Busca:

Paulinho Albuquerque

Paulo Roberto de Medeiros e Albuquerque
3/6/1942 Rio de Janeiro, RJ
26/6/2006 Rio de Janeiro, RJ

Biografia

Produtor. Diretor. Iluminador. Advogado. Em 1964, formou-se em Direito pela UERJ, exercendo a profissão até o ano de 1978, no ramo de Direitos Autorais e Direito Industrial. Sócio-gerente da Editora de Música Music Bras, ZP Produções Artísticas. Fundou a Gravadora Velas, juntamente com Ivan Lins e Vitor Martins, e o Selo Carioca - especializadoem músicas do Rio de Janeiro -, ao lado de Cláudio Jorge, Marcelino Moreira e Wanderson Martins. Procurador da Editora Musical Dinorah Music, de propriedade de Ivan Lins e Vitor Martins. Filiado ao Sated (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro) e da SBAT (Sociedade Brasileira de Autores Teatrais). Em 1979, assumiu o cargo de diretor artístico do Núcleo de Música Popular Brasileira da gravadora Continental. Entre 1979 e 1982, foi sócio-gerente da Editora Saci (c/ Paulinho da Viola, Aldir Blanc, Maurício Tapajós, Ivan Lins, Vitor Martins, Luiz Cláudio Ramos e Gilson Peranzzetta). De 1985 a 1990, foi sócio-gerente da firma PAN Produções Artísticas.



Diretor de espetáculos, trabalhou com diversos artistas brasileiros: Ivan Lins (Shows: Nos Dias de Hoje/1978; A Noite/1979; Novo Tempo/1980; Depois dos Temporais/1983; Ivan Lins 20 Anos/1990 e Ivan Lins e Batacotô/ 1991); Djavan (Shows: Cara de Índio/ 1979; Alumbramento/1980; Seduzir/1981; Djavan & Fátima Guedes/1981; Djavan, Fátima Guedes e Filó/1981; Lilás/1983-1986). Dirigiu e fez iluminação de shows de vários artistas: João Bosco, Miúcha, Pepê Castro Neves, Quarteto em Cy, Bimba, Nei Lopes, Cláudio Jorge, Miltinho do MPB-4, Leny Andrade, João de Aquino, Maurício Carrilho, Nivaldo Ornellas, Marcos Rezende, Francis Hime, Viva Voz, Rosa Maria, Míriam Batucada, Claudio Nucci e Marcos Ariel, entre outros. Curador do Free Jazz Festival e Free Some Carlton Dance Festival, dirigiu diversos artistas internacionais em apresentações no Brasil: Stanley Jordan, Bobby Mcferrin, Chet Baker, Herbie Hancock, Ron Carter, Harvey Masin, Alex Acuña, Jon Hendricks, Joe Henderson, Shirley Horn e Gonzalo Rubalcaba. Trabalhou como assistente de produção nos discos "Seduzir", "Luz", "Meu Lado" (Djavan) e "Doce Presença", de Ivan Lins. Produziu diversos discos-brindes: Para a Coca-Cola em 1984, o disco "Pagode de Natal", reunindo diversos artistas. No ano seguinte, "Tom Jobim", com vários artistas. Em 1986, "Tom & Villa", com Gilson Peranzzetta e Arthur Maia, sobre a obra de Tom Jobim e Heitor Villa-Lobos. Em 1987, "Cartola 80 anos" com Leny Andrade e arranjos de Gilson Peranzzetta. Este, lançado comercialmente, em 1992, pela gravadora Velas e ganhador do Prêmio Sharp daquele ano na categoria Melhor Arranjador. Ainda em 1987, para a Coca-Cola produziu o disco "Cláudio Santoro - Prelúdios e Canções de Amor", com Gilson Peranzzetta, Oscar Castro Neves, Quarteto em Cy e Boca Livre. Ainda para a Coca-Cola, produziu, em 1994, "Nelson Cavaquinho Por Leny Andrade" e no ano seguinte, "Sempre Tom Jobim". Para a firma Rio de Janeiro Refrescos Ltda produziu o disco "Amiga de Verdade", de Alaíde Costa com participação de Ivan Lins, Egberto Gismonti, Milton Nascimento, Paulinho da Viola, Wagner Tiso, Toninho Horta e MPB-4. Como produtor executivo, trabalhou para várias gravadoras: Continental, Pointer, PolyGram, Miltons, WEA, Velas, Som Livre, Carioca Discos, Caravelas e discos independentes. Entre seus discos produzidos estão "Simples e Absurdo", "Cheio de Dedos", "Suite Leopoldina" e"Cine Baronesa" (Guinga), "Festa" e "Pano Pra Manga" (Rosa Passos), "Preto Com Um Buraco No Meio", "Pra Comer Alguém" e "The Bost Of" (Casseta & Planeta), "Sétima Arte", "Pra Bom Entendedor", "Grande Tempo" e "Muito Intensa" (Fátima Guedes,), "Cabô" (Zé Renato), "Aquarela do Brasil" (Dionne Warrick), "Batacotô" (Grupo Batacotô), "Meu Caro" (Célia), "New Malemolência" (Miltinho), "Negro Mesmo" (Nei Lopes), "Coisa Feita" (Graça Biot), "Viva Noel" (Ivan Lins), "Toque de Prima" (Grupo Toque de Prima) e "Sedução" (Dunga). Em 2000, para a gravadora Velas, fez a produção executiva do disco "De Letra & Música", de Nei Lopes, com a participação de Chico Buarque, Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Toque de Prima, Dunga, Alcione, Dudu Nobre, Wilson Moreira, Dona Ivone Lara, entre outros. No ano seguinte, para o selo Carioca Discos, produziu "Os Meninos do Rio", disco que reuniu Jair do Cavaquinho, Nilton Campolino, Aluízio Machado, Baianinho, Élton Medeiros, Nelson Sargento, Jurandir da Mangueira, Dauro do Salgueiro, Niltinho Tristeza, Monarco, Luiz Grande e Dona Ivone Lara. Neste mesmo ano, e pelo mesmo selo, produziu "Coisa de Chefe", CD de Cláudio Jorge com participações de Wilson das Neves, Nei Lopes, Toque de Prima e Luiz Carlos da Vila.



Bibliografia:



ALBIN, Ricardo Cravo. Dicionário Houaiss Ilustrado Música Popular Brasileira - Criação e Supervisão Geral Ricardo Cravo Albin. Edição: Instituto Antônio Houaiss, Instituto Cultural Cravo Albin e Editora Paracatu, 2006, RJ.

AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008.

Mais visitados
da semana

1 Elis Regina
2 Ronaldo Bôscoli
3 Noel Rosa
4 Irmãs Galvão
5 Caetano Veloso
6 César Camargo Mariano
7 Isolda
8 Tom Jobim
9 Chitãozinho e Xororó
10 Luiz Gonzaga