Busca:

Rappin Hood

Antonio Luiz Júrnior
1972 São Paulo, SP

Dados Artísticos

Sua primeira apresentação foi no palco da Dino's, em São Caetano do Sul. Logo depois passou a freqüentar o metrô São Bento, point dos rappers de São Paulo, que contava também com Thayde, Mano Brown, entre outros. Em 1989 foi o vencedor de um campeonato de rap no salão Viola de Ouro, produzido por William Santiago,  da Zâmbia. O evento já havia lançado o grupo Racionais MC's, grupo para o qual foi convidado a integrar, mas recusou-se por querer seguir carreira solo,  já que  vinha fazendo apresentações individuais no Clube da Cidade e no Chic Show do empresário Luizão. No ano de 1995, integrando o grupo Posse Mente Zulu, apresentou-se em evento no Vale do Anhangabau, em homenagem aos 300 anos de Zumbi. O grupo fez sucesso com a composição "Sou negão", de sua autoria. A MTV gravou o show e o clip do Posse Mente Zulu entrou na programação da emissora. No ano seguinte, ainda integrando o Posse Mente Zulu, recebeu o "Prêmio Revelação", da equipe RapSoulFunk. Em 1998 a música "Sou negão" foi lançada em LP e CD em parceria com o DJ KL Jay, pelo Selo Raízes Discos, atingindo 18.000 cópias vendidas. No ano de 2001, pela gravadora Trama, lançou o CD "Sujeito homem", disco no qual interpretou, entre outras "O  chamado", "É tudo no meu nome", "Rap du bom", "De repente", "Suburbano" e "Sou negão". No ano seguinte Leci Brandão, no disco "A Filha da Dona Lecy", regravou "Sou negão". Em 2004 gravou o disco "Sujeito homem 2", no qual participaram Caetano Veloso, Arlindo Cruz, Jair Rodrigues, Mário Sérgio (Fundo de Quintal), Maria Fernanda, Gilberto Gil, Zélia Duncan, Péricles e Thiaguinho (Exaltasamba) e Dudu Nobre. No CD foram incluídas releituras em rap de composições de Gilbeto Gil ('Andar com fé'), Caetano Veloso e Arlindo Cruz. O disco ainda contou com as participações especiais de Will Calhouns e Doug Wimbish, da banda de hard-rock americana Living Colour. No ano de 2016, participou ao lado de Duani, B Negão, Negra Li, o duo Tropkillaz, Dexter, Céu e integrantes do grupo de rap RZO (DJ Cia e Sandrão) do CD "Sabotage", produzido pelo Selo Instituto (Daniel Ganjaman, Tejo Damasceno e Rica Amabis) em homenagem ao rapper paulistano Sabotage. Todos os participantes cederam seus direitos autorais e conexos para Wanderson e Tamires, filhos do rapper assassinado na comunidade Canão, na Zona Sul de São Paulo.

Mais visitados
da semana

1 Creone e Barrerito
2 Trio Nagô
3 Tiee
4 Aldir Blanc
5 Mayck e Lyan
6 Hermeto Pascoal
7 Evaldo Gouveia
8 Trio Parada Dura
9 Adelmário Coelho
10 Música Sertaneja