Busca:

Pinduca

Aurino Quirino Gonçalves
4/6/1937 Igarapé-Miri, PA

Dados Artísticos

Conhecido como o "Rei do Carimbó", gênero musical do folclore paraense do qual se tornou o maior divulgador em todo o país. Realizou shows em rádios e televisões, acompanhando por seu conjunto do qual fazem parte inúmeros soldados da Polícia Militar do Pará. Tem mais de dez discos lançados, entre os quais, "Carimbó e sirimdó", pela Beverly. Entre suas composições encontram-se "Curichão da saudade", "Chorando à beira-mar", "Doce menina" e "Terra boa é o Pará", além de "O rico e o pobre" motivo popular recolhido por ele. Em 1980, lançou o LP "No embalo do carimbó e seridó", onde constam entre outras, "Marcha do top-less", feita em parceria com Roosevelth e "Vou dar risada", com Deuza. Em 2014, recebeu o Prêmio de Ordem ao Mérito Cultural, sendo promovido da Classe Cavaleiro para a Classe Comendador, em cerimônia no Palácio do Planalto, em ocasião do Dia Nacional da Cultura. A condecoração realizou-se em homenagem a personalidades brasileiras e estrangeiras por suas contribuições à cultura nacional, e foi conduzida em sessão solene pela então presidenta Dilma Rousseff e a ministra da Cultura, Marta Suplicy. Em 2016, aos 79 anos, lançou o CD “No Embalo do Pinduca”, apoiado pelo edital Natura Musical. No disco, que teve produção de Manoel Cordeiro, procurou dar sonoridade contemporânea a um repertório tradicional da música paraense, como nas releituras de seus clássicos “Sinhá pureza” e “Carimbó do macaco”.

Mais visitados
da semana

1 Creone e Barrerito
2 Trio Nagô
3 Evaldo Gouveia
4 Tiee
5 Aldir Blanc
6 Mayck e Lyan
7 Trio Parada Dura
8 Hermeto Pascoal
9 Teresa Cristina
10 Noel Rosa