Busca:

Rodrigo Garcia Lopes

Rodrigo Garcia Lopes
2/10/1965 Londrina (PR)

Dados Artísticos

Aos 14 anos realizou sua primeira composição, o tango “Fracassado”, com o qual ganhou um festival de música em Londrina (PR), em 1981.
A partir de 1982 foi responsável por traduções e introduções de poetas norte-americanos e europeus em muitas publicações brasileiras. Publicou os livros “Leaves of grass/ Folhas da relva”, de Walt Whitman (Iluminuras, 2005) e “Ariel”, de Sylvia Plath (Venus Editora, em parceria com Cristina Macedo, 2007). Em parceria com Maurício Arruda Mendonça, realizou as traduções “Sylvia Plath: Poemas” (Iluminuras, 1990) e “Iluminuras: Gravuras Coloridas”, de Arthur Rimbaud (Iluminuras, 1994). Traduziu e organizou os livros “Mindscapes: Poemas de Laura Riding” (Iluminuras, 2004) e “O navegante” (“The seafarer”, do anônimo anglo-saxão, Lamparina, 2004).
No ano de 1985 morou em Londres (Inglaterra), onde trabalhava como ilegal em restaurantes e tocava músicas brasileiras pelas ruas.
Em 1997 lançou, pela editora Iluminuras, o livro “Vozes & Visões: Panorama da arte e cultura norte-americanas hoje , com 19 entrevistas com personalidades da cultura e literatura norte-americana como John Cage, Allen Ginsberg, Marjorie Perloff, Charles Bernstein, Laurie Anderson, Amiri Baraka, John Ashbery, Nam June Paik e William Burroughs, entre outros.
Como poeta, publicou os livros “Solarium” (1994), “Visibilia” (1996), “Plivox” (2001), “Nômada” (2004), “Estúdio Realidade” (2013).
Teve poemas incluídos em antologias no Brasil e no exterior. Em 2001 o poema “Stanzas in Meditation” (do livro “Visibilia”) foi incluído na antologia “Os cem melhores poemas brasileiros do século” (Objetiva, 2001), organizada por Ítalo Moriconi.
Em 2000 a música “Solidão”, de sua autoria com o compositor paulistano Madan, conquistou o “Festival MPB Londrina”.
Em 2001 lançou-se como compositor, violonista e cantor, com o CD “Polivox”, com 14 faixas, reunindo músicas, poemas e poesias recitadas. O disco contou com arranjos de Sidney Giovenazzi e com as participações dos músicos Marco Scolari e Neuza Pinheiro. O show homônimo foi apresentado em várias capitais brasileiras destacando-se os projetos “Prata da Casa”, do SESC Pompeia (SP); “CEP 20.000” (Centro de Experimentação Poética - RJ); “Seis e Meia”, do Santander Cultural (Porto Alegre - RS); “Outros Bárbaros”, do Itaú Cultural (SP); os festivais “FILO” (Festival Internacional de Londrina - PR) e “A Moving Feast”, realizado na Brown University (Rhode Island - Estados Unidos), em 2007.
A partir de 2002 foi um dos editores da revista de literatura e arte “Coyote”, ao lado de Ademir Assunção e Marcos Losnak.
Em 2007 foi responsável, ao lado de Rodrigo Grota, pelo roteiro do filme “Satori Uso”, inspirado em sua obra e em seu heterônimo nipo-brasileiro criado em 1985. O filme foi vencedor de três prêmios no “Festival de Cinema de Gramado”.
Em 2009 apresentou o show “Canções do Estúdio Realidade”, dentro do projeto “Prosódias”, no SESC Vila Madalena (SP) e no encerramento do “Londrix”, em Londrina (PR).
Em 2011 realizou o show “Canções de nós mesmos” no SESC Araraquara (SP), no encerramento da “Semana Internacional Walt Whitman”.
Em 2013 lançou o CD “Canções do Estúdio Realidade”, com o apoio do PROMIC (Programa Municipal de Incentivo à Cultura da Prefeitura de Londrina - PR). O disco incluiu 12 faixas de sua autoria, dentre as quais “Adeus” (c/ Paulo Leminski), “Butterfly” (c/ Neuza Pinheiro), “Iluminações” (c/ Bernardo Pellegrini) e “Ninguém Melhor que Ela”, versão de “Nobody Does it Better” (Carole Bayer Sager e Marvin Hamlisch). O álbum contou com arranjos e direção musical de André Siqueira.
Já se apresentou ao lado de músicos como Mané Silveira, Therciano Albuquerque, Walmor Góes, Eduardo Batistella, André Vercelino, Bernardo Pellegrini, André Siqueira, entre outros.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Assis Valente
3 Dorival Caymmi
4 Nelson Gonçalves
5 Caetano Veloso
6 Nelson Cavaquinho
7 Tom Jobim
8 Elza Soares
9 Chico Buarque
10 Noel Rosa