Busca:

Ritchie

Richard David Court
6/5/1952 Beckenham, Inglaterra

Dados Artísticos

Começou a sua carreira ainda em Londres, tocando flauta em vários grupos de rock, entre eles o Everyone Involved, com o qual gravou o LP "Either/Or", em 1972. Nessa época, foi apresentado a Rita Lee, Liminha e Lúcia Turnbull, que o convidaram para conhecer o Brasil. Nesse mesmo ano, veio para este país, onde fixou residência definitivamente.

Participou de vários conjuntos, entre os quais Scaladácia, Soma, A Barca do Sol e Vímana.

Em 1980, voltou a Londres, onde atuou, como vocalista e arranjador, no LP "Let the Thunder Cry", de Jim Capaldi.

Tornou-se conhecido do grande público quando iniciou sua carreira solo, em 1983, depois de ter enviado para a CBS uma fita com 17 músicas em parceria com Bernardo Vilhena. A gravadora gostou do trabalho e, no mesmo ano, lançou um compacto simples contendo "Menina veneno", que vendeu 500 mil cópias. Nesse mesmo ano, lançou o LP "Vôo de coração", que emplacou vários sucessos, como "Pelo interfone", "Pra conversar", "Casanova" e, principalmente,"Menina veneno", uma das músicas mais tocadas nos meios de comunicação no ano de 1983.

Em 1984, gravou o LP "E a vida continua". Nesse ano, foi contemplado com o Troféu Imprensa, na categoria Cantor do Ano. Em seguida, montou uma banda com Nico Rezende (teclados), Torquato Mariano (guitarras), Fred Maciel (bateria), Nilo Romero (baixo), Chico Sá (sax), Mariza Fossa & Sonia Bonfá (vocais), com a se apresentou em mais de 140 cidades brasileiras. Nesse ano, o LP "Vôo de coração" ultrapassou a marca de um milháo de discos vendidos.

Em 1985, lançou o LP "Circular". Nesse mesmo ano, participou, ao lado de outros artistas, do LP "A música em Pessoa", para o qual compôs "Meantime", sobre poema de Fernando Pessoa. Nesse mesmo ano, participou do clipe promocional de Mick Jagger "Running Out of Luck".

Ainda na década de 1980, gravou os LPs "Loura & mágica" (1987) e "Pra ficar contigo" (1988).

Atuou, como convidado especial, em discos de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Lulu Santos e Kid Abelha, entre outros.

Em 1990, lançou o CD "Sexto sentido".

Teve diversas músicas escolhidas para temas de novelas de televisão. Em 1986, "Transas" (Nico Rezende e Paulinho Lima), incluída na novela "Roda de fogo" (Rede Globo), foi premiada com o Troféu Villa-Lobos como o compacto mais vendido do ano. Outras canções de sua autoria utilizadas em trilhas de novelas foram "Casanova", "Só pra o vento", "Coisas do Coração", "Mais você" e "Um homem em volta do mundo", esta última gravada especialmente para a novela "Cara e Coroa" (Rede Globo, 1996).

Em 1993, formou, juntamente com Vinicius Cantuária, Cláudio Zoli, Billy Forguieri, Dadi e Mú Carvalho, a banda Tigres de Bengala, com a qual lançou CD homônimo, contendo suas composições "Só eu e mais ninguém", "Agora ou jamais", "Miragens", "Estrela do mar", "Arrastão" e "Maria Alice", todas com Vinícius Cantuária, "Elefante branco" (c/ Vinícius Cantuária e Evandro Mesquita) e "Dani" (c/ Vinícius Cantuária e Mú Carvalho).

Paralelamente à sua atuação artística, atua também na área de multimídia, tendo realizado gravações para projetos educacionais em CD Rom, como "MPB para Crianças", e a produção de arquivos MIDI de ritmos brasileiros para Keyfax Software (a série Twiddly Bits) com o baterista Alfredo Dias Gomes. Constam de seu currículo de webdesigner a "Vitrola Virtual", parte integral do site do compositor e cantor Lulu Santos e uma parte do site do poeta Carlos Drummond de Andrade. Como websound designer, foi contratado em 1999 por Thomas Dolby, fundador da Beatnik Inc., para desenhar e implementar a sonorização dos websites da Yahoo! Digital e Beatnik. Assinou, também, a Usinacifras, da Usina do Som.

Em 2002, lançou o CD "Auto Fidelidade", contendo 14 músicas inéditas: "Sede de viver" e "Jardins de guerra",ambas com Bernardo Vilhena, "Antes que o amor acabe", "Lua, lua", "Ninguém sabe o que eu sei", "Um lugar ao sol", "Onde foi que eu errei?" (c/ Erasmo Carlos), "Shadowland", "And We Fall", "Radar Radar", "Give It All Back" e "Running For Our Lives", além da canção-título (c/ Alvin L.) e de "Lágrimas demais", essa última escolhida como tema da personagem de Vera Fischer na novela "Agora é que são elas". Nesse mesmo ano, fez show de lançamento do disco no Teatro Rival BR (RJ). Ainda em 2002, participou do álbum "Reunião - O Brasil dizendo Drummond" (Luz da Cidade), com quatro CDs em homenagem ao poeta mineiro, ao lado de Chico Buarque, Abel Silva, Antônio Cícero, Paulinho Lima, Elisa Lucinda, Alcione, Leila Coelho Frota, Adélia Prado, Afonso Romano de Sant'Anna, Alcione, Ronaldo Bastos, Fernando Brant, Gabriel, O Pensador, José Carlos Capinam e Murilo Antunes, entre outros artistas.

Em 2003, participou, ao lado de outros artistas, do CD "Assim, assado - Tributo a Secos & Molhados", interpretando a faixa "Fala" (João Ricardo e Luli).

Teve canções gravadas por Ira!, Belô Velloso, Fausto Nilo, Cazuza, Gil, Olívia Hime, Zezé di Camargo & Luciano, Lulu Santos e Maricenne Costa, entre outros.

Mais visitados
da semana

1 Hermeto Pascoal
2 Chico Buarque
3 Noel Rosa
4 Festival da Música Popular Brasileira (TV Record)
5 Luiz Gonzaga
6 Pixinguinha
7 Lundu
8 Tom Jobim
9 Festivais de Música Popular
10 Música Junina