Busca:

Ricardo Bacelar


19/07/1945 Fortaleza, CE

Dados Artísticos

Lançou o álbum, “Sebastiana”, no Blue Note no Rio de Janeiro. É o terceiro trabalho solo do pianista, compositor e arranjador.  O disco foi produzido por Cesar Lemos (com discos premiados pela BMI e ASCAP, nos EUA), gravado e mixado em Miami, Estados Unidos, no lendário estúdio Hit Factory (Criteria) e Rebel 11.  Segundo Ricardo, o disco fez uma releitura latino-americana de um recorte da música brasileira. “Sebastiana” foi gravado por músicos brasileiros, norte-americanos, cubanos, argentinos, venezuelanos, colombianos e peruanos. O disco foi concebido por meio de uma pesquisa de ritmos tradicionais em um laboratório de arranjos sobre a música latino-americana e a música brasileira.  O álbum apresentou quinze faixas – onze instrumentais e quatro cantadas – em CD, vinil e streaming, e foi distribuído no Brasil pela Tratore, “Sebastiana” e também contou com distribuição internacional – América Latina, Estados Unidos, Japão e Europa. O título do álbum é uma homenagem a Jackson do Pandeiro, no ano em que se completa 35 anos de sua partida, com a inclusão de sua voz em duas faixas (Sebastiana e The Best Years). O álbum ainda apresentou canções de Luiz Gonzaga e Zé Dantas (A volta da asa branca), Villa-Lobos (Ô Mana deixa eu ir), Milton Nascimento e Ronaldo Bastos (Nothing Will beas it was), Tom Jobim e Vinicius de Moraes (Somewhere in the hills), Ivan Lins e Vitor Martins  (Sambadouro), Flora Purim, José Roberto Bertrami e Alex Malheiro (Partido Alto), Rosil Cavalcanti (Sebastiana), duas parcerias com Cesar Lemos (Saco Verde e Sernambetiba, 1992), e três composições suas (Parts of me, River of Emotions e The Best Years).

Mais visitados
da semana

1 Chico Buarque
2 João Gilberto
3 Geraldo Pereira
4 Tom Jobim
5 Caetano Veloso
6 Pixinguinha
7 Música Sertaneja
8 Noel Rosa
9 Jackson do Pandeiro
10 Chitãozinho e Xororó