Busca:

Paulo César Feital

Paulo César de Oliveira Feital
24/2/1951 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira artística em 1971, participando de festivais de música.

Três anos depois, iniciou parceria com Cláudio Cartier, com destaque para as canções "Cinelândia", gravada por Beth Carvalho, "No analices", gravada por Nana Caymmi e por Milton Nascimento, e "Saigon", gravada por Emílio Santiago e por Beth Carvalho.

Em 1977, participou de um curso de teatro realizado na PUC-Rio. Em seguida, assumiu a direção artística de espetáculos realizados no Clube do Samba (RJ), como "De amor é bom", com João Nogueira, "Correntes de aço", com Roberto Ribeiro, "50 anos de Elizeth Cardoso, "40 anos de Elis Regina", e "Viva Clara", com Beth Carvalho e João Nogueira, entre outros.

Atuou na criação de jingles para campanhas publicitárias, como as do Café Affa, Shopping Interlagos, New Splan e Ortopé, entre outros.

Em 1991, sua canção "Luz" (c/ Altay Veloso), interpretada por Clarisse Grova, venceu o Festival Sul-Americano de Música de Foz do Iguaçu.

Participou de trilhas sonoras para peças teatrais, como "Subo nesse palco" e "Temporal", ambas com Roberto Menescal, e para cinema, como a do documentário "Colônia Juliano Moreira", com Cláudio Cartier, interpretada por Milton Nascimento.

Atuou na criação do texto e na direção artística do espetáculo "Música nos tempos do Collera", no qual se apresentou ao lado de Carlinhos Vergueiro em temporada de seis meses no Teatro Ruth Escobar (SP).

Em 1992, criou a Companhia das Ilusões, com Clarisse Grova, Nina Miranda e Altay Veloso, excursionando com o grupo em shows por todo o país e gravando o CD "Paulo César Feital e a Companhia das Ilusões".

Foi indicado para o Prêmio Sharp por "Dias de lua" (c/ Cláudio Cartier e Marco Aurélio), canção incluída nas trilhas sonoras da novela "Direito de amar" e da minissérie "Araponga" (TV Globo), e também com "40 anos" (c/ Altay Veloso) "Flamboyant" (c/ Jota Maranhão), "Perfume siamês" (c/ Altay Veloso) e "Saigon" (c/ Cláudio Cartier).

Constam da relação dos intérpretes de suas canções artistas como Alcione, Beth Carvalho("Cinelândia"), Quarteto em Cy, Cauby Peixoto, Danilo Caymmi, Emílio Santiago ("Saigon"), João Nogueira, Leny Andrade, Milton Nascimento, Nana Caymmi ("No analices") e Tim Maia, no Brasil, e Don Burrows, Barry Manilow e Luz Marina, no exterior.

É autor dos textos teatrais "Lua com limão", "Existe um céu além do azul", "O primo do presidente", "Os Benevides", Chorinho de pelúcia" e "Beto, filho de Mayra", e do musical "Isadora: e daí?".

Publicou os livros "Nas areias da ampulheta", "Sonetos da alma" e "Se eu pudesse dizer que te amei".

Assinou a produção musical do CD "Escolas de samba carnaval" e a direção musical dos shows "15 anos de Carlinhos Vergueiro" (Copacabana Palace, RJ), "Novos e outros traços" (Teatro da Praia e Mistura Fina, RJ), com Clarisse Grova, "Farmacopéia", com João Nogueira, e "Filha da Pátria" (Garden Hall, RJ), com Cris Delanno.

Em 2000, lançou, com Jorge Simas, o CD "Carta ao rei", contendo predominantemente canções da dupla, como a faixa-título e "Carlos poeta", ambas em parceria com Clarisse, "Labareda", "Ó do bodó" e "Cinco contra um", entre outras. O disco contou com a participação especial de Chico Buarque, Paulo Moura, Leny Andrade, Carlinhos Vergueiro, Rildo Hora, Cris Delano e Selma Reis. Autor de mais de 200 canções, a maioria tematizando o cotidiano brasileiro, foi incluído na "Antologia dos 50 poetas cariocas do século".

Mais visitados
da semana

1 Caetano Veloso
2 Assis Valente
3 Tom Jobim
4 João Gilberto
5 Nelson Cavaquinho
6 Música Sertaneja
7 Hermeto Pascoal
8 Gilberto Gil
9 Ary Barroso
10 Chico Buarque