Busca:

Paulo Jobim

Paulo Hermanny Jobim
4/8/1950 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Atuou, como músico e arranjador, em discos de Milton Nascimento, Antonio Carlos Jobim, Chico Buarque, Sarah Vaughan, Astrud Gilberto e Lisa Ono.

Participou, como músico, compositor e arranjador, de várias trilhas sonoras para cinema, teatro e televisão, como “Gabriela”, “Man at Play”, “Brasa adormecida”, “Anos dourados” (Rede Globo), “O tempo e o vento” (Rede Globo), “Fonte da Saudade”, “A menina do lado”, “Monkeys on the Edge” (PBS Television), “O canto da piracema” (EPTV), “Final Call”, “A rota do sol” (EPTV), “Passo a passo pelo Paço”, “A coruja Sofia”, “O viajante”, “Antonio Manuel”, “Café” (EPTV).

Acompanhou Milton Nascimento, Astrud Gilberto, Antonio Carlos Jobim e Lisa Ono, no Brasil, Europa, Estados Unidos e Japão.

De 1985 a 1994, juntamente com Jaques Morelenbaum (violoncelo), Paulo Jobim (violão e voz), Danilo Caymmi (flauta e voz), Tião Neto (baixo), Paulo Braga (bateria) e o quinteto vocal feminino formado por Paula Morelenbaum, Maucha Adnet, Ana Jobim, Elizabeth Jobim e Simone Caymmi, fez parte da Banda Nova de Tom Jobim, com a qual atuou em shows, por todo o Brasil e no exterior, e gravou os discos "Passarim", "O tempo e o vento", "Família Jobim", "Antonio Brasileiro" e "Tom Jobim: inédito".

Em 1995, fundou, juntamente com Daniel Jobim (piano e voz), Jaques Morelenbaum (violoncelo) e Paula Morelenbaum (voz), o Quarteto Jobim Morelenbaum, com o qual lançou, em 1999, o CD “Quarteto Jobim Morelenbaum” e realizou apresentações no Brasil e no exterior.

Idealizou e atuou como consultor no projeto “Tom da Mata”, em parceria com a Fundação Roberto Marinho e FURNAS Centrais Elétricas, de 1998 a 2002.

Foi o responsável, em 2000 e 2001, pela coordenação geral, arranjos e direção musical do “Cancioneiro Jobim” (publicado em seis volumes), que inclui a biografia e a transcrição da obra completa do maestro Antonio Carlos Jobim (cerca de 220 músicas).

Trabalhou como consultor no projeto “Tom do Pantanal”, em parceria com a Fundação Roberto Marinho e Furnas Centrais Elétricas, de 2000 a 2002.

Em 2002, idealizou e produziu, com Mario Adnet, o projeto "Jobim Sinfônico", contendo todas as peças orquestrais de Tom Jobim. O espetáculo foi realizado na Sala São Paulo (SP), com a Orquestra Sinfônica de São Paulo, e teve a participação de Milton Nascimento e 80 músicos, sob a regência de Roberto Minczuk, assistente da Filarmônica de Nova York. Em 2003, o show, do qual participou também como instrumentista, foi lançado em CD e DVD pelo selo Biscoito Fino.

Em 2005, lançou, ao lado de Dori Caymmi, Nana Caymmi, Danilo Caymmi e Daniel Jobim, o CD "Falando de amor", sobre a obra de Tom Jobim. Os músicos Jorge Hélder (baixo) e Paulinho Braga (bateria) participaram das gravações.

Tem ampla atuação em projetos de arquitetura e planejamento urbano.

Constam da relação dos intérpretes de suas canções artistas como Tom Jobim, Eugénia de Melo e Castro, Tavinho Moura, Simone Guimarães, Olívia Hime, Fafá de Belém, Ed Motta, Lisa Ono, Quarteto em Cy, Astrud Gilberto, MPB-4, Milton Nascimento, Eliane Elias e Gal Costa, entre outros.

É presidente do Instituto Antonio Carlos Jobim, fundado em 2001.

Mais visitados
da semana

1 Mayck e Lyan
2 Gilberto e Gilmar
3 Adelmário Coelho
4 Aldir Blanc
5 Tiee
6 Rick e Renner
7 Hermeto Pascoal
8 Música Sertaneja
9 Cacaso
10 Noel Rosa