Busca:

Paulo Barros

Paulo Roberto Barros Braga
14/5/1962 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Iniciou as atividades como carnavalesco na Agremiação Recreativa Escola de Samba Vizinha Faladeira, do bairro do Santo Cristo, no ano de 1994, dividindo o enredo "Sou Rei, Sou Rainha, na Corte da Vizinha" com Henrique Celibe, classificando a escola como Vice-Campeã do Grupo B, da Terceira Divisão do carnaval carioca naquele mesmo ano. No ano seguinte, com o enredo "O Relicário do samba", também em parceria com Henrique Celibe, a escola desfilou classificando-se em 6º lugar no Grupo A, da Segunda Divisão. Posteriormente, transferiu-se para o Grêmio Recreativo e Escola de Samba Arranco, permanecendo por três anos à frente da agremiação, mais conhecida como Arranco de Engenho de Dentro, classificando a escola, entre os anos de 1999 e 2001 nos seguintes lugares: 4º com o enredo "Numa fuga alucinada, entre piolhos e galinhas, veio até uma rainha"; 7º com o enredo "Brasil, 500 anos em três raças" e 4º, com o enredo "Oh, que saudades que eu tenho!", repectivamente, no Grupo B da Terceira Divisão.
No ano de 2002, com o enredo "Nem tudo que reluz é ouro" classificou a Vizinha Faladeira no 5º lugar do Grupo B da Terceira Divisão do carnaval carioca. No ano seguinte, em 2003, criou o enredo "Tuiuti desfila o Brasil em telas de Portinari", para o Grêmio Recreativo e Escola de Samba Paraíso do Tuiutí, classificando a escola no 4º lugar do Grupo A, da Segunda Divisão do carnaval carioca.
Em 2004 passou para a Unidos da Tijuca, pela qual alcançou projeção nacional já no primeiro desfile com o enredo "O sonho da criação e a criação do sonho: a arte da ciência no tempo do impossível", tornando-a vice-campeã do Grupo Especial naquele ano, fato que se repetiu no ano posterior, em 2005, com o enredo "Entrou por em lado, saiu pelo outro - quem quiser que invente outro!".
Em 2006 criou para a Unidos da Tijuca, o enredo "Ouvindo tudo o que vejo, vou vendo tudo o que ouço", com o qual classificou a escola em 6º lugar no grupo principal do carnaval carioca. Neste mesmo, integrando uma Comissão de Carnaval junto a outros carnavalescos ganhou o título com o reedição do enredo "Quem é você?", da Escola de Samba Estácio de Sá, pelo Grupo de Acesso A.
No ano de 2007 transferiu-se para a Viradouro, com a qual ficou no 5ª lugar no Grupo Especial. No ano seguinte, em 2008, ainda pela Viradouro e com o enredo "É de arrepiar!", classificou a agremiação no 7º lugar do Grupo Especial, causando polêmica com o "Carro do Holocausto", que que foi proibido pela justiça de desfilar na Marques de Sapucaí, o que ocasionou a sua saída da escola. No ano seguinte, em 2009, em parceria com o carnavalesco Paulo Menezes, criou para a Renascer de Jacarepaguá o enredo "Como vai, vai bem? Veio a pé ou de trem?", no qual falou sobre os transportes, levando a Escola ao vice-campeonato do Grupo de Acesso A. Ainda em 2009, mas em parceria com o carnavalesco Alex de Souza, criou para a Vila Isabel o enredo "Neste palco da folia, minha Vila anuncia: Theatro Municipal, a centenária maravilha", classificando a escola em 4º lugar do Grupo Especial. 
Em 2010, em parceria com o carnavalesco Wagner Gonçalves, foi o autor do enredo "Aquaticópolis", que classificou a Renascer de Jacarepaguá em 8º lugar do Grupo de Acesso A. Neste mesmo ano retornou à Unidos da Tijuca e entre os anos de 2010 e 2012 criou para a agremiação os respectivos enredo: "É Segredo!", sagrando a agremiação Campeã no Grupo Especial; "Esta noite levarei sua alma", vice-campeã no Grupo Especial e por fim, Campeã do Grupo Especial em 2012 com o enredo "O Dia em Que Toda a Realeza Desembarcou na Avenida para Coroar o Rei Luiz do Sertão".
Em 2013, estando à frente da Unidos da Tijuca criou o enredo "Desceu num raio, é trovoada. O Deus Thor pede passagem para mostrar nessa viagem a Alemanha encantada".

Mais visitados
da semana

1 Chitãozinho e Xororó
2 Caetano Veloso
3 Noel Rosa
4 Elis Regina
5 Bloco Carnavalesco Concentra Mas Não Sai
6 Tom Jobim
7 Isolda
8 Bezerra da Silva
9 As Marcianas
10 Luiz Gonzaga