João Penca & Os Miquinhos Amestrados, entre outros. No ano de 1991 Lobão, no disco "O inferno é fogo", incluiu a composição "Que língua falo eu", parceria de Lobão, Rodrigo Santos e Tavinho Paes. Neste mesmo ano participou "Rock in Rio", como baixista da banda do cantor Lobão. No ano seguinte, em 1992, substituiu o baixista Dadi Carvalho no grupo de rock Barão Vermelho. Em 1994 o grupo Barão Vermelho gravou de sua autoria "Vida frágil" (c/ Frejat e Dulce Quintal). Neste mesmo ano fundou a banda Os Britos, grupo de roqueiros de várias bandas cariocas, entre os quais o saxofonista George Israel (Kid Abelha), o baterista Guto Golfi (Barão Vermelho) e o guitarrista Nani Dias, banda que se apresenta fazendo releituras de composições dos Beatles. Foi um dos fundadores da banda Front. No ano posterior, em 1995, ainda integrando o Barão Vermelho, fez a abertura do show dos Rolling Stones no Brasil. No ano seguinte, em 1996, como integrante do Barão Vermelho, gravou o disco "Álbum", do qual se destacou o sucesso  "Malandragem, dá um tempo" (Adelzonilton, Popular P. e Moacyr Bombeiro), samba originalmente lançado por Bezerra da Silva e regravado em ritmo de rock pela banda. Desse ano em diante fez carreira como baixista da banda e participou de todos os discos, gravando em 1998 o CD "Puro êxtase" no qual foi incluída a faixa "O sono vem", de sua autoria. Em 1999 houve a parada estratégica do grupo, quando da gravação do CD "Balada MTV". No ano de 2001, integrando a banda Barão Vermelho, participou do  "Rock in Rio". No ano de 2004, com o retorno do Barão Vermelho, voltou às atividades de baixista da banda, com a qual lançou o CD "Barão Vermelho", no qual figurou sua composição "Cara a cara", em parceria com Guto Golfi. No ano posterior,em 2005, gravou no Circo Voador o CD "MTV ao vivo", lançado no ano seguinte, em 2006, em show no Canecão, no Rio de Janeiro. Neste mesmo ano, de 2006, ganhou medalha de honra das mãos do príncipe da Inglaterra, por serviços prestados ao Reino Unido através da música com o DVD "Os Britos Cantam Beatles", gravado na Inglaterra, incluindo três shows no Cavern Club, principal reduto dos Beatles no início da carreira do grupo. No ano de 2007 lançou, pela gravadora Som Livre, o primeiro disco solo de nome "Um pouco mais de calma", do qual se destacam as composições "Pão duro", tema da novela "Sete Pecados", da Rede Globo; "Tempos difíceis", "Que língua falo eu" (c/ Lobão e Tavinho Paes), "Quem não viu", "A vida não dói", e ainda "Nunca desista do seu amor", com clipe muito veiculado na MTV. O disco ainda trouxe, todas de sua autoria, a composição "Cidade partida",  inspirada na morte do menino João Hélio (caso que chocou o Brasil pela brutalidade) e ainda outra composição, "Carta para nós", adaptação de Rodrigo Santos e do poeta Mauro Santa Cecília para  uma carta do sociólogo Betinho endereçada à Maria, mulher do sociólogo. Ainda em 2007 lançou o CD "Um pouco mais de calma" no Espaço Cinemathèque JamClub, em show no qual contou com participação especial de Érika Martins (ex-Penélope), Leoni, e Dado Villa-Lobos. Neste mesmo ano de 2007, com Ezequiel Neves e Guto Golfi, lançou o livro "Barão Vermelho - Por que a gente é assim?". Em 2009 lançou o CD "O diário do homem invisível", destacando-se a faixa-título composta em parceria com Leoni, além da composição "Não vá". No ano seguinte lançou a coletânea "Waiting on a friend", na qual