Busca:

Pedro Paulo (2)


1945 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Um dos vários cantores que despontaram a partir da explosão da Jovem Guarda em 1965, com o programa dominical apresentado por Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa, na TV Record. Iniciou a carreira artística em meados dos anos 1960. Conseguiu se destacar e foi contratado pela gravadora CBS, lançando, em 1966, um compacto simples com a balada "Nunca leve sua garota ao boliche", de sua autoria e Luis Fernandes, na qual seguia uma linha de humor muito comum nas músicas iniciais de Roberto Carlos, e "De papo pro ar", de Joubert de Carvalho e Olegário Mariano. A balada "Nunca leve sua garota ao boliche" foi incluída na coletânea "As 14 mais -  Vol. XVIII" da gravadora CBS, lançada em meados de 1966 com os sucessos da primeira metade daquele ano. Essa composição foi bastante tocada nas rádios naquele período. Em 1967, lançou novo compacto com as músicas "Como perdi duas garotas num minuto", de sua autoria e Luis Fernandes, e "Deixe de esnobar", de Francisco Fraga. No ano seguinte, transferiu-se para a gravadora RCA Victor e gravou um compacto simples, com as baladas "Amor a gasolina", de Carlos Cruz e Almeida Rego, e "Por seu olhar me apaixonei", de Clóvis Mello. Em 1969, retornou à CBS, e gravou, pelo selo Epic, um compacto duplo intitulado "Pedro Paulo apresenta os sucessos", no qual interpretou as músicas "Quero um beijo seu", de Renato Barros e Gileno; "Ponha no lugar", de Getúlio Cortes; "Você partiu", de Ed Wilson, e "Mensagem", de Cícero Nunes e Aldo Cabral. No mesmo ano, lançou o LP "Pedro Paulo apresenta os sucessos" no qual registrou, além das quatro músicas lançadas em compacto duplo, as interpretações de "Meia volta", de Antonio Adolfo e Tibério Gaspar; "Por quem estou apaixonado", de Martinha; "Boa noite" e "Será", de Dori Edson e Marcos Roberto; "Não fico mais sem teu carinho", de Roberto Corrêa e Sylvio Son; "Além de toda razão", de sua autoria; "Viu", de Cury e Carleba, e "Eu preciso de carinho", de Valdirene. Em 1970, gravou, com produção de Mauro Motta, um compacto simples, com as músicas "Capa de revista", de Rossini Pinto, e "Nazaré", de sua autoria e Getúlio Cortes. Essas duas músicas foram incluídas no LP "Pedro Paulo apresenta os sucessos - Volume 2", também produzido por Mauro Motta e trazendo ainda as músicas "Maria Helena", de Hyldon Souza; "Meus domingos sem você" e "Sozinho", de sua autoria com Renato Barros; "Menina dos olhos tristes", de Hélio Justo e Deyse Justo; "Meu benzinho", de Santiago"; "Se há problema é só dizer", uma versão de Getúlio Cortes para "Yakety yak", de Leiber e Stoller; "Não me deixe nunca mais", de Rossini Pinto e Solange Corrêa; "Baby", de Elizabeth; "Não diga meu nome", de Antônio Marcos, e "Foi tudo em vão", de Demétrius. Em 1971, pelo selo Epic, e ainda com produção de Mauro Motta, lançou um compacto simples com as músicas "Estou voltando para casa", uma rara parceria sua com Raul Seixas, e "Vou cantar pra subir", de sua autoria e Marcos Torraca. No ano seguinte, também com produção de Mauro Motta, gravou um compacto simples com as músicas "Domingo tem Maracanã", de sua autoria, e "Minha amiga Stella", de Raul Seixas e Mauro Motta. Em 1974, lançou pelo selo Epic um compacto simples com seu nome como título, trazendo as músicas "Antes ele do que eu", de Paulinho Soares, e "Não vou mais chorar", com Othon Russo. Em 1978, gravou pela Polydor, em compacto simples, as músicas "Cimento, tijolo e areia", de Paulo Coelho, e "Suzana", parceria sua com Paulo Coelho. Com a chegada da década de 1980, e as mudanças no panorama musical brasileiro, sua carreira acabou entrando em declínio.

Mais visitados
da semana

1 Caetano Veloso
2 Hermeto Pascoal
3 Tom Jobim
4 Dorival Caymmi
5 Nelson Cavaquinho
6 Roberto Carlos
7 Luiz Gonzaga
8 Cartola
9 Jackson do Pandeiro
10 Festivais de Música Popular