Busca:

Pedro Paulo Junior

Pedro Paulo de Siqueira Junior
23/10/1974 Vassouras, RJ

Dados Artísticos

Em 1999, ajudou a fundar a Itiberê Orquestra Família. No mesmo ano, recebeu prêmio da Prefeitura do Rio de Janeiro no 1º Prêmio Jovem Artista, modalidade Música, pela composição "Fruta Flor", de sua parceria com Marcos Vidal. Entre os jurados estava o compositor e violonista Guinga.

Em 2001, gravou com a Itiberê Orquestra Família o disco “Pedra do Espia”, que figurou entre os dez melhores CDs de 2001, segundo o jornal “O Globo”. Participou dos shows de lançamento realizados, com grande repercussão, no Teatro Carlos Gomes (RJ) e no Tom Brasil (SP). Nesse mesmo ano, participou do II Festival Brasil Instrumental de Tatuí-SP.

Ainda como integrante da Itiberê Orquestra Família, atuou em vários shows, com destaque para os espetáculos realizados no Centro de Artes da UFF (projeto "Interculturalidades"), com a participação de Hermeto Pascoal, e no Museu de Arte da Pampulha (BH).

Em 2003, fez temporada com a orquestra no Centro Cultural da Justiça Federal (RJ). Nesse mesmo ano, foi convidado por Itiberê Zwarg para realizar monitoria em suas Oficinas de Música Universal na escola de música Pró-Arte, no Rio.

No ano seguinte, atuou com a orquestra no projeto "Concertos Matinais da Sala São Paulo".

Começou a tocar na noite do Rio, no bairro da Lapa, em pequenas formações como trompetista e cantor. Também passou a se dedicar ao canto na Itiberê Orquestra.

Como trompetista, atou em orquestras de baile, entre elas a orquestra Ases de Ouro do trompetista Darcy da Cruz, e foi convidado para formar o grupo Samba Plugado, também como cantor.

Em 2005 participou com a orquestra do Mercado Cultural, em Salvador, com workshop e show no Teatro Castro Alves.

No ano seguinte, lançou, com a Itiberê Orquestra Família, o álbum duplo "Calendário do Som", com shows em Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Teatro Solis em Montevidéu e no La Trastienda Club, em Buenos Aires. Em seguida, desligou-se do grupo mas dando continuidade ao seu trabalho de monitoria nas Oficinas com Itiberê. Com patrocínio da Petrobras desenvolveu, junto com Itiberê e o guitarrista Bernardo Ramos, o Caderno de Partituras e CD multimídia das Oficinas, contendo a gravação de 16 composições de Itiberê executadas pelos alunos.

Fez apresentação com o grupo Samba Plugado no lançamento do projeto "Mario Lago, Homem do Século XX", realizado no Clube Fluminense (RJ). Começou a compor e fazer arranjos para o grupo. Ainda com o Samba Plugado, realizou, em 2007, o projeto “Nova Lapa” no espaço Estrela da Lapa (RJ), com a participação de Cristóvão Bastos, Rubinho Jacobina, Pedro Holanda e o grupo As Chicas. No mesmo ano, foi convidado por Itiberê Zwarg para cantar numa apresentação da Itiberê Orquestra Família com o compositor Antônio Bruno, pai de Itiberê. Neste show, apenas com composições de Antônio Bruno e com participação de Alfredo Del Penho e a cantora argentina Liliana Herrero, interpretou "Sambista de Arranha-Céu".

Em 2008, passou a integrar o grupo de salsa Rio Latin Jazz.

No ano seguinte, começou a trabalhar no acervo de partituras do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro. Passou a se dedicar mais à composição e teve sua música “Fruta Flor” interpretada pela pianista, cantora e compositora Clarice Assad, em shows pelos Estados Unidos.

Em 2010, o grupo Água Viva interpretou “Dr Cornelius”, composição instrumental de sua autoria.

Mais visitados
da semana

1 Adelmário Coelho
2 Gilberto e Gilmar
3 Mayck e Lyan
4 Aldir Blanc
5 Tiee
6 Hermeto Pascoal
7 Trio Nagô
8 Música Sertaneja
9 Dom Américo
10 Noel Rosa