interpretou composições de Bob Dylan, Neil Young, Gilberto Gil, Caetano Veloso, U2, George Harrison, John Lennon e Paul McCartney, além de contar com as participações de Isabella Taviani, Zé Ramalho e de integrantes do Barão Vermelho. No ano de 2011, em carreira solo, apresentou-se no palco "RockStreet" do "Rock In Rio IV". No ano seguinte, em 2012, lançou no Teatro Rival BR, no Rio de Janeiro, o DVD "Ao Vivo em Ipanema", no qual interpretou composições de sua autoria, tais como "Trem Bala", "7 vidas", "Quem não viu" (c/ C. Rabbah), "Não vá", "Bom dia alegria" (c/ José Alino Alencar), "O diário do homem invisível" (c/ Leoni), "Estrangeiro" (c/ Mauro Santa Cecília), "Você não entende o que é o ammor" (c/ Marília Bessy), "Um pouco mais de calma" (c/ Frejat), "Nunca desista do seu amor" e o "O sono vem", além de regravar "Na rua, na chuva, na fazenda" (Hyldon), "Maior abandonado" (Frejat e Cazuza), "Helpless" (Neil Young), "Knockin' on heavens door" (Bob Dylan), "A dois passos do paraíso" (Evandro Mesquita e Ricardo Barreto), "Corações psicodélicos" (Lobão, Júlio Barroso e Bernardo Vilhena), "Positivelly 4th street" (Bob Dylan), "Pro dia nascer feliz" (Frejat e Cazuza), "Can't get no - Satisfaction" (Richards e Jagger), "Sangue latino" (João Ricardo e Paulinho Mendoça), "Waiting on a friend" (Jagger e Richard), "Pop star" (Leandro) e "Holidays in the sun", de Johnny Rotten, Sid Vicious, Steve Jones e Paul Cook. Gravado ao vivo no Teatro Ipanema, a gravação contou com Rodrigo Sanntos (voz, violão e baixo), Fernando Magalhães (guitarra e vocal), Kadu Menezes (bateria e programações), Humberto Barros (teclados e vocal) e Jorge Vallladão (baixo), além das participações especiais de Isabella Taviani, Ney Matogrosso, Leoni, Milton Guedes, Frejat, Leoni, Léo Jaime, Pepeu Gomes, Evandro Mesquita, Rogério Meandra, Chris Pitman (tecladista da banda americana Guns n' Rose) e a banda João Penca & Os Miquinhos Amestrados. Neste mesmo ano de 2012 o cantor participou do programa "Agora no Ar", apresentado ao vivo e com auditório por Ricardo Cravo Albin pela rádio Roquettte-Pinto FM, onde falou sobre a carreira e executou alguns de seus sucessos. No ano de 2013, com produção de Nilo Romero, lançou o CD "Motel Maravilha", do qual se destacou a faixa "Me dê um dia a mais", composta em parceria com o inglês Andy Summer, da banda The Police, além da faixa-título, composta em parceria com George Israel e Mauro Santa Cecília. O disco foi lançado em show no Teatro Oi Casagrande, no Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro. No ano posterior, em 2014, fez com Andy Summers seguidas turnês por várias cidades brasileiras.  Em 2015 lançou o DVD e CD "A Festa Rock Vol.1 Ao vivo", no qual interpretou sucessos do gênero de vários autores brasileiros. No ano de 2016 fez shows de lançamento do DVD "Ao Vivo Em Ipanema" e do "Festa Rock Vol. 1". Durante a carreira de baixista trabalhou em shows e gravações com Lobão, Léo Jaime, João Penca e Os Miquinhos Amestrados, Blitz e Kid Abelha, dentre outros. Também participou de quatro festivais "Hollywood Rock", além de ter composto mais de 70 músicas, cerca de dez delas em parceria com Andy Summer. Lançou em carreira solo seis CDs e dois DVDs.

Mais visitados
da semana

1 Música Sertaneja
2 Dorival Caymmi
3 Caetano Veloso
4 Lupicínio Rodrigues
5 Tom Jobim
6 Noel Rosa
7 Hermeto Pascoal
8 Assis Valente
9 Dona Ivone Lara
10 Chico Buarque