Busca:

Reginaldo Bessa

Reginaldo de Souza Bessa
7/9/1937 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Em 1961, teve seu primeiro trabalho registrado pela primeira vez em disco, lançado pela Copacabana, com as gravações de "Sombras de amor" e "Tema de samba", compostas em parceria com Steve Bernard.

Dois anos depois, iniciou sua carreira de cantor em Buenos Aires. Nesta cidade, gravou um LP de bossa nova, lançado pela gravadora CBS, cujo repertório incluiu oito músicas de sua autoria. Apresentou-se, ainda na capital argentina, em programas de televisão, estações de rádio e casas noturnas.

Regressou ao Brasil em 1965. Neste ano, gravou pela CBS e, mais tarde, pela Fermata.

Ainda na década de 1960, lançou o LP infantil "Sapo astronauta", com a participação de vários intérpretes.

Para festivais, compôs as seguintes canções:1966: "Não se morre de mal de amor", interpretada por Taiguara no I Festival Internacional da Canção (FIC-RJ);1967: "Chora minha nega", finalista no II FIC;1968: "Mestre-sala", classificada para o III FIC;1975: "O tempo", classificada para o Festival Abertura (TV Globo).

Trabalhou na criação de jingles e trilhas sonoras para publicidade e para novelas da TV Globo, como "O homem que deve morrer", "Bandeira 2" e "O espigão".

Atuou como produtor musical em vários discos de samba e choro, como "Época de ouro eClube do Choro", "Tem gente bamba na roda de samba", "Tempo de seresta" e "Toalha da saudade", na gravadora Continental.

Foi agraciado várias vezes com o Prêmio Colunistas, pelo seu trabalho em músicas para publicidade. Recebeu menção honrosa na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, por sua atuação como compositor.

Constam da relação dos intérpretes de suas canções artistas como Alcione, Roberto Ribeiro, Sonia Santos, Maysa, Agnaldo Rayol, Elza Soares e Maria Creuza, entre outros.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Assis Valente
3 Nelson Gonçalves
4 Caetano Veloso
5 Nelson Cavaquinho
6 Chico Buarque
7 Dorival Caymmi
8 Tom Jobim
9 Noel Rosa
10 João Gilberto