Busca:

Paulo Menezes

Paulo Menezes
1971 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Inicialmente trabalhou como assistente e desenhista de figurinos no Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos de Manguinhos. Logo depois, em 1992, atuou como carnavalesco da mesma escola desenvolvendo o enredo "Kid Morangueira - 90 anos de um malandro", criado pelo pesquisador musical Luís Fernando Vieira, classificando a agremiação em 5º lugar no desfile do Grupo 2. Entre os anos de 1993 e 1996 manteve-se na Unidos de Manguinhos criando e desenvolvendo os seguintes enerdos e obtendo as respectivas colocações: "E tá danado de bom", (5º lugar no Grupo 2); 1994 - "Quatzacoat, uma chocante tentação", (11º lugar no Grupo 2); 1995 - "Manguinhos - Ouro, saúde e folia", (14º lugar no Grupo B) e 1996 "Os discípulos de Zumbi", (9º lugar no Grupo D).
No ano de 1994, além de atuar na Unidos de Manguinhos, também criou o enredo "Olubajé, a festa da libertação" para o Grêmio Recreativo Escola de Samba Difícil é o Nome, do bairro de Pilares, subúrbio do Rio de Janeiro. Com este enredo a escola sagrou-se campeã do Grupo 2 (terceira divisão) do carnaval carioca.
No ano de 1998 transferiu-se para o Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos do Engenho da Rainha, oriunda do bairro do mesmo nome, para a qual criou o enredo "Memórias de um Brasil Holandês", classificando a escola em 5º lugar do Grupo B.
Entre os anos de 1999 e 2002 atuou como carnavalesco no Grêmio Recreativo Escola de Samba Paraíso do Tuiutí, para a qual criou os seguintes enredos com as devidas colocações: 1999 - "Uma delícia glacial no país do Carnaval", 3º lugar do Grupo B; 2000 - "Um monarca na fuzarca", vice-campeã do Grupo A; 2001 - "Um mouro no quilombo: Isto a história registra", 14º lugar do Grupo Especial; 2002 - "Um mouro no quilombo: Isto a história registra", 4º lugar do Grupo A.
Em 2003 passou para o Grêmio Recreativo Escola de Samba União da Ilha do Governador, criando o enredo "Chega em seu cavalinho azul uma bruxinha boa. A Ilha trouxe do céu Maria Clara Machado", com o qual a agremiação sagrou-se vice-campeã do Grupo de Acesso A. No ano posterior, em 2004, a mesma escola desfilou com o tema "Com Pandeiro ou Sem Pandeiro... Eu Brinco. Com Dinheiro ou Sem Dinheiro... Eu Também Brinco!", também de sua autoria, com a qual classificou-se em 7º lugar no Grupo de Acesso A.
No ano de 2005 retornou ao Grupo Especial como carnavalesco da Mocidade Independente de Padre Miguel, para a qual criou o enredo "Buon Mangiare, Mocidade! A Arte Está na Mesa", classificando a agremiação em 9º lugar deste mesmo grupo do carnaval carioca.
No ano de 2006 a Difícil é o Nome reeditou seu enredo "Olubajé, a festa da libertação", com o qual classificou-se em 6º lugar no Grupo B do carnaval do Rio de Janeiro. Neste mesmo ano passou a atuar na Escola de Samba Império Serrano, para a qual criou o tema "O Império do Divino", classificando a agremiação em 8º lugar no Grupo Especial. No ano seguinte, em 2007, trabalhou como carnavalesco para duas escolas: o Grêmio Recreativo Escola de Samba Estácio de Sá, do Grupo Especial, criando o enredo "O Ti-Ti-Ti do Sapoti", classificando a escola em 13º lugar deste mesmo grupo; e, retornando ao Grêmio Recreativo Escola de Samba União da Ilha do Governador desfilou com o tema "Ripa na Tulipa, Ilha!", classificada em 4º lugar no Grupo de Acesso A.
Em 2009, em parceria com o carnavalesco Paulo Barros, sagrou-se vice-campeão, do Grupo de Acesso A, pela Escola de Samba Renascer de Jacarepaguá com o enredo "Como vai, vai bem? Veio a pé ou de trem?".
No ano de 2010 a Escola de Samba Unidos do Porto da Pedra, do município de São Gonçalo, classificou-se em 10º lugar no desfile do Grupo Especial com o enredo "Com que roupa eu vou? Pro samba que você me convidou", de sua autoria. No ano seguinte, em 2011, a mesma escola desfilou com o seu enredo "O sonho sempre vem, pra quem sonhar...", classificada em 8º lugar no Grupo Especial.
Em 2012 a Portela foi classificada em 6º lugar no desfile do Grupo Especial com o enredo "E o Povo na Rua Cantando. É Feito uma Reza, um Ritual...", de sua autoria.
No ano de 2013 criou para a Portela o enredo "Madureira... Onde meu Coração se Deixou Levar", homenageando os 90 anos da escola e os 400 anos do bairro.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Eumir Deodato
3 Chico Buarque
4 Assis Valente
5 Noel Rosa
6 Dorival Caymmi
7 Tom Jobim
8 Lupicínio Rodrigues
9 Romildo
10 Caetano Veloso